sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O seu cheiro-verde qual é?


No Pará, no cheiro-verde vem a chicória (coentrão, coentro-da-índia, coentro-de-pasto, encontrado em todo o Brasil.


Em São Paulo é salsinha e cebolinha
Eu já lancei esta mesma questão aqui, quando falei do cheiro-verde-paraense. E vieram algumas respostas, mas quem sabe hoje, com mais leitores, terei mais detalhes e, quem sabe, até fotos que eu possa publicar. Só para começar, veja os comentários daquele post:


Amanda Meirinho disse...
olá! cheguei no seu blog pelo google, após discutir com meu marido sobre o que seria cheiro verde (ele voltou da feira com coentro e cebolinha). como somos cariocas, acho que ganhei a aposta, já que ficou provado que, pelo menos por aqui, cheiro verde é salsinha e cebolinha! Em volta redonda, o cheiro verde é apenas cebolinha. não me pergunte como chamam a "cebolinha" por lá, se cheiro verde = cebolinha. aliás, é muito estranho chamar do que entendemos como um pout-pourri de ervas apenas uma erva, não acha?
lunalestrie disse...
Neide, o cheiro-verde aqui em Fortaleza é o coentro + cebolinha, o povão em geral não usa salsinha, que é mais vendida em supermercados. Não sei se nos últimos anos isso vem mudando ou não, vou reparar melhor... :)
Jane Malaquias disse...
Na Bahia é coentro+cebolinha+salsinha e o tempero básico é sal+limão+pimenta do reino+alho+gengibre tudo pilado



Muitas vezes, nós, paulistanos, escrevemos receitas em revistas lidas por todo o Brasil. E achamos por bem pedir nos ingredientes simplesmente cheiro-verde (eu mesma já devo ter feito isto várias vezes), como se isto bastasse para um entendimento nacional. Mas, todo mundo sabe que não basta - a diversidade linguística é proporcional à extensão territorial. Então, em vez de declararmos a certeza por convenção, vamos nos preocupar em colocar entre parênteses os nomes das ervas que estamos pedindo. E isto vale para a Bahia, para o Pará ou qualquer lugar onde se use este termo cheiro-verde. Afinal, já vimos no vídeo e nos comentários do limão rosa (ou capeta, ou bode..) que a variação de nomes para um mesmo ingrediente não tem limites. Mas, enquanto não adotamos esta prática, vamos democratizar nossos aromas e contar para o mundo que ervas compõem nosso cheiro-verde de todo dia. Não tem certo nem errado. É o que é.
Quem quiser ler apenas estas linhas, as questões são: onde você mora existe este termo cheiro-verde? E o que é cheiro-verde? Onde você mora (cidade e estado)? Se quiser mandar foto das ervas, envie para neide.rigo@gmail.com. Obrigada, bom fim de semana!


29 comentários:

Turmalina disse...

Aqui em Campinas/SP é o basicão salsinha e cebolinha. Que na verdade é mais um "gosto verde".Mesmo não possuindo sabor acentuado eu adoro o uso dele principalmente em peixes ensopados e grelhados, vinagrete e sopas.

Buriti disse...

Em Portugal usamos a designação "ramo de cheiros". Segundo o Livro de Pantagruel, que é qualquer coisa como uma bíblia culinária que já vai nas largas dezenas de edições, pode ler-se que ramo de cheiros é "Raminho de plantas odoríferas, que se ata com uma linha ou se mete numa "boneca", para poder retirá-lo na devida altura. Em princípio, compõe-se de salsa, tomilho, aipo e louro, mas as combinações são infindáveis, segundo o gosto e a imaginação."

Espero, de alguma forma, contribuir para a discussão sobre este assunto. Como sabemos a cozinha portuguesa influenciou fortemente a cozinha brasileira, sobretudo em Minas Gerais. Curiosamente, uma sopa que se diz tipicamente portuguesa, o Caldo Verde, que não aprecio particularmente, apreciei-a com um sabor extraordinário, há alguns anos, em Ouro Preto.

O seu blogue é um serviço prestado à cultura pois, debruçando-se sobre a gastronomia, irá, necessariamente, abarcar toda a cultura em sentido lato. Tudo passa pelas panelas e pela mesa.

