quarta-feira, 31 de março de 2010

Caju passa no Terra Madre Brasil


Cartão feito com papel reciclado e figuras vestidas com casca de alho e de cebola. Arte de uma Neide
Não é porque ela tem este nome nem porque faz delícias com o caju, mas a Neide Alves é um doce de pessoa, decidida e alegre, que adorei conhecer no Terra Madre Brasil. Ela estava representando a GRIF - Grupo Inspiração Feminina, de Alagoinhas, Bahia, que trabalha com bioarte, exemplificada aqui com a foto do cartão feito todo em papel reciclado decorado com figuras dançantes vestidas em casca de alho e cebola.
Além de participar deste grupo, Neide, junto com outras mulheres, faz estes cajus que são uma preciosidade. E ela conta aqui em rápidas palavras, neste vídeo feito durante o Terra Madre, o processo trabalhoso e demorado para transformar a fruta suculenta numa passa densa e saborosa, também conhecida como caju-ameixa, que pode ser usada no lugar de qualquer ameixa passa importada.

A parte valorizada do caju, todo mundo sabe, é a castanha, produzida fartamente para exportação. Mas produtos como este provam que a fruta está aí para boas passas, melados e cajuínas e não pode ser desperdiçada.
Já falei do caju passa de Recife num post e dei lá uma receita bem gostosa de purê de mandioca/aipim/macaxeira feito com ele. Por enquanto veja a dona do caju baiano e aguarde a receita em que ele acompanha um manjar de licuri.

Quem quiser encomendar produtos da Neide Alves ou da Grif, entre em contato: grif@oi.com.br, neideartes@oi.com.br, tel. 75-3421-8640 ou 75-3421-8641

6 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Neide
Que delícia!
Uma pergunta, esse caju passa da Bahia é diferente do de Recife?
Sabe que ganhei de uma amiga um potão de caju passa de Recife, deliciosos, mas comi tudo purinho mesmo, nem tinha pensado em preparações com ele. Uma pena. Agora preciso de outro pote!
Abraços,
Leticia

Mariângela disse...

Neide,será que ela manda caju passa aqui para POA?Vou perguntar ,e o tal mel de caju,ela tem??..beijo!!

aprendocriando disse...

As passas de caju são mesmo uma delícia, mas a arte com palha de alho e cebola é insuperável.
Parabéns às duas Neides.

Neide Rigo disse...

Letícia,
Para saber as diferenças eu teria que ter os dois para comparar. Como provei dos dois em momentos diferentes, achei-os muito parecidos. Mas uma coisa é certa, os dois são deliciosos.

Mari, acho que manda sim. Escreva pra Neide e aproveite para ver se ela tem o mel de caju, que é uma delícia.

Aprendendo, de perto o trabalho é mais lindo ainda.

Um abraço,
N

Neide Alves disse...

Oi Neide,
Que bom que as pessoas gostaram do nosso trabalho,fazemos como muito amor, assim comemos com amor e presenteamos com amor.
Agradecida pelo carinho de tod@s.
Abraços Solidários.
Neide Alves

maria josé disse...

Olá Neide moro no Mato Grosso do Sul. e faço este doce é uma delícia. Aqui produz muito caju, no final do ano.Aqui apelidamos o mdoce de negão.Seria interessante vc colocar a receita da calda p/ todos verem.