quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Já que falei de jaca verde



Dizem que quem planta uma jaqueira não come da fruta, tanto que ela demora a crescer e frutificar. Sorte nossa que já compramos o sítio em Fartura com uma jaqueira madura. Todo resto segue superlativo na jaqueira (Artocarpus integrifolia), espécie da família das moráceas, a mesma da fruta-pão e da amora. Se o clima é quente e úmido, a árvore alcança até 20 metros de altura e os frutos podem chegar a 50 quilos e abrigar 500 sementes. A nossa deve ter uns 10 metros e os frutos são fartos mas não tão extravagantes. Agora, seja qual for o tamanho do fruto, o cheiro é sempre exagerado. Para quem gosta, é muito perfumado, com algo de banana madura e maracujá, talvez. Já para quem não gosta é fedido, enjoativo demais. Eu sou das que amam e já fui capaz de comer uma inteira sozinha sem passar mal.
Em países como Tailândia, Indonésia e Sri Lanka, o fruto verde é usado fresco ou em conserva - lembra um pouco uma alcachofrinha na textura. O sabor é frutado, sem ser doce, nem amargo, nem ardido, nem travoso. Uma delícia. O ruim é que a gente não encontra jaca verde no supermercado ou na feira, mas sempre resta a esperança de uma jaqueira perdida por aí (na minha rua tem jaqueira; no Instituto da Mulher, na Rua Doutor Arnaldo também tem).


Antes de qualquer coisa, é melhor já cozinhar e descascar.


Só se tira a casca. Todo o resto é aproveitado: fibras, talos e embriões dos caroços.
Se tiver oportunidade, escolha jaquinhas do tamanho de um chuchu ou, no máximo, de um abacaxi. Muito pequenas, têm formação, gosto e consistência de talo.
Como se prepara: lave bem, corte em quatro e leve pra cozinhar em bastante água com um pouco de vinagre e sal. Quando ficar macia (após uns 30 minutos), escorra, descasque e corte a polpa em pedaços pequenos. Outra forma de preparar é cozinhar os frutos inteiros por cerca de 1 hora e só depois descascar. A polpa fica mais branquinha. Use como uma alcachofra em conserva em saladas, recheios para pastel, em molhos para massa. Ou adicione a ensopados com carne de frango ou porco. Para deixá-la com cara de comida indiana, faça um refogado com cebolas, gengibre, cúrcuma, cardamomo, sementes de coentro, cominho e neem doce (folhas de curry), junte os cubos da jaca e leite de coco. Deixe ferver, corrija o tempero e sirva com arroz branco (basmati, de preferência).
Sobre a jaca madura
Verde, tanto faz. Mas, quando madura, é importante reconhecer os dois tipos principais de jaca: a dura, mais crocante e maior, e a mole, perfumadíssima, doce e um pouco ácida. Para fazer chutneys e pratos de carne, os gomos mais firmes são ideais. Na jaca mole, é tão grande a quantidade de frutose e glicose quando está madura, que ela não endurece ao congelar, quase como um sorvete. Aliás, faça assim nos dias de calor: espalhe os gomos numa bandeja e leve ao freezer por cerca de três horas. Coma neste ponto ou passe os gomos para um recipiente que feche bem e conserve no freezer para uma emergência.

Aproveitando os caroços da jaca madura
Para tirar as sementes da jaca dura, basta fazer um talho no gomo e pressiona-lo; na jaca mole, aperte com um garfo e as sementes escorregam facilmente. Lave bem e cozinhe em água e sal. Com uma faquinha, retire a película translúcida e dura e estará pronta para comer como aperitivo ou um legume qualquer. Por exemplo, doure na manteiga com alecrim ou use como se fossem batatas, inclusive para fazer purês. Podem também ser usadas para fazer curries.
Sem grude
Aquela seiva chicletenta presente nas jacas verdes e maduras é lipossolúvel e não vai ser problema se você untar com óleo mãos e facas. Tirando isso, é aproveitar, que jaca temos de sobra.

Para o meu curry, me baseei nas receitas do livro “The food of Sri Lanka” e, como sempre, fiz cá minhas adaptações.

