sexta-feira, 18 de maio de 2007

Momento retrô: Pimenta biquinho



Há um tempo escrevia sobre ervas e especiarias para a revista Cláudia Cozinha. Como continua a toda a fama da vermelhinha (ops, esta da foto é laranja, talvez mais uma mutação, direto de uma fresta na porta da casa do meu irmão, em Fartura), reproduzo o texto sem cortes.

De longe ela já recende a pimenta-de-cheiro e o tom vermelho bem vivo reforça-lhe a pinta de arder como fogo. Na boca, porém, à primeira mordida ainda meio incrédula, nota-se que era só ameaça, pura fantasia. Graciosa, tamanho de pitanga e um biquinho na ponta, que lhe dá o nome, é de se comer aos bocados, dócil e saborosa que é. Aliás, esta variedade da espécie Capsicum chinense é classificada como pimenta-doce, assim como os pimentões e as pimentas americana e cambuci. Isto não significa que seja adocicada e possa substituir os morangos das sobremesas, mas simplesmente que tem grau de ardência zero. Há, é claro, os apaixonados por ela, que chegam a banhá-la no chocolate. Só que, diferente das outras pimentas doces, a biquinho tem aroma e sabor bem característicos da espécie, à qual pertencem também as variedades de cheiro e de bode. E o gosto por estas pimentas não é lá uma unanimidade. Ou se ama ou se odeia.

Pelo sucesso que ela vem fazendo, vence a turma que ama. No mercado, ainda é uma novidade, afinal começou a ser plantada em pequenas hortas, em Minas e Goiás, há menos de 5 anos. E tudo parece ter surgido de uma mutação genética espontânea da biquinho ardida, velha conhecida dos mineiros. As sementes destes frutos, livres de capsaicina, a substância que faz arder, foram selecionadas e reproduzidas. Logo, as pimentinhas apareceram em feiras de alimentos para degustação e não tardou a ganhar prateleiras de supermercados e a simpatia dos cozinheiros e comedores de plantão, especialmente pela intrigante e divertida postura de parece ser, mas não é.

Uma das vantagens sobre as ardidas é que, apesar de todas oferecerem altos teores de betacaroteno (pro-vitamina A) e vitamina C (mais que a laranja, por exemplo), só a biquinho pode ser comida em quantidade suficiente para ser considerada uma boa fonte destes nutrientes.

Quase 100% confiável
A maioria delas está no mercado na forma de conservas em vinagre. Mas é possível compra-las in natura em feiras livres ou sacolões. Frescas, são mais versáteis, mas em conserva são práticas. Não se assuste se no meio delas aparecer alguma ardida. Como o cultivo é recente e a planta não está totalmente domesticada, isto pode acontecer. Experiência própria. Nada que um copo de água não dê conta.

Dicas de uso
· As frescas podem ser fritas em azeite de oliva, só até murchar, polvilhadas com sal e servidas como acompanhamento de carnes de porco ou de frango.
· Tanto em conserva quanto fresca, combinam com pratos agridoces, como salada de manga, chutneys ou geléias de pimenta (pura ou combinadas com outras ardidas)
· Nas saladas de folhas verdes e ardidas, elas oferecem ótimo contraste. Rúcula, agrião e mostarda são gostosas opções.
Use também em espetinhos com carne seca ou queijo coalho (se for fresca, vale grelhar), para decorar mini cuscuz ou simplesmente como aperitivo, pura, enrolada em fatias de presunto cru ou recheadas com pingos de cream cheese.
Sem as sementes e picadas, podem ser usadas junto com outras pimentas ardidas para dar cor sem tornar o prato muito ardido.

