segunda-feira, 26 de maio de 2008

É tempo de...


Fartura: por enquanto os patos são poupados

Minhas idas a Fartura, nos feriados prolongados, têm servido de um verdadeiro laboratório na cozinha com minha mãe ou no campo com meu pai, que sabem das coisas pela experiência. Não há caderno de dicas ou receitas; é tudo na base da tradição oral e até agora têm funcionado. Mas acho que chegou o tempo de resgatar, padronizar e registrar. Desta vez não freqüentei minha casa que também mantenho lá, nem pra dormir. Levo sempre livros para ler, filmes para ver, trabalhos para escrever, panos para costurar, linhas para crochetar, e tudo volta intacto. Do café da manhã ao jantar, foi o tempo todo na cozinha da dona Olga, em volta do fogão de lenha. Fazendo queijo, limpando frango e cozinhando peru, orelha-de-padre, geléia de hibisco, rocambole de banana, pamonha, polenta com fubá de milho de lá, arroz integral recém-colhido, carne de fumeiro com feijão preto e por aí foi. Só saí de lá para buscar milho, colher cúrcuma e chupar muita mexerica no pé. Sob um céu de azul limpo, ensolarado e meio gelado.


Hibisco, que colhemos para secar e fazer geléia


Banana, que nunca falta e usamos para fazer um rocambole de família, cuja receita virá em breve



Cará-moela ou cará-do-ar (Dioscorea bulbifera), que também tenho no meu quintal aqui em São Paulo. Vou fazer com carne de porco.



Mangarito (Xanthosoma mafaffa Schott), sobre o qual já falei aqui.



Cúrcuma ou açafrão-da-terra, cujas folhas ficam amareladas nesta época. Os tubérculos podem ser arrancados, lavados e usados frescos. Falarei mais dele em breve.


Orelha-de-padre (Lablab purpureus L. Sweet), uma vagem que lembra ervilha-torta, com sabor de infância.


Mexericas de todas as raças, para chupar no pé, fazer suco e geléias


Frango, pato, peru e angola. Alguns destes foram para a panela


Uva japonesa (Hovenia dulcis), para bolos e tortas (a fazer)


Comer coquinho de gabiroba, por pura diversão. Lembra o coco da Bahia


A grumixama florescer


Acordar cedo pra ver o sol secar o orvalho da rosa

32 comentários:

laila disse...

As idas a Fartura sempre geram lindos posts, ams esse está incrivel...vou por partes:

-maravilhoso secar os hibiscos tentarei isso!

-cará moela, orelha de padre e uva japonesa...ah novidade total!

-mexericas dão d emonte no sitio d emeu pai e tb me farto!!!

-ainda no sitio dele..tentamos criar galinhas d'angola, codornas e galinhas, mas uma jaguatirica apareceu e comeu tudo! linda!!!

-e as rosas....belas!

bjs

Gourmandise disse...

Tentamos plantar açafrão-da-terra, mas não vingou...
Este cará tem o sabor muito diferente do comum?

bjo,
Nina.

Marizé disse...

Neide, eu estou fascinada!
Que maravilha de lugar fértil, estou em "pulgas" para ver as receitas.

Beijo

Anônimo disse...

Toda vez que você escreve sobre o sitio me dá uma vontade de estar num lugar assim.Passei minha infância no interior, então me sinto de volta a minha casinha com galinhas no quintal e uma porção de árvores frutiferas em volta. Ai que saudades. Obrigada por isso Neide.Que Deus te abençoe.
Hildeny Medeiros

Mariângela disse...

ah! que vontade de ir lá e curtir esta maravilha toda Neide..beijo!

Fabrícia disse...

Essa terra é abençoada..... me lembra o sítio dos meus pais....muito farto. Adoro geléai de hibisco... como bebida gelada então...miam.
Bjs.

João Pedro Diniz disse...

Eu adoro a curcuma fresca e nunca a vi "ao vivo", só a conheço da caixa de cartão da mercearia indiana onde faço as compras.

Ana disse...

Done Neide, diretamente de Fartura, nos fartando com lindas fotos e conhecimentos.
Não conhecia o tal cará moela. Achei lindo, bem como tudo o mais que escreveu e fotografou. Fiquei curiosa pelos hibiscos porque minha avó tinha pés no sítio, mas não sabia o que fazer com eles, coitadinha. Ela chamava de groselha.
Um beijo.

Elena sem H disse...

Amei, amei, amei!
Fartura parece ser um lugar muito bom para se curtir a vida ao ar livre e mais próximo à natureza.
Deu vontade de provar de tudo isso um pouquinho.
Esse hibisco, qual o nome de "certidão de nascimento" (científico) dele?

Beijos e obrigada por compartilhar!

Elena

Ludmila Carvalho disse...

Uau! que post mais lindo, me senti no sítio também. Deu uma vontade grande de tomar esse chá de hibiscos, eu continuo numa fase de descoberta de chás pós-china :-)

Neide Rigo disse...