Curry de jaca verde



Ingredientes
2 colheres (chá) de ghee ou óleo
1 cebola branca picada em quadrados
2 colheres (chá) de sementes de mostarda
2 galhos de folhas de curry (neem doce)
2 pimentas dedo-de-moça sem sementes, cortadas de comprido
½ pimentão verde picado em quadrados
½ pimentão vermelho picado em quadrados
3 xícaras de cubos de jaca verde cozida (veja acima como preparar)
1 tomate grande cortado em gomos
2 colheres (chá) de pó de curry
1 colher (chá) de cúrcuma em pó (açafrão-da-terra)
1 colher (chá) de sal ou a gosto
1 vagem de tamarindo cozida com 1,5 xícara de água e coada (usa a água)
1 colher (chá) de grãos de coentro tostados e triturados na hora
1 colher (chá) de cuminho tostado e triturado na hora
100 g de folhas de espinafre (usei ora-pro-nobis)

Modo de preparo: numa panela, aqueça o ghee e doure as cebolas junto com as folhas de neem, as sementes de mostarda e a pimenta. Junte os pimentões e refogue por 1 minuto. Acrescente os outros ingredientes, com exceção do espinafre ou ora-pro-nobis e mexa delicadamente, tampe a panela e cozinhe por 10 minutos. Junte o espinafre ou ora-pro-nobis e cozinhe só até a verdura murchar (cerca de 2 minutos). Se quiser, substitua parte da água que dissolveu o tamarindo por leite de coco. Prove o sal e corrija, se necessário.

Rendimento: 6 porções

Obs.: num gesto de ousadia extrema, substituí o espinafre por ora-pro-nobis - primeiro porque não posso desperdiçar e meu pezinho está carregado; e depois porque pois achei que o molho ácido eliminaria a baba das folhinhas que ficariam parecidas com espinafre. Acertei.


35 comentários:

laila disse...

neide seu curry está lindo e as informações preciosimas! sou do time dos amantes da jaca!!!adooro! bjos

leila disse...

ó céus! como pode ser a jaca parenta da amora???????

* li umas receitas vegans onde a jaca verde substitui o frango em recheios de tortas e empadas.

fezoca disse...

Neide, esse curry de jaca esta no minimo o maximo! eu comi jaca uma vez so na vida, durante a minha lua de mel em ilha bela no tempo do onça. E nunca mais... Lembro que gostei e achei o cheiro muito similiar ao da banana, que eh uma fruta que eu adoro! bjs,

marquito disse...

UIA! QUE ENGRAÇADO!

...tava caçando uma foto de jaca no google e gostei dessa aqui... quando fui ver a origem da foto é que me dei conta que era no seu blog! wow, que coincidência!!!!

beijos
m.

aliás tô aqui na casa da sua irmã

Anônimo disse...

Neide
Acabei de colher uma enorme jaca, amadurecida na árvore. Ja devorei umas 10 bagas......
Vim para a net entender melhor a fruta, te encontrei.
Muito legal, vou fazer algumas receitas iradas.

edson disse...

Neide
Acabei de colher uma enorme jaca, amadurecida na árvore. Ja devorei umas 10 bagas......
Vim para a net entender melhor a fruta, te encontrei.
Muito legal, vou fazer algumas receitas iradas.

Neide Rigo disse...

Edson,
jacas verdes ou maduras são sempre uma dádiva. Madura no pé, então, melhor ainda. Faça sorvetinhos com os gomos que sobrarem.
Um abraço,
N

scordioli disse...

MARAVILHA!!

Tal como o marquito, eu também estava no google pesquisando o que fazer com as jacas que meu marido trouxe . Encontrei seu blog. Adorei suas informações e a maneira como foram colocadas no blog. Que riqueza temos e desprezamos. Gostaria de citá-la no meu blog onde conto o processo das minhas inovações culinárias. Saber Sabor Posso?

Mandei um e-mail para você contando meu desastre com a jaca e pedindo algumas sugestões.

Altair vilas boas disse...

tenho um pé de jaca mole,de uns 15 metros,já tem 07 jacas tem uma que já está com uns 25cm,por favor ,alguem pode informau quando eu posso colhe-la.
grato.
altair vilasboas@hotmail.com

Neide Rigo disse...

Altair,
o ponto certo de colher vai depender menos do tamanho que da aparência da casca - os bicos devem estar bem desenvolvidos e separados uns dos outros, com coloração amarelada. Então, é quando o fruto atingiu o auge do desenvolvimento. Neste ponto pode colher, embrulhar em jornal e esperar amadurecer completamente - quando ficará bem macia.

Anônimo disse...

Olá Neide, Pelo amor de Deus Me ajude, Comi na semana passada uns 20 gomos de jaca mole e no outro dia amanheci com uma cistite orrivel,preciso saber se a jaca pode causar esse tipo de problema. bjos.

Neide Rigo disse...

Anônimo,
acho que foi só uma infeliz coincidência. Até procurei saber se havia alguma referência sobre isto, mas não encontrei nada. O melhor a fazer agora é procurar um médico. E observe de outras vezes que comer jaca. Não é porque a gente não sabe que a coisa não existe.. Um abraço, melhoras,
N

MAGDA disse...

