quinta-feira, 18 de março de 2010

Alho negro. Massinha com pesto


Quem quiser experimentar estes alhos negros, a Marisa Ono, do blog Delícia, faz e vende. Não leva nada além de técnica no controle da temperatura, da umidade e da paciência. Tem contato dela aí nos links do "Comércio Legal". E já falei da minha primeira experiência com eles, aqui.
Neste último final de semana, ganhei de novo um pequeno lote suficiente para muitas reinações. Parte deles usei hoje para fazer spätzle, estas massinhas retorcidas rápidas e fáceis de fazer (links de outros sabores e dos aparelhos usados e improvisados, lá embaixo).


Já fiz spatzle com abóbora, taioba, beterraba e todos ficam bons. Mas na cor escura, minha única tentativa de fazer com tinta de lula resultou uma porcaria. Já com alho, acho que acertei. A massa crua fica com cara de mistura para bolo de chocolate. Já depois de cozida, lembra pedaços de carne para picadinho - já fiquei imaginando um molho tipo estrogonofe sobre ele.
O sabor alhoide ficou maravilhoso, algo adocicado e aromático. Nem sabia direito que molho usaria, mas alho e massa lembram pesto, queijo, manjericão. Aproveitei umas folhas de alfavacão que eu tinha acabado de podar, tinha aqui um bom azeite português ainda da viagem e nada de nozes, pinole ou similar. Alho não precisava, claro, e então foi só juntar um pedaço de queijo (tinha Samsoe, mas podia ser qualquer outro mais pra duro) e socar tudo no pilão. Podia ter triturado tudo no processador, teria ficado mais fininho e talvez até mais bonito, mas e minha única chance de exercitar os bíceps? E uma receita tão rápida e fácil merece algum esforço extra. Aí vai a receita, que anotei.


Spätzle de alho negro com pesto de alfavacão
Para o pesto
1/2 xícara de folhas de alfavacão (ou alfavaca comum ou manjericão)
1 pedaço de 25 g de queijo semi-duro (usei Samsoe)
2 colheres (sopa) de azeite
Soque tudo no pilão ou passe pelo processador até formar uma mistura homogênea - é bom picar o queijo grosseiramente para facilitar. Junte um pouco da água de cozimento do spatzle para ficar mais fluido e se misturar bem à massa. Se, antes de diluir, colocar a mistura pastosa num vidro e cobrir com azeite, pode fazer em quantidade maior e guardar na geladeira por uns 3 dias para ir usando aos poucos (eu mesma fiz o dobro do que estou dizendo e guardei porque foi muito).


Para o Spatzle
70 g de dentes de alho negro já sem casca (usei 2 cabeças, o que rendeu um pouco mais que 1/4 de xícara)
1 ovo
Água para completar
1/2 colher (chá) de sal
Aproximadamente 150 g de farinha de trigo
Coloque o alho numa chícara padronizada de 240 ml e complete-a com um ovo e água até a borda. Bata tudo no liquidificador, com o sal até ficar cremoso. Coloque numa bacia e junte farinha, mexendo sempre até resultar numa massa elástica e não muito mole. Bata bem e passe pelo instrumento de fazer spätzle. Ou apoie uma tábua com a massa na borda da panela e vá cortando tirinhas com uma faca, deixando cair direto sobre a água. Quando subirem na água, tire com uma escumadeira e vá ajeitando numa travessa. Junte um pouco de azeite ou manteiga para que não grudem e sirva com o pesto sem alho (poxa, pensei agora, faltou aí umas rodelinhas de pimenta dedo-de-moça - cairiam muito bem)
Rende: 3 porções

Links sobre o assunto no Come-se

7 comentários:

Karina Batista disse...

Nunca experimentei alho negro. Vou dar uma olhada no blog da Marisa. Bjão

Joana G. disse...

parece delicioso!

Eduardo Luz disse...

Este alho é uma delícia. A Marisa faz um produto de primeira e fica muito bom pra decorar pratos.
Abs

Marisa Ono disse...

Outro dia, dirigindo pelas estradas da vida pensei no spatzle também. Santa coincidência, Batman!

felipe disse...

Olá Neide,

Usei sua idéia e fiz meu aparelho de spatzle com uma frigideira de alumínio pequena e deu super certo; agora vai virar moda lá em casa. O sucesso tem sido o dadinho de tapioca e o molho de tangerina com o toque de pimenta (dedo de moça) defumada por mim mesmo.
Valeu mais uma vez!

Anônimo disse...

Produzimos e comercializamos Alho Negro e demais Especiarias para entrega em todo o Brasil:

http://www.especiariasrossi.com.br
contato@especiariasrossi.com.br

Marcelo Weidner disse...

Faça voce mesmo seu alho negro! Enviamos uma apostila completa com CD de um video explicativo de como proceder nas etapas de processamento assim como montar a estufa de envelhecimento utilizando energia limpa gratuita, somos detentores da patente deste método de produção e caso não queira produzir seu próprio alho em casa apartir da apostila que ensina a montar a estufa com baixo custo, vendemos o alho negro já pronto a voce!

Para maiores informações por gentileza entrar em contato através do e-mail marceloweidner@globo.com

Obrigado