segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Comida de autor ou una ensalada de lechuga y tomate y cebolla, que se llama mixta


O diálogo a que me refiro está lá pelos 8m30s
No sábado fomos ao cinema pra ver O Solista, mas o Guia informou o horário errado e acabamos tendo que escolher outro filme que não estava em nossos planos só para não perder a viagem. Tenho gostado de quase todos os filmes argentinos dos últimos anos, mas este parecia previsível demais, hollywoodiano demais, pretencioso demais (toda comédia é). E as críticas já não eram lá muito favoráveis. De modo que provavelmente não iria ver Un novio pra mi mujer não fosse o erro do jornal.
Não sei se há dias em que a gente está mais boba que em outros e dá risada até da piadinha mais infame, o fato é que gostei do filme. Com alguns escorregões aqui e acolá, mas se você não é tão mal humorado quanto Tana Ferro, a protagonista, vai perdoar, se reconhecer em algumas das situações que a irritam e também dar boas risadas. E olhe que tínhamos perdido o filme que nos levou até lá (vimos dia seguinte) e não havia muitos motivos para estarmos bem humorados. E, de qualquer forma, não sou crítica de cinema nem de restaurantes. Gosto, não gosto, não passo disso.
Agora, quem se interessa por gastronomia ou tem ido a novos restaurantes de autor, vai achar engraçado pelo menos um dos diálogos. Porque isto acontece também por aqui - de você ir a um restaurante e um desses chefs exagerados querer que você se comporte como ator involuntário de uma peça teatral regida por ele. Diz a você como deve comer aquela carne que cozinhou por uma semana à pressão e temperatura constantes, marinou os tubérculos com vinagre feito na casa e conservado em talhas de cerâmica antiga, temperou a emulsão com flor de sal do mar morto e perfumou o coulis com toques de ylang ylang de Madagascar. E ainda quer que você coma primeiro a flor...
Em situações assim, quem nunca teve vontade de responder coisas do tipo "hoje acordei, lavei o cabelo depois de esperar uma semana para não desmanchar a escova; com o ferro aquecido na posição 4, passei meu vestido que linho que estava amassado pois meu guarda-roupa está muito cheio e bla bla"? . Mas, exageros à parte, a gente tem bom humor, releva e a comida às vezes está de fato bem boa. Mas não faça isto com Tana.
Veja aí uma parte do diálogo em seu programa de rádio "As manhãs não são para mim", interagindo com outro locutor (está no vídeo lá em cima).

"- Detesto la cultura de autor, me cae mal.
- A ver... ¿ Y qué sería para la Tana Ferro la cultura de autor?
- Todo, todo, no sé. El cine, la ropa...- Los zapatos, la comida.
- Hasta el vino es de autor ahora.
- No sé qué les pasa a ustedes los de Palermo con sus "croutones" y sus "pennes rigatis".
- Aparte, convirtieron un barrio que era popular, hermoso en una cosa globalizada, asquerosa.
- El otro día casualmente fuimos con unas amigas a comer a uno de estos lugares y nos encontramos con un menú donde había cosas preciosas como éstas, por ejemplo: Carpaccio macerado en sémola con salsa de tinta negra y un leve toque de jengibre y nuez "mezclum" de finas hierbas.
- ¿De dónde saca presupuesto El Cuervo para llevarla a estos lugares?
- Pará, pará.
- No, de dónde saca...Y en un momento aparece el señor, el "autor", que me comenta...
- Yo maceré el carpaccio, luego lo "mezclumé" en tinta negra y le hice una rociadura, una ralladura de jengibre y nuez.- Así que yo le dije: Si a vos no te cae mal, disculpame que te interrumpa pero yo no te cuento..."Me levanté a la mañana me di una ducha fría, me pasé el peine fino y me fui a trabajar".
- ¿Me podés vos traer por ahí una ensalada, no sé...de hortalizas de las que te parezcade la huerta con unos huevos del corral, por ejemplo, y algún tomate que puede ser o duro para ensalada o perita, cualquiera que no sea cherry?
- ¿Y qué pasó?
- Y nada, me tuve que ir a otro lugar donde le pedí una ensalada de lechuga y tomate y cebolla, que se llama mixta y la fina bola de lomo rebozada, que es una milanesa que me encantó.
- Y fui feliz."
O roteiro do filme está aqui.

3 comentários:

Eduardo Luz disse...

Genial! Tô louco pra ir ver este filme!!

Neide Rigo disse...

Edu, acho que vai gostar.
Bj, n

sergio disse...

Pretencioso x pretensioso