Salada de manga com pimenta biquinho

2 cebolas roxas médias
Suco de 2 limões
1 pimenta dedo-de-moça sem sementes picada
1 colher (sopa) de açúcar branco
1 pitada de sal
2 mangas sem fibras, maduras, porém bem firmes
1/2 xícara de pimenta-biquinho em conserva escorrida
½ colher (sopa) de sementes de cominho tostadas
2 colheres (sopa) de folhas de coentro (ou cebolinha verde, se preferir)


1. Pique as cebolas em quadradinhos e coloque numa tigela de vidro com o suco de limão, a pimenta dedo-de-moça picada, o açúcar e o sal. Espere 15 minutos.
2. Enquanto isso, corte a manga em cubinhos e coloque numa saladeira junto com a pimenta biquinho. Adicione o cominho e as folhas de coentro. Despeje o molho reservado e misture bem. Confira o sal e corrija, se necessário. Sirva com fatias de lombo de porco assado ou peito de frango grelhado. Rendimento: 4 a 6 porções

10 comentários:

Taty - CHOCOTATY disse...

Adoro o seu blog, aperar de fazer muitas coisas usando CHOCOLATE adoro algumas coisinha NATURAIS, pois tenho muitos clientes que são diabéticos, não podem lactose, farinha... por isso tenho sempre que procurar soluções...risoss, sempre que posso dou um pulinho por aqui para ficar por dentro de MUITASSSS novidades.
Parabéns pelo blog!
Sou apaixonada pela pimenta biquinho, e adoraria ter uma mudinha, você sabe como faço para plantar???
Um grande beijo
Taty - CHOCOTATY

Neide Rigo disse...

Oi, Taty,
obrigada! Você pode conseguir uma mudinha desta pimenta, comprando-a fresca e plantando a semente. Ela germina facilmente.
Um abraço,
Neide

Bruno disse...

Oi Neide, tudo bem?
Gostei mto do seu post sobre a pimenta biquinho. sou mineiro e simplesmente amo essa pimenta! estou morando em UK ha um ano e meio e ontem recebi um vidro que minha mae me enviou por um amigo. vc acha q seria possivel conseguir sementes da conserva? a entrada desse tipo de alimento em UK nao eh permitida e apenas um vidro nao eh suficiente p mim! gostaria de ter a planta! vou pesquisar, talvez eu consiga mudas em londres, mas caso nao encontre, ter no meu jardim seria ideal!
Obrigado!
Bruno

Neide Rigo disse...

Caro Bruno,
uma vez encontrei um vendedor do Mercadão, aqui em São Paulo, e no box havia várias mudinhas. Perguntei como ele fez e ele disse que as sementes das pimentas em conserva germinaram. Então, não custa tentar. Nunca vi sementes para vender. Um abraço,
Neide

Bruno disse...

vou tentar...mas vc teria alguma dica quanto ao procedimento?! deixo as pimentas secarem e entao planto? alguma coisa que eu deveria fazer p ter mais sucesso?
Abracos,
Bruno

Pizzaria Adoro Pizza!!! disse...

Oi Neide,
Muito legal seu blog, tava pesquisando sobre pimenta biquinho e achei muitas informações que vc postou, sou mineiro UAI! e onde eu moro achei uma plantação de pimentas biquinho se alguem quiser sementes é só entrar em contato que eu envio,para quem quiser só paga o correio!!!
Um forte abraço
Cristiano

Anônimo disse...

FIQUEI COM AGUA NA BOCA.ONDE CONSIGO SEMENTES.NILTON
niltonbastos@terra.com.br

Anônimo disse...

Apareceu uma pimenteira no meu jardim! No início não dei muita atenção, mas depois das flores, apareceram várias pimentas de biquinho. Entrei aqui para pesquisar, pois não sabia nada sobre elas, nem se eram comestíveis.
Também não sei de onde veio a semente que deu origem à pimenteira.
Moro em Florianópolis.
Rita

Anônimo disse...

Ola Neide, tenho uma mini hortinha no meu apartamento e tenho a pimenta biquinho. Gostaria de saber se você tem alguma dica sobre o cultivo, pesquisei na internet mas uns falam que precisa de muita água, outros pouca. Será que voce saberia me informar? Abraço e paranbens pelo blog!
Mariana Campos

Anônimo disse...

Eu gostaria que vocês colocassem receita de consereva de pimenta biquinho!