quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Cuscuz com massa de mandioca e coco


Temperei a massa com casquinhas de limão-rosa
Está aí um ingrediente a que pouca gente dá importância, pelo menos cá no sudeste. Nos engenhos de farinha de Florianópolis a massa de mandioca prensada, antes de virar farinha na mão dos homens, é surrupiada pelas mulheres que a transformam em bijajicas, beijus, cuscuz (cozidos, fatiados e torrados), bolos. No norte e nordeste acho que acontece a mesma coisa. Eu não tenho familiaridade nenhuma com ela, mas estou aprendendo.
Minha amiga Irineide Teixeira, lider do Convivium do Slow Food de Recife e professora na Universidade Federal Rural de Pernambuco, me deu a receita do cuscuz que por lá pode ser feito doce ou salgado: "Cuscuz de massa de mandioca: 500g de massa de mandioca lavada e espremida (a massa deverá estar úmida, não molhada), 1 coco ralado ( aproximadamente 200 g de coco ralado fresco ), sal a gosto. Poderá também ser doce. Misture os ingredientes; coloque a mistura em uma cuscuzeira e leve ao fogo por aproximadamente 15 minutos (você sentirá o cheiro da massa cozida ). Servir quente ou frio com manteiga ou como você preferir." Levei bem a sério esta última recomentação: "como você preferir".
Aproveitei a massa para fazer beijus grossinhos que poderiam fazer papel de pão para celíacos e ali caberia até, fiquei pensando, um fino hambúrguer de carne de porco bem temperado com cebolinha e gengibre. No doce - botei açúcar, inventei de colocar umas raspinhas de limão-cravo (rosa, china, caipira, capeta ... ) e ainda servir com caju passa, também de Recife, presente Irineide - feito artesanalmente, denso, escuro, seco na lenha, delicioso (falo dele depois). E um pouco de mel de caju (caldo do caju em melado). E ficou muito bom, manjar perfeito para sobremesa. O salgado, servi com camarão e ele fez bonito. Aí a receita básica da Irineide com intromissões minhas:
Cuscuz doce com massa de mandioca
500 g de massa de mandioca bem espremida
200 g de coco fresco ralado
2 colheres (sopa) de açúcar
1 pitada de sal

Misture todos os ingredientes, deixando-os bem soltinhos. Cozinhe na cuscuzeira, com a parte de cima forrada com pano molhado (se fizer quantidade menor, use a cestinha de uma chaleira com o bico tampado com uma rolha). Não pressione a massa, apenas ajeite. Deixe cozinhar por cerca de 15 minutos ou até que a superfície do cuscuz esteja firme e quente.
Sirva com manteiga, frutas, leite de coco. Invente.

Cozinhando cuscuz na chaleira (aqui, metade da massa)

Cuscuz de massa de mandioca salgado: igualzinho ao doce, porém sem raspas de limão e sem açucar. Sirva com manteiga, camarão, carne de cabrito etc.

Beijus com massa de mandioca: usei a mesma massa salgada, coloquei numa frigideira antiaderente usando um arco para ficar redondinho. E deixei dourar em fogo baixo dos dois lados. Comi com manteiga e ficaram divinos. Mas poderiam ser recheados e comidos como sanduíches.

11 comentários:

clau disse...

Nunca eu sequer imaginaria que se pudesse fazer algo assim...
Que parece ser muito bom pq sò tem coisa gostosa dentro!
Bjs!

felipe santiago disse...

Olá Neide,

Embora já tenha morado em Recife ainda não experimentei esse cuscuz, só o tradicional de milho, por outro lado, a passa de caju é um itém que jamais dispenso nas minhas idas por lá, maravilhoso demais. Pergunte para a sua amiga sobre os de Recife sobre o cuscuz molhadinhos e meio adocicados que são vendidos em tabuleiros nas ruas, aliás em franca extinção.
um abraço

felipe santiago disse...

desculpe não ter visualizado anteriormente o textto e corrigir os erros antes de publicá-lo. Pressa não é desculpa.

Neide Rigo disse...

Felipe,
não tinha nem reparado. Vou ver com a Irineide sobre este cuscuz molhadinho.
Um abraço, N

Gina disse...

Morei em Recife nos anos 80, não cheguei a conhecer o caju passa.
Estou com vontade de fazer um prato com mandioca faz um tempinho, quando publicar, aviso.
Esses pratos devem ter ficado deliciosos.
Bjs.

Mariângela disse...

Eu adoraria provar este cuscuz,agora,este mel de caju atiça a minha curiosidade,eu adoro caju então imagino que deva ser delicioso para comer com panquecas,no café da tarde,só imagino.Beijo!

mon cahier disse...

Neide querida esse beiju me lembrou minha infância no interior do Maranhão...saudades.Essa massa me lembrou um "grolado" bem gostoso que minha mãe fazia quando moravámos no interior; é o seguinte você aquece uma panela ai acrescenta a massa fresca, uma pitada de sal,um pouco de manteiga ou de azeite de coco e mexe até que a massa se transforme em pequenas bolas macias, a cor vai variar entre um roxo leve ou verde, mas é normal. O ponto é quando você provar e sentir que a massa não tá mais com gosto de mandioca crua, você vai preceber qual é o ponto... fica uma delicia com um café bem fresco. Deliciaaaa.
Abraços.

ingridil disse...

NOSSA tdo de maravilhoso essas receitas!!!acabei encontrado o blog por acaso e virei fã!!

Bom como vc pelo q pude perceber é TODA sabedoria no que diz respeito à culinaria, gostaria de abusar um pouco da sua sabedoria e pedir uns conselhos...

Preciso eliminar muito peso, mais precisamente 50 kg e não to conseguindo acredito que por conta da alimentação desbalanceada e em tempos de gripe suina dá até medo de errar no regime né....

meu maior problema sao os laches da tarde onde procuro coisas prontas pois estou no serviço...ou seja lá se vai 2 ou 3 paes todo dia a tarde, já no almoço como legumes e frutas e na janta arroz feijao e legumes
será q existe solução ???
se puder me ajudar fico mto grata !!!
Bjus e MUITOS PARABÉNS PELO BLOG É PERFEITO!!!

Neide Rigo disse...

Mon cahier, adorei a dica deste grolado. Vou tentar fazer com o restinho de massa fresca que tenho aqui. Obrigada!

Ingridil,
como diz minha mãe, só não se dá jeito pra morte. Por favor, me escreva no neide.rigo@gmail.com, pois você não deixou seu contato. Um abraço, obrigada,
N

Salete Vasconcelos Silveira Vasconcelos disse...

Hum!!! Acabei de fazer o cuscuz de mandioca salgado e regado ao leite de coco com coco ralado também. Sua receita me ajudou, e acrescentei só, umedecer com leite de coco.

Salete Vasconcelos Silveira Vasconcelos disse...

Hum!!! Acabei de fazer o cuscuz de mandioca salgado e regado ao leite de coco com coco ralado também. Sua receita me ajudou, e acrescentei só, umedecer com leite de coco.