segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mercado da Lapa faz 55 anos

Pois é, há quem pense que me estou a dedicar mais ao twitter. Não, não é isso. É falta de tempo, mesmo. Nem lá estou, pois não daria conta. Acho que esta semana estará um pouco mais tranquila e eu volto.


Turminha boa e interessada!
Mas, agora, só vim correndo aqui pra dizer que há coisas que a gente faz com o maior prazer e que às vezes ainda ganha para isto. Quer coisa melhor? Acabei de voltar do Mercado da Lapa. Parece que estou virando uma guia oficial do mercadinho regional aqui do meu bairro e hoje fui contratada para isto. Já fui lá com muita gente, incluindo o James Oseland, da revista Saveur. Mas desta vez foram os alunos de gastronomia da Unimep - Universidade Metodista de Piracicaba. A Mariana Marone, lider do Slow Food de Piracicaba, é professora do curso de culinária brasileira e achou que eu poderia guia-los mostrando produtos brasileiros inéditos. Eu topei, claro. E como o Mercado da Lapa tem muitos produtos do Nordeste - e até do Norte (como o tucupi e o jambu, por exemplo), tudo parecia novidade.
Quem quis, comeu!
O mais legal foi que, coincidentemente, hoje era dia de festa por lá. É que o Mercado faz 55 anos. Que continue assim, servindo ao povo do bairro e aos que passam por ali para comprar o jantar antes de tomar o ônibus para Brasilândia, Santa Mônica, Morro Doce, Pirituba, Mangalô, Remédios, Carumbé, Vila Piauí, Jardim Líbano e tantos outros bairros com trajetos pela Lapa. Que continue vendendo suas favinhas, farinhas, alheiras, fressuras e mocotós a preços justos e não resolva de uma hora para outra espantar clientes fieis vendendo pitaias a R$ 120,00 o quilo, nem atrair turistas promovendo sanduíches com trezentos gramas de mortadela, que é besteira (mas que precisa melhorar as comidinhas, verdade seja dita, ah isto precisa).
Agora, corro pra aula da Mara Salles sobre carnes secas na escola Wilma Kovesi. Mas amanhã volto.

6 comentários:

tita disse...

Que bom, heim Neide!
=)

Mari Marô disse...

Ah Neide,
Que algria encontrar meus alunos por aqui!!! Todos nós voltamos muito empolgados com o que vimos e aprendemos com você por lá. Sem falar das sacolas cheias de produtos do norte e nordeste!!
Muito obrigada pelo carinho com o qual conduziu esta atividade.
Bj,
Mariana

Carmen disse...

Yo conocí ese mercado, maravilloso, encantador, aun conservo mis palas de madera pequeñas para las salsa, un "coso" para aplastar los bolillos (pan blanco) y uno para hacer calentar las tortas (bolillos rellenos).
Pero lo mejor recuerdo eran sus pasteis de bacalao, y ya quiero uno ahorita.
Besos

clau disse...

Do meu ponto de vista vc é a "embaixadora" ali do Mercado da Lapa, Neide!
E estando ai em Sao Paulo, tb eu faço minha "feirinha" por ali, rss.
Além de o Gianluca ser um cliente fiel da tabacaria Falabella, onde ele compra seus charutos, qdo lhe acaba o estoque dos Toscanos que ele leva daqui.
E o bom é que podemos ir ali a pé! Obvio que depois de fazer umas 3 hs de trem e mais umas 12 hs de aviao!!...
Hihihi.
Bjs!

Neide Rigo disse...

Olá, Carmem!
Será que não está falando do Mercado Central. Este é um mercado de bairro, bem menor e menos turístico.

Clau, quando estiver no Brasil, aqui na Lapa, vamos juntas!

beijos, n

marcelão disse...

adorei a visita com a turma de Mariana da UNIMEPno mercado da Lapa e vc conhece muito mesmo cada produto ficamos maravilhados com diversos produtos e preparações que foi nos passado
beijos,
marcelo ruberto
marcelo_cantina@hotmail.com