Abraço
Fernando

Gina disse...

Neide, aqui em Curitiba chamamos cheiro verde a combinação de salsinha e cebolinha. Sempre conheci a expressão com esses ingredientes. Desconhecia totalmente essas diferenças regionais. E olhe que morei em 5 Estados (Rio, São Paulo, Pernambuco, Minas e Paraná).
Bjs.

Priscila L. Beneducci Afonso disse...

O meu é simples a paulista. Legal seu post. Amei!

Anônimo disse...

Aqui em Porto Alegre, 'cheiro verde' conhecido também por 'tempero verde' é composto por salsa e cebolinha que também são comercializados separadamente.

Carol Daemon disse...

Oi, citei vc novamente. Espero que não se incomode.
Abs, Carol

http://caroldaemon.blogspot.com/2009/08/panela-velha-e-que-faz-comida-boa.html

Mirela disse...

Neide, moro no interior de São Paulo, na cidade de Botucatu, e aqui, cheiro verde, é salsa e cebolinha. Recentemente estive na argentina, e por lá ouvi a expressão "condimento verde", e era apenas cebolinha.
Beijão

clau disse...

Neide, por aqui se usa a salvia, a salsa, o rosmarino e o salsao.
Com a cenoura, que acompanha sempre o quarteto.
E a nossa cebolinha daqui nao è a que se usa por ai, ja que é a verdadeira erva cebolinha, fininha, fininha de tudo...
Mas sò que usada em coisas bem especificas.
Bjs!

Ana disse...

Atualmente moro no Paraná e aqui o cheiro verde é com salsa e cebolinha.

Nos lugares em que morei:
São Paulo: salsa e cebolinha, coentro pouco usado no interior
Rio de Janeiro: salsa e cebolinha, coentro bem conhecido
Rio Grande do Sul: salsa e cebolinha (coentro quase desconhecido no interior)
Roraima: coentro e cebolinha (salsa quase desconhecida.)

Beijos.

Rachel disse...

Olá, aqui na minha região (Vale do Paraíba), o comum mesmo é salsa e cebolinha, mas alguns feirantes inovam colocando raminhos de manjericão e até alecrim. Ah! Estou de blog novo façam uma visitinha e voltem sempre. Beijos!!!

http://nabiroskinha.blogspot.com/

lunalestrie disse...

Como respondi da outra vez, aqui no Ceará o cheiro verde é coentro e cebolinha, sendo a salsa muito rara no interior, mas ultimamente bem comum na capital. :D
Bj!

Marilia disse...

Mas aqui em SP, que não deixa de ser também uma cidade nordestina, se acha facilmente as duas opções, maços de cebolinha com salsinha ou com coentro. Pra mim, o mais tradicional vem com salsa, cebolinha, louro e uma pimenta vermelha. Mas aí já não é só verde. Tem também os macinhos mais italianados: salsa, cebolinha, louro, pimenta, alecrim e manjericão. Curioso é que coentro x salsinha parecem ser o diferencial: acho que ainda não vi os dois juntos.
Interessante como esse modesto macinho vai mostrando as diferenças regionais, e como em cada lugar se vão incorporando novas influências.

Isabela Tibo disse...

Olá Neide! Aqui em BH, cheiro verde é salsa e cebolinha, mas na Bahia (minha terra) cheiro verde é coentro e cebolinha.
Adoro seu blog!
Bjs...

Lili disse...

Neide,
Serve o choro por causa do cheiro?Maria José, uma paraibana, conta que quando chegou em São Paulo, chorava quando topava com a cebolinha e salsinha no cheiro- verde e não o saudoso coentro de sua terra!
Um cheiro pra vc!

João Pedro Diniz disse...

