segunda-feira, 13 de abril de 2009

Agora tem mais caldo de ossobuco nesta casa


Desde que a Dendê veio pra esta casa há 15 dias, além da alegria do afago e dos pulos de cabritinho, temos agora os aromas proteicos na cozinha. Afinal, quer coisa melhor além de ração que passar horas roendo um osso duro, furado e bem temperado? Melhores que aqueles com cheiro de fumaça vendidos por aí são estes da canela, cozidos, limpos. Porque, além de distrairem a cachorra, rendem aos donos o frágil tutano de dentro deles que escorregam macios do osso para uma fatia de pão; umas carnes macias ao redor, com colágenos derretendo e brilhosos que se juntam a feijões de lima cozidos ou legumes e condimentos; e ainda um tanto de caldo aromático e gelatinoso que não precisaria tempero algum além de sal, mas levam folhas de louro, grãos de pimenta, galhos de manjerona, para usar em sopas e grãos. A viralatinha passa horas entretida com o osso, já o reconhece pelo nome e pelo barulho, já esconde no jardim, já não morde mais o pé da mesa e depois de tanto morder ou ainda mordendo dorme extasiada, com jeitinho feliz. Ah, o osso do pernil de sábado também sobrou pra ela.


Se bem que ela gostou mais do osso do pernil
Como fazer caldo de ossobuco: Coloque 1 kg de ossobuco bovino numa panela de pressão grande com 1,5 litro de água fria. Junte 3 folhas de louro, umas rodelas de cenoura, 2 dentes de alho inteiros, 1 colher (chá) de grãos de pimenta-do-reino, 2 galhos de manjerona ou de salsinha, 1 cravinho e 1 colher (chá) de sal. Feche a panela e deixe no fogo alto até ganhar pressão. Abaixe o fogo e cozinhe por 45 minutos. Desligue o fogo, espere acabar a pressão, abra a panela e veja se a carne está bem macia. Se não, deixe cozinhar mais um pouco. Passe tudo ainda quente por uma peneira e recolha o caldo. Espere esfriar um pouco a carne e separe-a dos ossos. Depois de frios e limpos, conserve os ossos no freezer ou congelador para ir liberando aos poucos, especialmente quando quiser manter o cão ocupado por umas três horas. A carne pode ser dividida em porções e congelada para uso posterior. O caldo pode ser colocado na geladeira. Quando a gordura solidificar na superfície, é só tirar com uma colher (e usada para frituras ou para fazer sabão). E use o caldo desengordurado para fazer sopas ou temperar leguminosas. Se não for usar em um ou dois dias, congele.
Depois fica assim, esparramada no chão, como um tapete no meio dos amigos e donos babões: Kátia Stringueto, Carlos Colombo, Marcos, Ananda e Mônica Manir.

11 comentários:

Fer Guimaraes Rosa disse...

lord have mercy, mas eh fofa demais essa Dendê! :-)
já conquistou os humanos--como os animais conseguem fazem isso tao facilmente? um beijo,

Gourmandise disse...

mas que coisica linda! que nome mais brasileiro!

bjocas,
Nina.

Ivana Arruda Leite disse...

A Zuzu virou Dendê? Ela tá uma graça e vai passar muito bem na sua casa... Beijão

Mariângela disse...

Neide, uma fofolete total! A Laura até colocou as primeiras fotos dela que tu mandaste logo que ela chegou de proteção de tela rsrsrs.Semana passada o Rui também cozinhou alguns ossos para a nossa dupla de aprontonas,beijo!!!

Pedrita disse...

que lindo!!!! amei!!! beijos, pedrita

Neide Rigo disse...

hahah, Ivana. A Zuzu já foi Zulu, Cacau, Brownie, mas com três dias aqui já era definitivamente Dendê. Não sei se terá problemas de identidade mais tarde. Chegando lá a gente resolve na base do osso.

Beijo, N

mariacarambola disse...

Como é fofa... quem me dera morar em casa com quintal para ter um cachorrinho. Bjos

clau disse...

Ah..mas que xodozinho que é esta sua cachorrinha...!
E termina assim: Dende com ossobuco. rss
Como em suas outras receitas, as pitadinhas de carinho farao com que esta, tb, tenha tudo para dar certo!
Boa semana, Neide!
Bjs!

vp disse...

depois de sugestões para alimentar as gentes lá de casa, agora a tata também vai ficar feliz com o blog... amanhã mesmo vou comprar ossobuco. bj. veronika

Tita disse...

Que liiiiiiindaaaaa!!!!

Fernanda M. disse...

Ah....me dá essa viralatinha,vai!!!
Muito fofa!!