quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

O que fazer com garrafas de Perrier? E outras garrafas.

Com sabonete e álcool gel, no lavatório

Com detergente, na pia da copa
Todo mundo sabe que a gente quase sempre paga mais pela embalagem e transporte que pelo que vem dentro. E no caso da água, mais ainda. Aí a gente bebe a água, é gostosinha e tal, de vez em quando é bom para variar sabores e até impressionar. Mas ela mata a sede igual a uma nacional, com a diferença que aquela garrafa linda foi comprada a um bom preço. Jogar fora? Nem pensar. Como tem rosca, pode ser usada para botar na geladeira com uma água de filtro - sem o rótulo, claro, para que ninguém seja induzido a beber Sabesp e arrotar Perrier.
Pois é, a tal da rosca nestas garrafas é fundamental. E rosca padrão, isto é importantíssimo. Felizmente temos agora lindas garrafas de azeite e até de cerveja (não, a Skol não tem rosca padrão). Sendo padrão, a gente pode encaixar outras tampas padrões, além de vaporizadores e dosador de saboneteira.
No consultório do Marcos tentamos várias saboneteiras charmosas, mas a maioria que tem no mercado é chinesa, pode conferir. Aí, depois de um tempo, o que era aço inoxidável revela-se chapa enferrujável, a rosca afrouxa etc. Até que me lembrei das garrafas de Perrier guardadas e aí foi só encaixar os dosadores. Um para sabonete líquido e outro para álcool gel (que ficava na mesa da recepção no auge da neurose gripal e contaminante).
Aliás, quando vou à minha dentista, já fico de olho nos dosadores de higienizador bucal que são grandes e encaixam nestas roscas padrões. Ela os guarda para mim. Mas tenho vários destes de inox (ou seja lá o que for), todos aproveitados de saboneteiras que se foram.
Com isto, a gente pode comprar detergentes e sabonetes líquidos em embalagem grande e ir abastecendo o vidro. A vantagem do dosador no detergente é que agiliza o trabalho. Com prática, com uma só mão você segura a esponja e aperta o troço, sem tirar o vidro do lugar. Já com o detestável pote plástico de detergente você tem que com uma mão levantar a embalagem, virar, apertar, segurar a esponja na outra mão, devolver a embalagem na pia e só então lavar o que quer. Parece bobo, mas pense nisto tudo depois de um jantar pra muita gente. Sem contar que sua cozinha vai ficar muito mais charmosa (quer coisa mais brochante que a Palmirinha na televisão fazendo comida e lá, no fundo, um pote de detergente cor-de-rosa choque? E este, claro, é só um detalhe naquele cenário todo).
Perrier ou não, se a garrafa tem rosca guardo para colocar farinhas (aprendi no filme Amarelo Manga), temperos, água na geladeira, licores ou como garrafinha de água pra levar na bolsa. E quando começa a acumular é só dar para os amigos. Um conjunto de três tipos de farinha de mandioca em vidros assim pode ser interessante.
Para lavar as garrafas de azeite é só escorrer bem o restinho de gordura num pedaço de papel toalha (para usar depois, não o azeite mas o papel engordurado), colocar água quente, detergente e um pouco de arroz. Agora é só fechar a garrafa, chacolhar bastante e enxaguar com água fervente até sair toda a gordura. Depois de frio, enxague bem em água fria. Dentro da tampa pode ter um reforço plástico que também deve ser tirado com a ponta de uma faca, com muito cuidado. Se houver um anelzinho de metal no gargalho da garrafa, é só introduzir a ponta de uma tesoura e cortar. O rótulo pode sair facilmente deixando o vidro de molho em água quente. Mas também pode ser uma tortura retirá-lo. Neste caso, raspe com uma faca e passe aquele papel com azeite - a cola geralmente é lipossolúvel. Ou use outro óleo com esponja de aço. Depois de dissolvida, passe um papel e só então lave com sabão e esponja. Se quiser usar para colocar farinha, açúcar ou qualquer outro alimento seco e solto, seque bem antes de usar. Se não tiver um escorredor de vidro, espete um hashi gigante bem limpo num vaso e emborque nele o vidro lavado, sem deixar que encoste a boca na terra. Deixe secar ao sol.
Com farinhas e temperos. De azeite Gallo para a farinha amarela do Marajó. De rum, para farinha d´água etc.
As de leite, uso para grãos
Da garrafa de gim, tirei toda a tinta azul e só restou o desenho das ervas. Com licor, xarope, água, álcool perfumado com ervas, detergente etc.

15 comentários:

happynest disse...