Em Portugal pouco se usa o cheiro verde ou o ramo de cheiros, excepto nos molhos e caldos(ou fundos) oriundos da cozinha
francesa.
A nossa tradição culinária raramente utiliza mais do que a folha de louro no início do cozinhado e uma erva fresca no final.
Nesta aspecto, o Alentejo por ser mais pobre, dá mais valor aos pequenos aromas selvagens que podem animar a comida sem afectar
o orçamento.
Não somos um povo de manjericão, nem cebolinho, sendo a sua utilização rara na nossa cozinha tradicional, mas usa-se muito a
salsa no norte do país e os coentros no sul. Nalguns pratos podem-se usar outros cheiross como é o caso da segurelha na sopa
de feijão verde, a folha de alho nas favas guisadas, ou o serpão(variante do tomilho) em assados de borrego ou cabrito. _Mas tudo muda e também aqui se vão fazendo inovações, mas lentamente.

Neide Rigo disse...

Obrigada a todos pela colaboração. E feliz fiquei por saber também de Portugal, através do Fernando e do João Pedro.

Um abraço, N

Anônimo disse...

Aqui em Catanduva, SP, é muita cebolinha, amarrada com uns raminhos de salsinha e uma pimenta dedo de moça. Cebolinha só se encontra assim. Há também pacotes de salsinha apenas, com ou sem pimenta dedo-de-moça. Evandro Hernandes.

Claudia disse...

Salsa e cebolinha.

C.

Sérgio Afonso disse...

Neide, aqui em Manaus o cheiro verde é coentro, cebolinha e chicória.

Sérgio Afonso

priscilart disse...

Como o amigo acima também sou de Manaus e andei pesquisando, depois de achar uma receita de almondega.

Salsinha é Petroselinum crispum

e Coentro é Coriandrum sativum

ambas são bem parecidas, apesar de serem de espécies diferentes.

Aqui em Manaus a cebolinha é coentro + cebolinha.

Mas a minha grande dúvida ainda não sanada é se o gosto de ambas é muito diferente ou se é parecido assim como a aparência.

Neide Rigo disse...

Cara Priscila,
Salsa e coentro são parecidos apenas no aspecto. No sabor são totalmente diferentes. Salsa lembra salão/aipo. Só provando mesmo pra saber.
Um abraço,n

cgliberio disse...

Acho que é uma coisa por região... No Maranhão Cheiro-Verde é coentro e cebolinha.

Roberto Peña disse...

Cheiro verde é a união de algumas ervas aromaticas de acordo com o gosto ou a disponibilidade.

Amanda.. eu sou de Volta Redonda e cheiro verde lá nunca foi só cebolinha! ;)

Agora moro no Peru e aqui temos muitas outras ervas.. meu cheiro verde é bem diferente do que voces estao comentando mas a base é a mesma.

beijo pra todos!

Roberto Peña - Lima - Peru

Anônimo disse...

Oi meu nome é Celina
como estou fazendo um artigo cientifico baseado na analise parasitólogica de cheiro verde e alface, me deparei com este site. Aqui no Maranhão ele é composto de coentro, cebolinha verde e chicória. A chicória aqui é chamada de coentro tapuio. Um tempero delicioso em peixes, saladas e vinagretes.
Adoro

Um cheiro pra vcs...

Michelle disse...

Aqui no RS o cheiro-verde é chamado de tempero-verde e geralmente é salsinha e cebolinha, às vezes um pouco de manjerona junto. Ultimamente tenho encontrado no mercado apenas salsinha e cebolinha separados.
Abraços

Anônimo disse...

sou do Acre,lá cheiro-verde é coentro e cebolinha,que é uma delicia,estou morando no paraná e aqui é cebolinha e salsa,um pouco diferente por que a salsa é um pouco mais forte e não tem o cheirinho do coentro.

anizaura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
anita garibaldi disse...

A dúvida posta aqui é bastante interssante.
Pra mineiros do norte, creio que que entre o coentro também, mas para maioria prevalece a salsa e a cebolinha.
Estou procurando um "cheiro verde" que se parece com as folhas do alho. São bem estreitas ( +/- 1/2cm), do comprimento da folha de cebolinha. Cheira fracamente ao alho. Nasce em moitas e não dá cabeça. Come-se mesmo as folhas, como cebolinhas.
Gostaria de resposta:

Anônimo disse...

A informação sobre o cheiro verde no Pará não está correta. Aqui chamamos de cheiro verde apenas o que é conhecido como "coentro" em outros lugares. Pode-se encontrar combinações com cebolinha, chicória, pimentas e etc., mas cheiro verde é apenas uma erva específica.