quarta-feira, 10 de junho de 2009

Pra não dizer que não falei dos doces (amargos). Laranja amarga

A laranjeira amarga da calçada da casa do Rui e da Mariângela, em Porto Alegre, foi plantada pelo vizinho e nesta época do ano vive carregada. Tem gente que passa, rouba algumas e, passos depois, são desprezadas, mordidas, no chão. É que por fora não dá pra advinhar o grau de amargor e acidez destas frutas tão aparentemente atrativas e inofensivas.
Conhecida também como laranja-da-terra, ela vai é mais usada para doces da casca. Isto depois de deixar dias de molho, trocando a água várias vezes ao dia. A minha ficou 5 dias e ainda restou um amarguinho bom, desejável, que dá sabor. Extraí o suco, muito ácido, saboroso, mas não muito amargo, e fiquei com um baita dó de jogar fora. Então, fiz uma geleia para comer em gotinhas sobre queijos ou com carnes assadas.
A casca que precisei tirar, sequei e vou usar como condimento, afinal é muito aromática apesar de extremamente amarga (aliás, a casca colorida de todos os cítricos costumam ser sempre muito amargos, embora sempre se repita nas receitas: "raspe só a parte colorida, para não amargar..." ). Usamos a compota e a geleia na aula de amargos, na saída da sala, na hora do café e do chá de boldo, com pedacinhos de queijo.

Marcos e Rui encheram uma sacola que trouxemos junto de outros tantos itens gaúchos


Raspinhas de laranja: lave bem laranjas orgânicas, doces ou amargas, e rale a parte externa e colorida com um ralo fino. Espalhe sobre uma assadeira ou peneira fina, cubra com gaze e deixe no sol, mexendo de vez em quando, até ficar bem sequinha e solta. Guarde em vidros, feche bem e use em caldos de carne, sopas, chás, bolos etc. Tem sabor amargo como muitas especiarias, levemente picante e muito perfumado. Uma pitada basta.

Compota de casca de laranja amarga: lave bem 12 laranjas, seque e raspe toda a superfície (veja sobre as raspinhas em cima) com ralo fino ou lixa d´água (neste caso, não dá pra aproveitar as raspas). Corte em quatro e tire os gomos (reserve, se quiser fazer geleia), raspando bem a parte interna. Cubra as cascas com água e deixe de molho por 5 dias, trocando a água cerca de 3 vezes ao dia. Escorra bem as cascas, cubra com água limpa e leve ao fogo para ferver até ficarem macias. Enquanto isto, faça uma calda com 2 xícaras de açúcar e 2 xícaras de água. Leve ao fogo até o açúcar derreter. Escorra as cascas, junte-as a este xarope e espere que absorvam o açúcar e a calda fique espessa. Guarde ainda quente em vidros aferventados e também ainda quentes. Conserve na geladeira. Se quiser, antes de aferventar, corte as cascas mais finamente. Sirva com nata, creme ou queijo.
Geleia de laranja amarga: esprema o bagaço retirado das 12 laranjas (use um espremedor de batatas ou aperte com as mãos). Deve render 2 xícaras de suco coado (reserve as sementes). Junte o mesmo volume de açúcar e leve ao fogo com 2 colheres (sopa) de sementes. Ferva por 10 minutos e tire as sementes. Continue fervendo até o ponto de geleia. Junte 3 folhinhas de gerânio de cheiro (de rosas ou limão) bem picadas. Quando voltar a ferver, coloque em vidro aferventado e ainda quente. Sirva com queijo ou com carne assada. Vai bem ainda em sanduíches, sobre embutidos defumados ou presunto cru.

13 comentários:

DeFirmo disse...

Oi Neide!
Talvez você saiba.
Um tempinho atrás comi uma geléia de laranja onde as cápsulas estavam inteiras. Elas davam um visual interessante e contribuiam com a textura. Já tentei fazer uma geléia assim usando calda, confitando,... mas no fim as capsulas (Todas!) se rompem em algum momento do processo. :o(
Será que você em suas andanças, por acaso não topou com algo assim?
bj
Mário Firmino

Jane Reolo disse...