Laila,
secar hibiscos é fácil - 5 dias no sol seco.
Quanto às coisas que não conhece, falarei delas aos poucos.
Que pena das penosas.. Obrigada!
Beijo, N

Neide Rigo disse...

Pôxa, Nina, sempre plantei cúrcuma em qualquer canto e ele nasce. Aliás, ele brota mesmo guardado na gaveta. O que será que aconteceu?
Este cará tem textura de batata, não arenoso como o cará de raiz. E o sabor fica entre um inhame e o próprio cará, com um ligeiro amargor no retrogosto.
bj, n

Neide Rigo disse...

Marizé,
por favor, não espere muito. Não tenho tido muito tempo, então serão comidas bem simplezinhas.
beijos, n

Hildeny, eu sei o que é isto, pois é o que sinto todos os dias que não estou lá.

Mariângela, quem sabe em janeiro..

Fabrícia, postei minha versão de geléia hoje. Veja se é igual à sua.

João Pedro, nossas cúrcumas secas são sempre muito adulteradas com farinha. Sorte é que a fresca começa agora até a aparecer nos supermercados.

Oi, Ana! Dá pra fazer tantas coisas com eles. Dei umas dicas hoje.

Elena, falei um pouco dele hoje, incluindo nome em latim. Fartura é assim mesmo!

Lud, você deve ter experimentado chás maravilhosos. Este é, na verdade, uma infusão, mas também muito bom. Dei receitinha no post de hoje.

Um abraço para todos,
Neide

joao bosco guerreiro da silva disse...

Fotos lindíssimas!
Bjs

fezoca disse...

Neide, Fartura eh um nome muito apropriado, mas poderia ser tambnem Fortuna ou Paraiso. Que maravilha tudo isso! Agora, dei um mergulho nas profundezas da minha memoria infantil, quando vi a foto das uvas japonesas. Na minha cidade natal tinha muitas arvores dessa fruta estranha, que eu nao gostava muito--achava MUITO doce--mas comia, junto com as outras criancas. Pois achavamos o maximo uma arvore com frutas dando sopa pelas estradinhas. Tinha uma na praca da cidade e outras no caminho que faziamos a peh para ir ao clube de campo.

beijo pra voce! :-)

Karen disse...

Que beleza tudo isso!

Ti Caty disse...

Parabéns.Além das receitas fantásticas. As fotos espectaculares, aprendemos sempre muito no teu Blog. Parabéns. BJS

banlialm disse...

adorei,.........estava a pesquisar sobre cará de rama e encontrei este blog maravilhoso, visitarei semnpre, mesmo pra ver os comentarios postados, gostaria de contatos com pessoas que gostam de coisas interioranas como os postados aqui, fica meu msn para quem quiser contatos; dalmoc@hotmail.com.br

Sinda disse...

Oi!
É a primeira vez que venho visitar o seu blogue, e adorei!
Como sou portuguesa, a maioria dos frutos que você falou aqui desconheço, mas adorei ficar a conheçer! Parabéns e obrigada por partilhar as suas experiências e conhecimentos!
bj
Sinda

Coordenador disse...

Neide,
adorei o uso que vc faz da biodiversidade. Tem algum tempo eu estou procurando (e as vezes encontrando)desaparecidos de valor cultural, ambiental e gastronomicos impares e tentando estimular as pessoas a produzi-los ou a não abandona-los. Parabens pelo seu plantio de cará do ar. O Cará-do-Ar é um destes desaparecidos. Para mim ele nunca vai ser inhame, mas a confusão do nome é muito engraçada.
Enfim, moro em SP tambem e trabalho com implantação participativa de sistemas agroflorestais junto a agricultura familiar. Se vc quiser pode nos ajudar doando (mais propriamente um emprestimo) uma ou duas mudas de carás do ar, .
Em todo caso espero voltar sempre para ver belas fotos de dar agua na boca aqui no seu espaço.
Super axé e feliz 2009
Rodrigo

Neide Rigo disse...

Rodrigo, escreva pra mim: neide.rigo@gmail.com e a gente combina de vir buscar o cará-do-ar. Tenho também centenas de sementes de grumixama, caso tenha interesse. Um abraço, n

AMO MUITO TUDO ISSO disse...

Conheci seu blog pesquisando sobre hibiscos, o chá pa emagrecer, parabens pela materia, vi que é útil em muitos pratos.

O coquinho ao qual você se referiu não é de gabiroba, ela é uma frutinha do cerrado, eu comia bastante quando era criança, pois morava em MS, e por la o que mais tem é cerrado.

Segue a definição da gueirova, conhecida popularmente la em Cassilândia-MS, gueirova com frango é tudo de bom, aí que saudades de minha infância.
Guariroba
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nota: Para outros significados de Guariroba, ver Guariroba (desambiguação).
A guariroba (Syagrus oleracea) é uma palmeira nativa do Brasil.
Outros nomes populares: gueiroba, gariroba, palmito-amargoso, catolé, coco-babão, pati-amargoso, coco-amargoso.

