terça-feira, 19 de agosto de 2008

Prévia do menu Raízes do Brasil



Ontem, Cenia Salles, a líder do Slow Food, e eu, estivemos na casa da Mara Salles (não, não são parentes) para uma prévia do menu que ela está desenvolvendo para o Tordesilhas em homenagem às nossas raízes e tubérculos. E, claro, pra conversar, rir, botar a conversa em dia. O cordeiro já estava pronto; os legumes orgânicos ela fez na hora e eu usei o caldo de frango que ela acabava de cozinhar para fazer na hora aquele cuscuz amazonino que já mostrei aqui, com a farinha ovinha do Uarini. A julgar pelo sabor do caldo da Mara que valorizou a leve acidez das bolinhas e pela exatidão do tempero e ponto de cozimento do cordeiro que acompanhou o cuscuz, sem falar na doçura dos legumes orgânicos na manteiga exata, a temporada de comida de raízes, com apoio do Slow, vai ser um sucesso.

Veja também
O cuscuz

4 colheres (sopa) de manteiga (rasas)
2,5 xícaras de farinha d´água do Uarini (farinha ovinha)
2,5 xícaras de caldo de frango caseiro já salgado (feito com carcaça e pés de frango, cebola, cenoura, salsão).

Aqueça e manteiga, junte a farinha e mexa até as bolinhas ficarem impregnadas. Junte o caldo fervente, mexa e desligue o fogo. Tampe e espere 10 minutos. Solte as bolinhas com o garfo e sirva com uma carne com molho e legumes.
Nota: A Mara enformou num alguidar e colocou a carne e alguns legumes em volta. Todo mundo repetiu.

Rende: 8 porções
Pimentinha comari do pará fresca, para acompanhar

Um comentário:

andarilha disse...

Essa comida parece muito, muito boa. Já tive uma prova desse cuzcuz no Food & Wine e adorei. Você tinha razão: a farinha ovinha não se vende em Belém.

bjs.