segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Sorvete de manga


Dia do sorvete, início da primavera e um calor absurdo em São Paulo. Ontem, domingo, teve de tudo para me motivar a desencaixotar a velha sorveteira. Ainda por cima, na geladeira já ia se acumulando um tanto de kefir. E de mangas Tommy a fruteira estava cheia, que o preço estava bom nesta semana.

Em cima, o creme de manga pronto para virar sorvete; em baixo, o sorvete pronto, depois de 40 minutos.
Minha sorveteira é daquelas mais rústicas em que é necessário botar gelo e sal grosso (para diminuir a temperatura) ao redor do recipiente de alumínio, onde se coloca a mistura do sorvete. Quem não tem a máquina, pode levar o sorvete para congelar no freezer e, de vez em quando, tirar e bater na batedeira para quebrar os cristais grandes de gelo e deixá-lo cremoso. Outra alternativa é colocar o creme numa tigela de aço inoxidável, apóia-la sobre outra maior contendo gelo e sal grosso. A menor deve ficar imersa no gelo. Aí é só ir raspando o fundo com uma espátula de borracha e misturando para homogeneizar os cristais. É mais ou menos o princípio de uma máquina de sorvete manual, só que sem manivela. Eu tenho uma assim e qualquer dia vou testar uma receita nela para calcular o tempo. Como esta receita leva muita manga, o sorvete fica bem cremoso ainda que seja pouco batido. Então, se não quiser ter muito trabalho ou não tenha sorveteira alguma, use a mesma mistura para fazer picolés ou geladinhos para as crianças. Ficarão refrescantes e gostosos do mesmo jeito. O cardamomo combina maravilhosamente com manga, mas é opcional. É que me inspirei no lassi, aquele refresco indiano à base de iogurte, que pode ser feito com frutas e especiarias Se preferir, substitua-o por raspinhas de limão-rosa. Ou não coloque nada. Desde que as frutas estejam bem saborosas, o tempero é dispensável. E o Kefir pode ser substituído por iogurte de consistência firme. Só não substitua a manga, porque aí já vira outra coisa.
Sorvete de manga

Levei para ferver 1/3 de xícara de açúcar branco, 1/3 de xícara de água e as sementes de 2 vagens de cardamomo. Esperei esfriar. Descasquei 3 mangas Tommy Atkins maduras e separei as polpas que me renderam 700 g (pode ser Haden ou outra sem muitas fibras), Reservei uma lasca para incluir depois, cortada em cubinhos. Bati o restante no liquidificador com o xarope de cardamomo frio, sem coar, juntei a manga reservada cortada em cubinhos, coloquei no baldinho da sorveteira e deixei na geladeira até a mistura ficar bem gelada. Ajeitei na sorveteira o recipiente com a mistura, preenchi a volta dele com gelo e sal grosso e coloquei para funcionar. Quando congela, depois de mais ou menos 40 minutos, o motor desliga sozinho. Pronto, é só servir. Com frutas, com calda e muito calor.

Rendimento: 8 porções

9 comentários:

Elvira disse...

Está calor, em Portugal. Esse belo sorvete vinha mesmo a calhar... :-)

Eduardo Luz disse...

Neide, grato pela resposta sobre a a farinha e aproveito pra te dizer que vou fazer um menu completo da confraria com as receitas do teu site. Assim que estiver pronto eu te aviso e se der pra dar uma passada lá, já coloquei a foto da sebe de alecrim. Ah! Já fiz a experiencia do vidro sobre a muda de manjericão e deu certo pois ela estava bastante pequena e já deu uma boa evoluída. Também tenho uma planta de anis que dá folhas muito boas pra comer na salada. Você tem também ?

Julia Valsecchi disse...

Sua sorveteira pode até ser rústica , mais é este o charme dela e que trabalha direitinho , principalmente com está delicia de receita que resultou nesta tentação tamanha , hum,,, vontade .
Beijos

Vitor Hugo disse...

Fiquei morrendo de vontade! aidan hei de ter uma sorveteira... mas antes preciso de um freezer decente! heheh

Marizé disse...

Adorei o cardamomo na manga!

Eliana Scaramal disse...

Neide que encanto esse sorvete! Lindo, uma cor muito atraente! Sabe que eu não tenho sorveteira um item pra colocar nas próximas aquisições. :)

Neide Rigo disse...

Oi, Elvira, aqui o tempo anda doido. Domingo fez um calorão, mas hoje está bom para uma boa feijoada, de tanto frio que faz.

Eduardo, fico feliz em saber que deu certo a experiência com o vidro. Já em relação às receitas para um menu, será que tem o suficiente? Mas depois me conte.

Victor e Eliana, felizmente hoje temos várias opções de sorveteiras no mercado. Esta minha comprei há séculos e paguei uma bagatela. É da marca Rival.

fezoca disse...

vou ter que correr pra fazer esse sorvete! com as mangas mexicanas mesmo, que nao ha outras. :-) um beijo,

Juliana disse...

olá Neide.
descobri seu blog agorinha, e estou encantada. fuçando aqui algumas coisas que já foram postadas há muito tempo, descobrindo que temos ideias semelhantes sobre cozinha.
não sei se você ainda atualiza este blog, ou se vai ver meu comentário.
estou com mangas maduras quase se perdendo, kefir sobrando, calorão em SP, vou fazer um sorvete.
já tirei minhas conclusões a partir de outros posts, mas neste aqui da manga você não especificou direitinho o momento de colocar o kefir na mistura. ;)
e, fiquei na dúvida, esse kefir que você usa pro sorvete é aquele que a gente transforma tipo em coalhada seca.?
imagino que sim, já que ele é mais cremoso, menos aguado... hmmm acho que vai ficar uma delicia.
vou testar agora mesmo.

obrigada e um abração muito grato de tanta informação boa!

juliana