sexta-feira, 4 de abril de 2008

Sementes de quiabo à moda indiana


Sementinhas de quiabo eram as da foto-charada de ontem. Para tirá-las mais facilmente, fui descascando o legume até restarem aqueles miolos ensementados como espigas. Só as sementes brancas se aproveitam. As escuras, separei-as para plantar.
Não consegui mais achar o site onde li certa vez, há anos, que estas sementes eram usadas na cozinha creole para engrossar ensopados, além de já terem sido usadas, maduras e tostadas, para fazer as vezes do café. Fato é que eu só queria referendar o que já fazia desde criança. Gostava de abrir no prato os quiabos da salada da minha mãe e juntar num só monte as sementinhas brancas que ganhavam vida autônoma da fibra verde. Imaginava-as como feijões, sagus, lentilhas, ovinhos. Nunca mais pensei nisto até me deparar com vários pés de quiabos tigüeras na roça de café do sítio. Já estavam meio duros para comer como legumes, mas me lembrei das sementes. Como não encontrei nenhuma receita adequada para elas, adaptei uma de dal de lentilhas, da Agdah (sempre recorro a ela quando me aventuro na cozinha indiana).
Deu muito certo. Mas também devem ficar boas em sopas, risotos, recheios, com carne moída, tortas salgadas, bolo de liquidificador e por aí vai. Elas têm uma película resistente, que estouram na boca quando mastigadas. Lembram um pouco caroços de jaca, algo adstringentes. Mas gostosas, muito gostosas.

Sementes de quiabo à moda indiana

1 xícara de sementes de quiabo branquinhas (as escuras já não servem para isto, são duras).
1 litro de água
1 colher (chá) de manteiga
1 ramo de folhinhas de curry
1 colher (chá) de sementes de mostarda
½ colher (chá) de sementes de cominho
½ colher (chá) de gengibre finamente picado
Meia pimenta dedo-de-moça, sem sementes, picada
4 colheres (sopa) de pimentão vermelho picado em cubinhos
½ cebola picada em cubinhos
½ colher (chá) de cúrcuma em pó
1 colher (chá) de sal ou a gosto
Folhinhas de coentro, se gostar

Numa panela, em fogo médio, cozinhe as sementes de quiabo na água até ficarem macias (cerca de meia hora). Deverá restar cerca de ½ xícara de água. Se não, junte um pouco de água quente para que sobre uma quantidade assim.
Enquanto isso, aqueça a manteiga numa panela e junte as folhas de curry, as sementes de mostarda e o cominho. Quando começarem a pipocar, junte o gengibre e a pimenta dedo-de moça. Refogue por 1 minuto, mexendo. Acrescente, então, o pimentão, a cebola e a cúrcuma. Mexa até que a cebola murche. Coloque as sementes de quiabo como o caldinho e tempere com o sal. Deixe cozinhar um pouco até o pimentão ficar macio. Prove e corrija o sal, se necessário. Junte umas folhinhas de coentro na hora de servir, se gostar. Sirva com arroz basmati.
Rendimento
: 4 porções

A flor é linda.


Minha mão é enorme. Então, imaginem o tamanho destes quiabos.

Veja também, aqui no Come-se:
Caril seco de quiabos

7 comentários:

Mariângela disse...

Neide,a Chef Roberta Sudbrack está fazendo sucesso com o que batizou de caviar nacional ,feito a partir das sementes de quiabo.
Tenho quiabo plantado aqui(pouco mesmo) e nem sabia que dava esta flor tão linda! Vou mostrar pro marido daí ele "investe" na plantação,beijo!

carlinhos de lima disse...

A Mariângela chegou primeiro.....!

Eu vou viajar nestas bolinhas... Em breve, notícias...

Neide, se não achar folhas de curry, o que faço?

Neide Rigo disse...

Mariângela,
agora vi o caviar da Roberta. Interessante.
Carlinhos, quando vier pra São Paulo, eu te arrumo uma mudinha. Por enquanto, faça sem mesmo que também vai dar certo.
Um abraço,
Neide

Eduardo Luz disse...

Neide,agora, as letras do blog estão perfeitas.
E do jeito que a coisa anda, não vou demorar muito pra fazer esta receita pois o meu curry está indo muito bem ( o coentro também !).
Vou tentar fazer alguma coisa com a soja neste final de semana e qualquer resultado positivo, eu te aviso !

Dumuro disse...

See Please Here

Redneck disse...

A flor do quiabo é realmente linda. Temos, a família, uma propriedade rural. Meu irmão plantou quiabo, eu carpi o pequeno pedaço do pomar e, dois meses depois, tirei lindas fotos de flores de quiabo. Beijo!

SkY disse...

Uma das coisas legais da internet é encontrar pessoas como você criando ou divulgando, com simplicidade, coisas tão legais.
Parabéns.