ICLEN disse...

Bom dia Neide,nossa vc trouxe muitas lembranças de minha infancia,quando minha familia morava no Paraná,principalmente sobre as Uvas Japonesas e a vagem Orelha-de-padre...nossa que tempo bom..rs rs rs...
Mas eu gostaria muito de conseguir sementes dessa vagem para plantar em meu quintal,ela é muito gostosa,e aqui em Goias onde moro hoje nao encontro dela de jeito nenhum...seria possivel vc me enviar alguns gãos secos dela para mim plantar ? Se puder esse é meu msn para falar comigo nelcijosefi@hotmail.com
ou pelo meu e-mail nelcijosefi@uol.com.br
Nossa....desde já muito grata e seu
blogger é muito bommmm...e muito instrutivo e traz cada lembrança ao lê-lo...Obrigada por ter feito esse blog...Parabens menina...

Anônimo disse...

Onde Encontrar o mangarito? Quem souber me envie a resposta (nenzica.garcia@hotmail.com)
Obrigada

disse...

Hoje cedo ao falar com meu tio sobre um maracuja doce, começamos a estender o assunto e ele falou croá, mangarito e jacatupé, corri na net pra ver se achava algo sobre o mangarito, pois pode ser que eu conheça por outro nome, ai achei teu blog, pronto! Agora já quero saber o que é uva japonesa também. rs. É sempre assim, qnto mais agente aprende mais aumenta a nossa fronteira com o desconhecido.
Marclarosul@hotmail.com
Te peço cm muito amor e carinho, me adiciona.

Angela disse...

Oi Neide que bom eu estar pesquisando sobre o cara do ar e vi outras maravilhas por mim desconhecidas.Fiquei maravilhada!Eu gostaria de ter aqui no meu quintal pes de mangarito(eu nunca vi),Orelha de padre e o açafrao. Voce pode enviar pra mim pelo correio? Eu pago as despesas postais.
Meu e-mail e angella.cris@hotmail.com.br

Neide Rigo disse...

Oi, Angela, eu adoraria poder atender seu pedido, mas não comercializo mudas e sementes, nem tenho tempo para ir ao correio. Nos meus links (comércio legal), vai encontrar algumas empresas especializadas nisto. Espero que consiga. Um abraço, N

Neide Rigo disse...

Oi, Angela, eu adoraria poder atender seu pedido, mas não comercializo mudas e sementes, nem tenho tempo para ir ao correio. Nos meus links (comércio legal), vai encontrar algumas empresas especializadas nisto. Espero que consiga. Um abraço, N

Anônimo disse...

Adoraria ter uma muda ou semente do cará-moela que comia quando criança e se perdeu com o tempo para mim, poderia conseguir com vc o envio de algumas semente? obrigada Rose meu email é; rmariluiz@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Catarina
...
Nossa, que ma-ra-vi-lha!!! Eu me lembrei do sítio que eu morava. Tinha tanta coisas boa e gostosa tambem. Eu gostaria de conseguir para eu plantar, o cara-moela e sementes desse hibiscus. Sera que vc poderia me ajudar...
Moro em Curitiba...
Meu contato é: catarina.d.jesus@hotmail.com
Um abraço e muita prosperidade!

dedieu franco disse...

Oferta de empréstimo, investimento e Apoio a Projetos pela SGBB banco

Somos um grupo de consultores financeiros, e nós oferecemos o investimento em seus projetos de negócios

em diversas áreas, tais como: Agronegócios, imobiliário (industrial, comercial, residencial) e Turismo

hotéis, desenvolvimento de gás, pequenas e médias indústrias, transporte e Mina (rodoviário, marítimo e aéreo)

Ecoturismo, Energias Renováveis, a importação e exportação, novas tecnologias, agricultura, etc ... ..
Nós oferecemos nosso empréstimo com uma taxa de juros de 2%.
Se você tiver alguma projetos interessantes (nos sectores mencionados acima ou em outras indústrias

), entre em contato conosco.
Email: marciamiranda@outlook.fr e eva.dine@yahoo.fr

dedieu franco disse...

Oferta de empréstimo, investimento e Apoio a Projetos pela SGBB banco

Somos um grupo de consultores financeiros, e nós oferecemos o investimento em seus projetos de negócios

em diversas áreas, tais como: Agronegócios, imobiliário (industrial, comercial, residencial) e Turismo

hotéis, desenvolvimento de gás, pequenas e médias indústrias, transporte e Mina (rodoviário, marítimo e aéreo)

Ecoturismo, Energias Renováveis, a importação e exportação, novas tecnologias, agricultura, etc ... ..
Nós oferecemos nosso empréstimo com uma taxa de juros de 2%.
Se você tiver alguma projetos interessantes (nos sectores mencionados acima ou em outras indústrias

), entre em contato conosco.
Email: marciamiranda@outlook.fr e eva.dine@yahoo.fr