Muiiiito legal!!
Gostei muito das ideias... eu fico sempre com pena de jogar as garrafas tão bonitas e barrigudinhas....agora vou pegar as perrierzinhas e transformar em porta sabonete ou porta detergente!
Obrigada pelas dicas.Muito bem pensado!
beijão
Rosemary

Gina disse...

Quando a garrafa é simpática, tenho pena de jogar fora. Tenho umas de licores, que são uma graça.
Bem legal, Neide!
Bjs.

Bombom disse...

Sempre que entro aqui, fico encantada com as coisas que aprendo, mas hoje "encheram-se-me as medidas", como dizemos aqui em Portugal. É que eu também não deito nada fora e re-utilizo tudo o que for útil.Mas nunca me tinha lembrado destas que hoje nos mostras.Eu confirmo, sim, a falta de qualidade de muitos produtos "made in China" e tenho imensa pena que por ganância de alguns, o povo chinês seja obrigado a comer tanto lixo e veneno.
Quem achar que as garrafinhas destoam na sua cozinha, pode sempre comprar uma latinha pequenina de tinta de esmalte e pintá-las a condizer e, se tiverem filhotes, eles vão adorar dar uma ajudinha!
Adorei a excelente dica do aproveitamento do papel engordurado que tantas vezes deitamos no lixo, para retirar as etiquetas difíceis. Será que se pode meter numa caixinha, no frigorífico e usar quando for preciso?
Bjs. Bombom

Neide Rigo disse...

Rose, bom saber que a ideia lhe será util.

Gina, o negócio é a gente encontrar lugar para guardá-las, né não?

Bombom, dá pra guardar geladeira (ou frigorífico, como queira), sim. Eu costumo guardar papeis de blocos de manteiga dobrados. Depois uso para untar. É só abri-los, aquecer um pouco a assadeira e esfregar o papel.

Um abraço, N

Thica disse...

Ótima ideia! Tenho muitas garrafas legais em casa e ficava pensando o que inventar com elas. Tenho pena mesmo de jogar fora, mas agora vou ter desculpa pra continuar guardando!

Beijinho.

Inês Correa disse...

genial. bj

Jo disse...

adorei!!! Excelente idéia!!!

Gosto muito do blog ;)

beijos
Joana

www.f-utilidades.com

ligia disse...

oi neide!
finalmente, deixarei um comentário...
eu também costumo usar vidros pra guardar temperos, chás, açúcar... tenho uma prateleira cheia!
mas essa ideia das garrafas é muito boa! e a dica de usar óleo pra tirar rótulo também! vou tentar!

um beijo e até o próximo evento "slow"!

Mari Falcão disse...

Ah, também sou fã de aproveitar vidros, principalmente quando são tão charmosos como as perrier. Uma idéia legal tb é transformá-los em simpáticos vasos pra flores. Esse aqui foi o acompanhante perfeito para uma refeição bem mais agradável.
Adorei os "porta" verdinhos, bem lindos!
Beijoca,
Mari Falcão

Sabrina Mix disse...

Oi, Neide!

Adorei a ideia! Encontrei mais ideias bacanas aqui e aqui. Confere lá!

Beijos e sucesso!!!

MEU BLOG: http://www.sabrinamix.com

Stela Bião disse...

Muito legal , Neide! Agora achei um bom motivo pra tomar uma Perrier. rss

Beijos!

Stela

Bombom disse...

Testei este fim de semana a tua dica do papel engordurado para retirar a cola das etiquetas mais difíceis e DEU CERTO! Era sempre um problema quando queria reutilizar frascos vazios para os doces que gosto de fazer! Obrigada mais uma vez.
Bjs. Bombom

Carla Mary S. Oliveira disse...

Neide, sempre reutilizo os vidros de um café instantâneo descafeinado que consumo à noite, por causa da insônia... também guardo aqueles potes de mostarda de dijon e geléia para guardar temperos que compro à granel no Mercado S. José, em recife, mas nunca tinha me passado pela cabeça a ideia de reutilizar garrafas desse modo... cheguei ao seu blog pelo link publicado na Folha de hoje e achei bem legal... parabéns.
Carla Mary Oliveira
João Pessoa - PB

Neide Rigo disse...

Carla!
Como você, eu não jogo fora nenhum destes potes. Que bom que gostou das dicas. E seja vem-vinda por aqui. Um abraço, N

Inez Martan disse...

Neide, adorei suas idéias das garrafas Perrier. E tambem das de leite. Fica tudo igual e organizadinho.
Você é incrível, além de muito criativa ainda gosta de compartilhar suas idéias.

Obrigada,
Deus a abençoe,
Inez
meu email. martanolivie@gmail.com