sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O que faltou: Rodrigo, do Mocotó, dá a receita do molho para os dadinhos de tapioca

O meu ficou assim
Há alguns dias postei aqui um vídeo da TV Uol com o Rodrigo, do Restaurante Mocotó, ensinando a fazer dadinhos da tapioca. Ele só não deu a receita do molhinho agridocepicante, que faz toda a diferença. Mas pedi a ele, que gentilmente respondeu revelando não só o nome da marca do molho que usa, conforme a Ana já tinha revelado lá nos comentários, mas também dando a receita do molho que podemos fazer em casa. Na minha opinião, muito melhor.
Aproveitei que ontem teria visitas para fazer os dadinhos com o pouco de tapioca granulada que tinha na despensa. Como a receita tem uma proporção fácil de guardar (500 g de tapioca, 500 g de queijo do coalho e 1 litro de leite), foi fácil adaptar. Usei 140 g de tapioca, 140 g de queijo de coalho e 280 ml de leite. Aqueci o leite, temperei com uma pitada de sal e outra de pimenta-do-reino branca e juntei aos poucos a tapioca e, depois, o queijo ralado. Virou uma espécie de polenta que despejei ainda quente num recipiente quadrado pequeno, para que ficasse com uns dois centímetros de altura. Deixei na geladeira por umas trê horas, desenformei, cortei em cubos e fritei aos poucos em bastante óleo quente - suficiente para cobrir os dadinhos.
Para o molho, não encontrei Tanjal, mas fiz um concentrado com o próprio suco de tangerina. Reduzi 1,5 xícara de suco até chegar em 100 ml e fiz o resto da receita como ele manda. Usei a pimenta jiquitaia, que é levemente defumada. Ficou muito bom.
Aí a mensagem dele (incluindo o tchau e o oi por causa da palavra "honra" - que é toda minha, claro):
Oi, Neide, tudo bem? Obrigado a você pela honra de me deixar figurar no seu super blog, adorei! Quando ao molho, usamos lá o Sweet Chile, da Blue Dragon, que é feito com pimenta vermelha, alho, vinagre, sal, açúcar e... tapioca! As pessoas podem tentar reproduzir em casa ou encontrar o molho nos empórios bacanas da cidade.
Mas eu faço um molho de mexirica com pimenta que é bem bom para companhar esses dadinhos e a receita é a seguinte:
Molho de Mexirica com Pimenta
100 ml de Tanjal (suco de tangerina concentrado)
20 ml de suco de limão cravo (ou 10 ml de limão tahiti)
Pimenta seca picada a gosto (se tiver uma pimenta defumada vai ficar ainda mais incrível)
1 pedaço de canela em pau
1 pitada de semente de coentro moída
1 pitada de sal
1 colher de chá de polvilho para dar o ponto
Preparo
Coloque todos os ingredientes, exceto o polvilho, numa panelinha até levantar fervura. Abaixe o fogo e adicione o polvilho diluido em duas colheres de água. Cozinhe por alguns instantes, até ter um molho espesso, quase como um ketchup. Aí é só esperar esfriar e servir.
Beijo! Rodrigo"

8 comentários:

Rachel disse...

Olá Neide,
Você não imagina como fico feliz em conseguir a receita desse molhinho do Chef Rodrigo.
Há um tempo atrás, vi o video do Restaurante dele na UOL, e resolvi que iria fazer a receita, mas não tinha a receita do molho, então improvisei. Os meus dadinhos entraram no blog neste domingo, se você ainda não conhece meu cantinho, te convido a conhecer http://nabiroskinha.blogspot.com/, é um espaço onde coloco minhas experiências culinárias, com muita simplicidade pois ainda tenho muito que aprender.
Seu blog é um dos que tenho acompanhado e sempre me inspiro nele, com tudo que aprendo.
Obrigada pela partilha e tenha uma ótima semana!!!

Rubén disse...

Prezada Neide
Fiz o dadinho e saiu pefecto! Uma delícia!
Agora, vou incorporar o molho.

Aliás, fuimos com a Laura, minha esposa no Mocotó na quinta e estava cheio!
O Rodrigo estava lá. E a comida muito boa .

Abraço,

Rubén

Dricka disse...

Neide o molho é tudo!
Agora, vem cá, essa ceramica do Rui é muito muito linda, um aparelho de jantar com elas está entre os meus sonhos de consumo!

janereolo disse...

Neide
Hoje iniciei a Helena na culinária regional do Mocotó. Férias prá criançada tem que incluir boa comida!Apresentei ela para o Rodrigo que é para...bom porque ele é tudo de bom!! Obrigada pelas receitas do tomate de árvore. POsso colhe-los quando estão verdes? Ou tem que amadurecer na árvore? Beijos
Jane

Anônimo disse...

Olá,Neide,

Dia desses caminhando pela usp achei uma fruta que ninguém sabe o nome nem conhece.Ela é bem grande e esquisita,e me deixou mto curiosa!
Um dia , comentando com minha irmã,ela falou: escreve pra Neide que essas coisas só ela sabe! Ela lembrou de ter visto alguma coisa no Blog como "fruta mickey"!!!!!
Procurei lá mas não achei nada.
A fruta parece um coco verde,e tem uma casca em camadas.Tem um cheiro forte,ácido e dá numa árvore não mto grande.Será que vc sabe do que se trata?
Abraços
Raquel - raqsan@uol.com.br

Neide Rigo disse...

Rachel,
fizemos os dadinhos quase ao mesmo tempo. Os seus estão apetitosos. Parabéns pelo blog e obrigada.

Rubén! Agora, com o molhinho, vai ficar uma perdição. Pois é, o Mocotó está sempre cheio. Merece, né?

Drika, então aproveite que ele ainda está morando no Brasil. Ele está querendo se mudar neste ano.

Oi, Jane, que bom que já está introduzindo a Helena no mundo da comida e da beleza. Os tomates de árvores ficarão bons quando maduros. Dá pra comer como sobremesa ou como tomate na salada.

Raquel, suspeito ser a Dellenia indica, ou fruta cofre. Mandei umas imagens pro seu email.

Um abraço, N

Carmen disse...

Qué rico, me animaré a hacerlos.

Ese Rodrigo tan guapo, también me enseño a hacer helado de japadura, mmh delicioso.

Saludos

João Gabriel Margutti Amstalden disse...

Sensacional a humildade que transborda desse lugar. Nunca vi um chef tão celebrado ficar passando seus segredos assim. Tentarei fazer agora!