terça-feira, 1 de setembro de 2009

Feijão com arroz? Não. Feijão-arroz

Estes são feijõezinhos são parecidos com o azuki, Vigna angularis, do mesmo gênero dos feijões-de-corda. São conhecidos como feijão-arroz (Vigna umbellata - encontrei informações conflitantes). Comprei na feira orgânica de Porto Alegre, misturados com grãos vermelhos que não sei se são azukis ou variações da umbellata. São vendidos como feijão-arroz e nascem como inço, segundo informou o produtor. Isto significa que seguem o próprio destino, nascem selvagens onde não foram semeados - onde quer que caiam as sementes. Mas o agricultor esperto não deixa passar. Colhe tudo e vende. Para identificar, recorri ao Ecocrop, da Fao, que dá outros sinônimos de espécie e outros nomes pelos quais ele é conhecido mundo afora.
Outros nomes: rice bean, bean-rice, lazy-man pea, haricot de riz, frijol arroz, judia de arroz, mambi bean, anipay, bamboo bean, climbing mountain bean, crab-eye bean, dungay, kalipan, kilkilang, linay, mangulasi, mungo lising, pagapay, pagsei, paksai, taklauo, tapilan, gai-kalai, ghurush, gurounsh, gurush, kachang sepalit, katjang otji, meth, pau maia, shiltong, sita-mas, sutari, sutri, take-azuki, tsuru-adsuki, mu-tsa, reisbohne ...
Cultivados principalmente pelos japoneses, embora aqui na Liberdade eu só tenha visto azuki vermelho, este feijão é encontrado em estado silvestre na Índia, China central and Malásia. E, pelo jeito, também lá no Sul. Tem sabor suave, meio adocicado, também não solta amido para o caldo (amassando, sim), e é bom para fazer doces e salgados. Podem ser germinados para se comerem os brotos e suas vagens verdes também podem ser comidas.
Como é ingrediente típico da culinária japonesa e veio do Sul, aproveitei para juntá-lo a outro ingrediente asiático também cultivado no Sul, o arroz moti aromático do Seu Juarez. Mais uma cebolinha e umas algas hiziki e deu no que deu - mais um prato único que todo mundo aqui aprovou.
Arroz moti aromático com feijão-arroz e alga hiziki: deixe de molho por 20 minutos 3 colheres (sopa) de alga hiziki. Numa frigideira, refogue cebola em manteiga até ficar bem dourada. Junte a alga e um pouco de água quente. Deixe cozinhar em fogo baixo até secar a água e a alga ficar macia (cerca de 15 minutos). Junte 2 xícaras de arroz moti integral cozido (ou outro integral que tenha à mão) e uma xícara do feijão arroz (que foi cozido sem pressão e sem demolho por cerca de 40 minutos - até secar a água). Não tinha, mas minha intensão era juntar aí um pouco de nirá e nhac.

9 comentários:

veronika paulics disse...

nesta sua vizinha náo falta nirá. todo o resto... tem náo... mas nirá... fique sempre à vontade. estamos com saudade. de vocês todos, inclusive da dendê. bj.

MILZA disse...

Finalmente o feijao-com-arroz decidirao consumar o relacionamento entre eles.
Mais uma q .eu aprendi. Adorei.
Bjos
Milza

Cláudia disse...

Neide, estou com água na boca ao ver o resultado final deste lindo feijão-arroz!

bjs

Claudia disse...

adorei as duas postagens sobre feijões pois eu estou vivendo intensamente um momento feijão, totalmente antenada, você nem imagina.

C.

clau disse...

Neide, com todos estes posts seus falando sobre feijao, eu me lembrei de um outro que nòs temos por aqui. E que tem a maior cara do danado mas nem feijao é...! rss
Nao sei se vc conhece este legume.
Se nao, de um pulinho em um post que eu falo dele, "fagiolina del trasimeno", la na parte de gastronomia, ok?
Bjs!

Neide Rigo disse...

Clau, se os feijões que tem aí na Itália, fagiolina del trasimeno, são Vigna unguiculata, então são variedades dos nossos feijões de corda, feijão fradinho... já dá pra fazer acarajé, não?
Um abraço,
N

Anônimo disse...

Oi Neide, adoro cozinha e comer tb...hj conheci teu blog e de cara vi um post sobre um produto da minha terra, Rio Grande do Sul, produto que eu não conhecia, certamente neste sábado vou até a feira ecológica procurar este incrível feijão arroz. Adorei! bj, Tereza

Isaac Kojima disse...

Existe um azuki branco, usando para fazer shiroan, mas como o azuki vermelho, também é V. angularis.
Por outro lado, a Vigna umbellata vermelha é igualzinho o azuki vermelho.
Pela foto, acho que pode ser tanto a angularis como a umbellata.
Anyway, sabe onde posso encontrá-lo em SP. Faz tempo que quero fazer yokan de chá verde com shiroan de verdade.

Neide Rigo disse...

Oi, Isaac,
obrigada pelas informações. Infelizmente nunca vi destes arrozes para venda aqui em São Paulo. Mesmo lá em Porto Alegre parece que é raro.
Um abraço,
N