terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Pra não dizer que não falei de Natal - pernil assado



Gosto de fazer pernil de porco em dia de casa cheia. É fácil de fazer, com pouquíssimas chances de dar errado, muitas possibilidades de variação, agrada a maioria dos convidados, rende bastante e dá pra comer com pão francês e cerveja, além se ser barato (entre R$ 6 e 7 reais o quilo do pernil fresco, no Mercado da Lapa), E tudo isto, numa festa, facilita a vida e ainda faz sucesso. Pelo menos aqui em casa é o que sinto.
No domingo fiz um para os amigos do aikido que vieram festejar a faixa preta do marido. A única prova aparece lá no blog da Ivana, o Doidivana. Eu mesma não tirei foto alguma e como muita gente pediu receita, já vou avisando que esta é a parte boa também: desde que tenha sal, pimenta, alho e limão, o resto você improvisa. Veja também aqui a receita de pernil do meu amigo Celso Fioravante, que vai pelo mesmo caminho. Como não fotografei o último, aqui vai a foto do pernil que fiz no meu aniversário, em setembro. Mas a receita é basicamente a mesma.
Um dia antes, compre um pernil fresco de mais ou menos 7 quilos. Peça para tirar o couro, deixando um pouco de gordura sobre a carne (ou deixe o couro, caso tenha um forno bom que possibilite, no final, fazer a pururuca - mas aí exige técnica mais apurada e já não respondo mais pelo aforismo "poquíssimas chances de dar errado"). Peça para o açougueiro te devolver o couro picado, afinal você vai pagar por ele que é rico em colágeno e bom pra temperar e engrossar o caldo do feijão. Congele em saquinhos separados e vá usando aos poucos.
Chegando em casa já tempere. Soque no pilão 6 dentes grandes de alho com 2 colheres (sopa) rasas de sal, 1 colher (chá) de pimenta vermelha seca, em flocos, ou 2 pimentas dedo-de-moça e junte o suco de 2 limões e meia xícara de vinagre (no último usei balsâmico) e 1 xícara de água. Se quiser, junte 1 colher (sopa) de sementes de pimenta-do-reino, 1 colher (sopa) de sementes de mostarda (neste da foto juntei), 4 folhas de louro, galhinhos de alecrim fresco e um pouco de orégano (no último, usei). Se tiver uma xícara de vinho branco seco, coloque também. Arrume um saco plástico bem grosso (geralmente no próprio açougue poderá conseguir um) e coloque dentro dele o pernil, que já foi bem furado com uma faca, junto com o tempero. Encoste bem o plástico na carne para aproximar o tempero - se for preciso pressione o saco e passe por fora umas voltas de filme plástico. Assim você não precisará ficar de tempos em tempos virando o pernil para pegar o tempero. Se não conseguir o saco, coloque numa bacia de plástico grande e vá virando de hora em hora. Deixe na geladeira. No outro dia, ou depois de ter deixado o pernil no tempero por pelo menos 8 horas, coloque-o com os temperos numa assadeira grande, cubra com papel alumínio e leve ao forno bem baixo por cerca de 7 horas. De vez em quando, olhe pra ver se o líquido não secou - se sim, junte água quente no fundo da assadeira. Nos últimos 30 minutos, tire o papel alumínio e vá regando com o caldo para dourar. Neste da foto, nos últimos 30 minutos aproveitei para juntar algumas metades de cebolas e regá-las com o molho. Mas, se quiser, pode acrescentar uns pedaços de abacaxi ou umas ameixas secas. Comem umas 30 pessoas e ainda sobra. Servi o meu com folhas de rúcula e pedaços de abacaxi fresco.

9 comentários:

Ivana Arruda Leite disse...

O melhor pernil que eu comi na vida. Um verdadeiro pernil de padaria, com a vantagem de não ter sido feito numa padaria. Bjs

Anônimo disse...

Daqui deste outro lado do Atlântico, lhe mando um abraço com desejos de Boas Festas e um bom descanso nesta pequena pausa. Que o Novo Ano lhe traga tudo de Bom:
Parabéns pelo manjar de Pernil e pelos elogios de quem provou!
Bjs. Bombom

Turmalina disse...

Delícia de Pernil!!!
Eu tb adoro fazer pernil, é fácil, barato, perfumdo e faz o maior efeito.A melhor técnica de tempero é mesmo o saco grosso.Adorei a dica do filme plástico para não ficar virando.Tb uso louro e semente de mostarda.
Um Feliz 2009 , com muitase muitas receitas maravilhosas!!!

Ideméia disse...

Oi Neide
Pesquisando no google: o melhor pernil, encontrei voce.
Sabe, uma vez acabei de temperar e já assei, ficou maravilhoso...
Pernil, não dá errado nunca...
Feliz Natal de 1009.
Ideméia

Neide Rigo disse...

Oi, Idemeia,
Também acho um prato fácil de fazer. E não tem erro.
Obrigada, boas festas também!
Um abraço,
N

Anônimo disse...

Achei seu blog por acaso. Já fiz essa receita algumas vezes e virou tradição aqui na minha casa. Só queria agradecer

Neide Rigo disse...

Anônimo que achou meu blog por acaso, fico feliz com este retorno. Obrigada, um abraço e volte sempre,
N

janaina disse...

Achei seu blog a uns 3 anos procurando receitas de pernil. Virei a rainha do pernil por essas bandas. Melhor receita do mundo. Bjs e obrigada.

Gilda disse...

Agora até lombo eu faço assim. E hoje fiz lombinho, o minhon do porco. Neide, esta receita valeu. Temperos e modo de fazer. Obrigada.