terça-feira, 6 de novembro de 2007

Mandioca e beijus


beijus coloridos - foto cedida pelo Joselito Motta

Aumenta o que está pouco, esfria o que está quente, engrossa o que está ralo e, na pança, é quem dá sustança Joselito Motta

Chegou em boa hora. Já estava determinada a mostrar hoje aqui como se fazem tucupi e polvilho em casa com a mandioca (macaxeira, aipim) comprada na feira, mas recebi esta mensagem do meu recém-amigo Joselito, pesquisador de mandioca da Embrapa, que amplia e enriquece ainda mais o assunto comida-de-raiz e me dá o maior prazer de poder passar o assunto na frente e em frente. De quebra, ele nos manda notícias sobre eventos do mandiocal e, no mesmo embornal, veio ainda a esperança de talvez ganhar umas mudas de araruta, de que falei ontem, e de mandiocas coloridas. Eba!
Beijus e outras receitas
O Joselito é um daqueles pesquisadores apaixonados pelo que faz e é autoridade em produtos da mandioca. Estes beijus coloridos da foto foram desenvolvidos por ele quando se deparou com uma paleta de beijus coloridos artificialmente. Foi só pensar nas possibilidades naturais de cor e usar estas opções no lugar da água que umedece o polvilho seco. Além de mais gostosos, são mais nutritivos e fazem o maior sucesso com as crianças (melhores que aqueles isoporzinhos carregados de gordura e sabor artificial que nossas criancinhas comem por aí). Em Brasília, no Terra Madre, provei os beijus de abacaxi, cebola e beterraba e eram maravilhosos - saborosos, derretiam na boca. Para quem não conhece, beiju é como uma tapioca, só que fininho e crocante, feito sobre chapas de ferro sobre lenha. Quando eu tiver um tempo dando sopa, farei as tapiocas coloridas (a chef Teresa Corção, do Rio, faz umas deliciosas, até com chocolate).

Em outro email Joselito me mandou receita de torta salgada e suco de mandioca com limão, mas publicarei depois de testar e fotografar. Aguardem.

Beijus no mercado - foto cedida pelo Joselito Motta

O email do Joselito:
Prezada Neide,
Como vai? Nem sei por onde começo a lhe dar explicações; ocorre-corre não foi só nas despedidas do Terra Madre Brasil. No retorno, começou outra roda viva com uma série de viagens que terminaram no XII Congresso Brasileiro de Mandioca que aconteceu em Paranavaí/PR de 23 a 27 do mês passado. Agora, já mais tranqüilo, iniciamos o III Curso Internacional sobre Produção e Processamento de Mandioca para países africanos de língua portuguesa (Angola, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Moçambique) e do Timor Leste. São onze participantes e terei atividades com eles nas duas últimas semanas. Anexo o programa para você que também é mandioqueira de quatro costados, como se diz no Nordeste rural. Quanto ao seu blog, não posso omitir elogios; você escreve fácil demais e encanta o texto com fotos ainda mais bonitas! você foi premiada com muitos dons. Descreveu a farinha d'água sem retoques. Que foto aquela do paneiro do seu Bené!!! Teresa deve ter babado.Vamos aos beijus coloridos; estou em contato com o Reinaldo Lichti do Mais Você, recomendado por Ana Dorneles, do Globo Repórter e hoje enviei um texto com fotos que vou enviar para você; tenho algumas tiradas na FISPAL 2006 quando andei fazendo umas oficinas no evento capacitando um monte de paulistas. Se lhe interessar mando depois. Estou acompanhando seus escritos no blog e vi o último sobre araruta; recebi um colega aqui na sala, hoje de manhã, que tem uma coleção com algumas espécies; se tiver sítio e quiser posso tentar conseguir algumas sementes para você, inclusive dos aipins biofortificados por natureza ricos em beta caroteno e licopeno. Seguem fotos e arquivo por partes. Fico por aqui.
Um abração,
Joselito da Silva Motta
Pesquisador - Usos da mandioca
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Brasilian Agricultural Research Corporation - Embrapa
Embrapa Mandioca e Fruticultura
Embrapa Cassava & Fruits
Cruz das Almas - Bahia - Brasil

7 comentários:

Sill disse...

Neide! Eram memo delíciosos esses beijus do Joselito!! Adorei receber notícas dele, o mandioqueiro mor do país! Vou ficar esperando ansiosa pela receita da torta! Bj Sill

Mariângela disse...

que lindos os beijus,dá vontade de morder o monitor,beijo!

Agdah disse...

Menina, Cruz das Almas me lembra a infância. Passei muito São João por lá.

fezoca disse...

beiju era a minha paixao de infancia! eu amava aquilo, amava! pronto, fiquei com as bichas agora! :-))

beijao,

Valentina disse...

Neide, que fantásticos estes beijus. E que bacana saber do mandioqueiro mor. Tantas coiss que rolam neste Brasil.Ainda bem que posso ler aqui sobre elas.

anita disse...

Pesquisando,sobre tapiocas encontrei seu blog.Gostaria,de entrar em contato com o Joselito.Como faço?

Neide Rigo disse...

Oi, Anita,
o email do Joselito é: Joselito@cnpmf.embrapa.br

Um abraço,
N