terça-feira, 7 de julho de 2009

Farinha de milho. É assim que se faz. Um vídeo


Em Fartura, a gente vê cenas como esta: milhos cultivados no fundo do quintal disputando lugar ao sol com os carros imaginários
Em Fartura, assim como na porção central e sul do Brasil, a farinha de mandioca não tem muita vez. Em compensação, ninguém dispensa uma boa farinha de milho, como esta da marca Mota, feita assim, na fornalha de lenha. Embora mecanizada, o trabalho é rústico, artesanal. Há anos que visito Fartura e só agora meu pai me contou da pequena fábrica (ele tem medo de andar comigo, diz que empaco nos lugares). Fui lá com a Inês Correa, minha amiga fotógrafa, que se deliciou fotografando tudo. Eu, fotografando, filmando, perguntando, comendo. E Seu Toninho, nos apressando. No fim, a Inês pegou fotos dela e minhas, juntou com as filmagens que fiz e editou um filminho que mostra todos os passos - lá embaixo. Trabalho duro para uma sexta-feira à noite, até as duas da matina. Mas foi ela quem quis. Canta moçada, que é de madrugada! Isto que é amiga.

Como é feita: os grãos de milho amarelo chegam dali da redondeza em sacos de ráfia reciclados (de farinha de trigo, de fubá, farinha de rosca). Seguem para a “canjiqueira”, máquina para separador o germe, que é destinado para a fabricação de óleo ou vendida para a comunidade para a ração animal (se deixado no milho, amarga e oxida o milho que ficará de molho). O milho-canjica é levado, então, para um tanque com água, onde ficará por vários dias até amolecer e fermentar. Depois disso, é bem enxaguado e segue para um moinho. Os grãos são triturados finalmente e o pó úmido resultante é peneirado sobre a chapa quente e rodante, aquecida por fornalha com lenha de cafezeiro. Pulverizados sobre a chapa, os grânulos úmidos se aglutinam formando grandes bijus que são empurrados para fora assim que começam a encrespar as bordas. Para reduzir o volume, são quebrados em pedaços miúdos e embalados. Ganhei um pacotão de bijus inteiros e quentinhos que, claro, chegaram aqui já trincados, mas ainda deu pra fazer uma farofa de banana (flocos grandes levemente dourados com manteiga, no fundo do prato, com a mistura de banana, cebola, ovos e cheiro-verde por cima - a foto ficou horrível, mas o prato, delicioso).





14 comentários:

Gina disse...

Adoro esses passeios onde se pode aprender como se faz algum alimento.
No Maranhão, deixei de visitar uma produção rústica de farinha por ter passado mal.
Numa outra oportunidade, onde ia ver a produção de fubá, o senhorzinho teve que cancelar não me lembro por qual razão... Enfim, não estou com muita sorte. Mas pude ver a sua visita. Uma farofa de farinha de milho com couve ou um bolo dessa farinha são maravilhosos. Ô coisa boa, hein!
Bjs.

Silvia - BH disse...

Neide,
Sempre quis saber como apareciam aqueles flocos que aprendi a apreciar na Bahia. Gosto é da farofa de milho com cenoura mas o bolo deve ficar ótimo também.

Elena sem H disse...

Ficou muito bom o filme, valeu ficar até de madrugada. continuem assim!

carlinhos de lima disse...

Gostei muito. Aproveitei para deixar minha cabeça viajar de volta no tempo quando eu tinha uma "roça" para ir...

E com isto a vontade de fazer broa de milho...

samya disse...

Ola Neide como vai? Te deixei um presentinho la no meu blog. Abraços

Anônimo disse...

estão ficando profissas, daqui há pouco vão fazer longas. Adorei o vídeo, as imagens e a música de Tonico e Tinoco, são 10. Parabéns.
abs
madoka

clau disse...

Eh Neide, sera que ali eles produziriam um fuba daqueles "de verdade", tb?...
Pq aquilo que me disse a minha mae, de que a farinha de trigo e o fuba dai estarem todos uma porcaria, me deixou bem preocupada...
Se vc puder me dizer onde acho coisa boa, para qdo eu for ai, lhe agradeço tantissimo...!
Pq eu nao quero viajar com sacos de farinha na mala...
Bjs!

Neide Rigo disse...

Clau,
eles fazem fubá também, que é apenas o milho seco triturado. Mas ainda há muitos moinhos que fazem o fubá em moinho de Pedra. Quando vou a Gonçalves-MG costumo trazer de lá. bjs, n

isabel prado disse...

Neide,
Lindo seu video, como o seu amor tão evidente por Fartura. Também amo isso tudo. Assisti rindo porque de manhã fui comprar, adivinha? Farinha de milho pra mamãe fazer virado de feijão andu pra comer com torresmo. Beijos de todos daqui, sempre falo com seus pais e seu irmão, por favor eu gostaria do contato da Biba. Inté,

Neide Rigo disse...

Oi, Bel,
estou de olho neste viradinho com feijão andu... Escreva no meu email que lhe passo o contato da Biba. Um beijo, N

Anônimo disse...

Que delicia de farinha. Algo que sempre fiz quando vivia em Brasil era comer farinha de milho con "melado", sim, este doce como se fosse mel que se faz de cana de açucar, realmente è muito bom. Da atè agua na boca.
Abraços!

Edson Lima-Peru ewgab@hotmail.com

Anônimo disse...

A farinha na forma de bijus é a mesma que farinha de milho flocada? obrigada

Anônimo disse...

Eu adoro farinha de milho flocada!
Mas agora estou morando no Canadá, e aqui não encontro em nenhum lugar...
Alguém sabe se dá pra se fazer em casa a partir de fubá ou farinha de milho fina?

Se tiver uma resposta, por favor me escreva:
filipe130284@yahoo.com.br

Obrigado!!

Carlos Alberto disse...

Boa tarde,
Sou mineiro de Itajubá e quando menino vivia na casa de minha avó que era em frente a uma fecularia. Conheci este processo do vídeo para se fazer a farinha de milho, mas tenho encontrado tanta coisa diferente na internet que nem sei mais no que acreditar.
Acima deste meu comentário tem um post de um tal de anônimo que se refere a farinha de milho flocada e eu pergunto: farinha de milho que é farinha de milho, não é flocada?
Já li em alguns site aqui na internet que a farinha de milho e o fubá são exatamente a mesma coisa, com diferença apenas da granulação na moagem.
Para mim, a farinha de milho tem um processo totalmente diferente em sua fabricação quanto ao fubá. Fuba nada mais é que os grãos crus do milho macerados, enquanto a farinha passa por todo o processo descrito acima e com um detalhe, é pré cozida.
Estou certo ou as informações erradas que são a maioria na internet estão me "emburrecendo"? Por favor quem tiver 100% de certeza no que vai dizer me responda.