quinta-feira, 23 de abril de 2009

Granola circunstancial


Fazia tempo que não fazia granola. Aqui em casa há fase das coisas a depender dos horários da família, das atividades diárias e sobretudo do humor da cozinheira. Houve fase de comermos granola no final da tarde; outra em que não era granola, mas o Marcos fazia uma espécie de muesli antes de ir para o aikido, a que chamava de argamassa pois julgava ter ali tudo o de que precisava: energia fornecida pela aveia; proteína, do leite em pó; minerais, fibras e vitaminas, do mel, da banana, do germe de trigo, das nozes. Amassava tudo num pratão e mandava ver. Eu não participava disto, comia qualquer outra coisa e nesta época quase não havia jantar nos dias de aikido.
No café da manhã também há fases. Agora, já há uns 5 anos, tomamos kefir batido com frutas, pão caseiro, manteiga e café. São fases, mas de um modo geral sempre foi uma refeição prosaica onde quase nunca entram queijos, geléias, granolas e cereais.
Há uns dois anos Marcos vai para o dojo direto do trabalho, sem comer direito, e passamos a jantar às 10 horas da noite. Continuamos a jantar neste horário, mas pelo menos agora ele chega em casa menos ávido de fome, pois passou a comer uma pratada de granola com banana antes do treino, na copa do consultório. É um jeito prático de comer bem sem precisar apelar para as facilidades gordurosas e requentadas das cantinas ou barrinhas de cereais grudentas. Só precisa levar uma banana de casa e juntar lá mesmo um pouco de leite em pó é água. A banana pode até ser dispensada. E, pronto, tem lá uma refeição que se pode comer no prato.
Bem, a vantagem de se preparar em casa é que você pode incorporar ingredientes mais nobres ao seu gosto, usar um mel que você conheça e um azeite mais saudável no lugar dos óleos refinados que se usam industrialmente. O sabor do azeite, no final, não será perceptível, mas fará diferença enorme no perfil de ácidos graxos. Fora o preço, é claro (embora não tenha calculado, pois tinha algumas coisas na despensa).


Geralmente a receita é circunstancial. Abro a despensa e vou juntando grãos disso, farelo daquilo e as frutas que tenho. Desta vez fomos ao Mercado da Lapa, compramos algumas coisas que julgamos adequadas e assamos numa travessa de fazer pernil, cheinha. Rendeu 4 quilos. Um tanto o Guilherme levou, outro tanto comi com kefir e banana, mas a ração é mesmo para o Marcos, que adora estas coisas que dão sustança e ainda são crocantes e nutritivas. E, por isto, já está de olho no volume do vidrão que vai descendo dia a dia.
Antes que acabe, deixo aqui a receita que anotei enquanto fazia no olhômetro. Não gosto de dar calorias dos pratos que faço para o blog (profissionalmente, ok), mas neste caso achei interessante. Dá para comparar com o que você come no café da manhã e, quem sabe, substituir de vez em quando tudo aquilo por uma pratada de banana com granola e iogurte.
Granola à moda da casa
400 g de aveia em flocos grossos
300 g de aveia em flocos finos
300 g de germen de trigo cru
250 g de flocos de cevada
250 g de flocos de centeio
200 g de farelo de trigo
150 g de flocos de amaranto
200 g de sementes de girassol
350 g de xerém de caju (a castanha já picada)
100 g de linhaça dourada
1 colher (sopa) de canela em pó (opcional)
1 xícara de melado
1/2 xícara de mel
1 xícara de azeite de oliva
300 g de uvas passas pretas
300 g de uvas passas brancas
200 g de damasco seco picado
250 g de flocos de coco seco
Numa assadeira bem grande, coloque as aveias, o gérmen de trigo, os flocos de cevada, os de centeio, o farelo de trigo, os flocos de amaranto, as sementes de girassol, o xerém de caju, a linhaça douradae a canela. Misture bem usando as mãos. Numa tigela coloque o melado, o mel e o azeite. Mexa bem com batedor de arame ou colher até virar um creme. Despeje sobre os grãos e incorpore à mistura esfregando-a entre as mãos, até virar uma farofa úmida. Leve ao forno médio e deixe assar por cerca de 1 hora, mexendo a cada 10 minutos para evitar que queime nos fundos, na superfície e nas laterais. Revolva bem e volte ao forno. Deixe até ficar dourada uniformemente e quase seca (se ainda estiver um pouco úmida, não tem problema - ela secará depois de fria). Tire do forno, junte as passas, o damasco e o coco. Misture bem e espere esfriar antes de guardar em vidros fechados. Se quiser, junte outras frutas secas, nozes, avelãs, amendoim torrado, castanha-do-Brasil etc. Ou altere os ingredientes ao seu gosto.
Rende: 4 quilos (cada meia xícara, que equivale a uma porção, pesa 60 g - ou seja, isto dá para mais ou menos 66 porções)
Cada porção de 60 g tem: 250 Calorias; 6,36 g de proteínas; 34,9 g de carboidrato; 11,5 g de gordura (da melhor qualidade, graças ao azeite) e 11,5 g de fibras, além de teores significativos de cobre, selênio, magnésio, zinco, vitamina E e as complexo B.

10 comentários:

Letrícia disse...

Gostei muito da ideia de se fazer granola assim, com o que há em casa. Vou fazer a minha já, já.

Beijos!

Mariângela disse...

Neide,que delícia!!! vou fazer também! só vou diminuir pela metade pois para nós é muita coisa,ficou cum um aspecto ótimo,parece bem crocante, adorei!beijo!

Bianca Elisa disse...

Hummm aqui em casa comemos granola todos os dias, de "feitura" própria, rss. Muito gostoso.
Um beijo

clau disse...

Qdo acabar o nosso estoque do muesli croccante cioccolato Vitalis, da Cameo,vou tentar fazer esta sua receita que me pareceu ser muito boa.
Além de imaginar que o custo tb deva valer a pena...
Suas dicas sao sempre bem vindas.
Legal, Neide!

Silvia disse...

Neide, se fizer sem o mel e o melado fica crocante do mesmo jeito?

Eu tenho comprado a granola industrializada sem adição de açúcar (e olho nos ingredientes para ver se não tem açúcar, mel ou adoçante), e já acostumei.

E flocos de milho, dá pra acrescentar?

Neide Rigo disse...

Silvia,
dá pra fazer sem doce sim. Em 4 quilos a quantidade usada não deixou a mistura muito doce, não (cerca de 7 g por porção). Em compensação ajuda a deixar a granola mais dourada). Pode, sim, juntar flocos. Mas, só depois de fria para não amolecer.
Um abraço, N

Lu Ferreira disse...

Sempre ando por aqui aprendendo coisas novas. Quanto assunto interessante você traz! A primeira receita daqui que fiz foi essa. Ficou ótima! Nunca mais compro granola pronta. Obrigada, um beijo

Ana disse...

Nossa, amei!! Adoro granola e so como as q eu faco tbem (alem dos motivos todos q vc comentou as compradas prontas por aqui sao demasiadamente doces p/ o meu paladar), e a sua tem tanta variedade de graos, adorei mesmo, vou fazer!
Ana

Leila disse...

Estava com varias sementes, nuts, frutas secas e flocos no armnario e decidi preparar um muesli sem gluten. Acho que vai ficar bom.
beijnhos

thatiana Bandeira disse...

Amei!!!