Neide
Na casa da minha avó em Araguari, triangulo mineiro, tinha um pé de laranja da terra. Nas férias ela fazia potes e potes de doce da casca da laranja. Enchia latas ,enormes com biscoito de polvilho assados, como donuts gigantes. E passavamos os dias ociosos de julho comendo biscoitos e doces.
Senti o perfume da cozinha da minha avó...muito bom.
Beijos

Neide Rigo disse...

Oi, Mário, bom te ver por aqui! Esta geleia deve ficar muito boa. Eu arriscaria colocar uma parte dos gominhos no final, quando a geleia praticamente já estivesse pronta. Vamos tentar?

Jane, adoro suas lembranças! Eu posso senti-las também.

beijos, N

clau disse...

Ah, Neide: essa nao vale!
Ver isto so me fez lembrar que meu avo Luis, sempre que possivel, fazia tb ele este doce com esta laranja: su-bli-me!!
Pq estes tais comprados prontos sao MUITO, muito doces: um horror...
E sabe que por aqui a Otker, ou a Cameo, vendem pacotinhos com raspinha seca de limao? Pratico para a hora do aperto. Um dia posto a foto.
Bjs!

Mariângela disse...

Neide,desculpe pelo comentário nada a ver com nada mas...ahn...uhmmmm..nossos maridos estão LINDOS!!! beijo!

Ze August disse...

Neide, será que sabe me informar onde encontro folhas de JAMBOLÃO, ou então se tiver em arquivo, me mande a foto desta folha. Sigo sempre teu blog e sou parceiro em projetos de casas novas com a Aninha do Mesa III. Meu e-mail é jak@rfmk.com.br . Parabens pelos amargos. Maravilhoso este trabalho. Fiz uma vez em teste Jilós em calda de mel, maravilhoso, parece Figo. Abs

Carla disse...

Oi Neide,

essa técnica para secar as raspinhas de laranjas deve servir para todos os tipos de laranja. Vou tentar aqui (nunca pensei nisso, mais um jeito de aproveitar as laranjas).

Lembrei de você ao assistir o Globo Repórter sobre a Amazônia. Tanta riqueza temos no nosso país e pouca gente a divulga.

Parabéns pelo blog, acho que nunca comentei aqui. Sou sua fã!

Lucia disse...

Hum, amo geleia de laranja, minha preferida! Vou tentar a receita , obrigada!

Wagner Morais disse...

Muito interessante o site. Animei a fazer geléia de laranja, e principalmente aquele molho com o sumo da laranja da terra.

Anônimo disse...

Oi Neide.... na Inglaterra a laranja amarga que lá é conhecida como sevilha é muito popular na confecção da "marmalade" uma geléia de laranja ligeiramente amarga que vem cheia de pedacinhos de casca de laranja. Uma delícia...

jane disse...

OI...
EU AMO GELEIA DE LARANJA DA TERRA... AQUI RIO E DIFICIL ATÉ DE COPRAR ESSE TIPO DE LARANJA...
TIVE A SORTE DE UM AMIGO QUE O PAI DELE TEM UM PÉ NO QUINTAL ME DEU 12 LARANJA... VOU FAZER SEGUINDO A SUA RECEITA... ESPERO QUE DE CERTO NUNCA FIZ...
DEPOIS ESCREVO O RESULTADO... BJS.. JANE

Maura disse...

Neide, tentei fazer a geléia, mas virou um "melaço puxa-puxa", passou muito do ponto...Quanto tempo devo deixar no fogo? Fogo alto ou baixo?
Maura

Luli Kali disse...

Ola!
Poderia me dizer o por quê das sementes por dez minutos na geléia? Fiz a minha seguindo as tuas orientações (proporção) e deu super certo..mas fiquei curiosa :)
Obrigada!
Luciana