segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Sem tempo, embiriba e cumaru


Na casa da Nina Horta semana passada
Ando sem tempo pra nada e talvez, pelo menos durante um mês, tenha que rarear as postagens aqui. Afinal, primeiro o trabalho, depois o deleite.
Na semana passada estive numa aula na escola Wilma Kovesi, a convite da Beth, com o Carlos Alberto Dória - enraizamentos da cozinha brasileira. Ele apresentou cumaru e embiriba do Norte como aromatizantes. No dia seguinte nos encontramos de novo na casa da Nina e eu levei outros aromatizantes brasileiros como pacová, embiriba e pimenta-de-macaco que comprei no Mercado da Lapa, além de guaco que tem cheiro de cumaru (ambos têm cumarina como a baunilha) e a ervinha com cheiro de hortelã chamada no Vale do Paraíba de hortelã-pimenta. Eu não ia escrever nada. Só postar as flores, mas não aguento. Agora, páro mesmo e continuo este assunto dos nossos potenciais temperos de cozinha. Prometo! Tchau tchau, que estou atrasada.

3 comentários:

Dricka disse...

ai Neide juro que não é puxação de saco, mas cada vez que leio seu blog gosto mais de vc.Ficou linda a postagem sobre o dia mundial da alimentação.Seu respeito pelo ser humano e pela alimentação que o mantem é uma coisa muito linda de se ver.Vc tem a simplicidade mais elegante da blogosfera.
Bjs

Valeria disse...

Neide
Anciosa pela continuação do post!!!!
Bjs
Boa semana

OvO Frito Gourmet Consultoria disse...

Olá,
esse assunto me interessou muito, mas há muito pouca informação! Pesquisei algumas coisas, mas não consegui muito!!

Um abraço!

Valeria Berriel
http://ovofritogourmet.blogspot.com