Neide meu nome é Magda, sou a anonima da cistite, agradeço sua atenção e vou procurar um médico amanhã. Bjos

Neide Rigo disse...

Oi, Magda!
Espero que passe logo. Um beijo, n

Anônimo disse...

.texto gostoso-como as jacas-obrigada por dividir conosco!!!

Anônimo disse...

amei os cometarios e as resposta eu moro em uma cidade que as pessoas amam a jaca e eu apredir tambem a gosta entre no site pra procurar uma receita. bjs meu e silvia gomes sou da bahia

Anônimo disse...

Olá Neide, ganhei uma jaca madura, entrei na internet e nossa? Encontrei tudo isso!
Adorei as informações. Agora quero ganhar uma jaca verde. Estou com vontade de esperimentar a carne de jaca.
Obrigada.
Vera

Valéria disse...

Adorei o artigo e estou me informnando como conservar o caroçao da jaca, qto tempo dura na geladeira e se pode congelar, estou querendo desenvolver uma culinaria especializada em jaca

Anônimo disse...

Leila...amei seu blog...estou fazendo a jaca hoje..ela caiu esta noite do pé..esta verde..pequena..coloquei inteira na panela de pressão...rsrsrs...um abraço.Maria Lucia

bilubiluteteia disse...

Neide....rssss..bagunço tudo sabe...escrevi seu nome errado...desculpe...é DNA....fiz a jaca...ficou uma maraaavilha...marido gostou...mãe gostou...e como escrevi cozinhei ela inteira...coube na panela... Parabéns...obrigada pela dica de seu blog... Maria Lucia

bilubiluteteia disse...

Neide...agora estou tentando fazer doce de grapefruit...pensei que era gostosa, bom minha mãe deu a receita de doce de laranja...depois escrevo dizendo se ficou gostoso. Abraço Maria Lucia

Neide da Penha disse...

Que legal somos xarás. Estava pesquisando sobre as propriedades medicinais da jaca, acabei encontrando seu blog. Eu também adoro jaca. Vi que pode cozinhar as sementes e comê-las como tira-gosto.
Esse curry parece está uma beleza.
Ficaria muito feliz se me respondesse.
Um abraço
Neide.

Neide Rigo disse...

Maria Lucia, que bom saber que aproveitou a jaca caída. Depois me conte do doce. Um beijo, N

Neide, os caroços cozidos em água salgadas são ótimos tira-gostos. Aconselho além do curry, a moqueca e a jaca-louca. Um beijo, N

bilubiluteteia disse...

Neide, bom dia...ficou bom, minha mãe descascou a grapefruit ..retirou os gomos da laranja, a parte branca foi deixada em água, trocando-se várias vezes, bom era para ser deixada durante quatro dias mas eu...apressadinha esperei dois dias... fiz uma calda com açúcar cristal e um pau de canela grande, coloquei para ferver até ficar transparente..ficou um pouquinho amarga...acho que é característica da fruta mesmo..ela disse que pode ser feito com laranja bahia..essa madrugada ventou muito e choveu bastante aqui em Bertioga..caiu outra jaquinha...reafirmando...ficou uma delícia sua receita...um abração...Maria Lucia

bilubiluteteia disse...

Neide...tô ficando cansada de comer jaca..a última que colhi ainda verde..fizemos de tudo com ela..menos doce..hoje coloquei o último pedaço para fazer um refogadinho... os carocinhos são deliciosos parecem um pouco com pinhões...vou esperar cair uma amadurecida..hehehehe...esta la no altooo da árvore..nós olhamos para ela...enorrrme..até o vizinho já levou uma jaca verde....descobri que se abre a jaca com as mãos... um abração, Maria Lucia

Edite disse...

Tenho um pe de jaca na minha casa, devem ter em media de 40 quilos ou mais, nunca comi. Este ano deve ter umas vinte nunca sei quando colher e ver se esta boa. Com todas estas jacas no meu quintal eu não sei nem o gosto delas. Acredite

bilubiluteteia disse...

Bom dia Neide...colhi uma jaquinha bem pequena...e este ano minhas jaqueiras darão mais frutos...um abração...Maria Lucia (bilutetéia)hháá..postei meu email para receber suas novidades....

maricota disse...

É uma delícia a jaca verde ...e faz uma faxina nos intestinos....
gostaria de saber se as propriedades nutritivas são as mesmas de quando está madura...

Anônimo disse...

No meu quintal tem uma jaqueira enorme e está carregada de jacas,deve ter mais de trinta jacas.Pena que não gosto mais de jaca,quando eu era criança eu adorava.Se desse doaria todas a vocês que gostam.bjus...

Anônimo disse...

Olá.
Por acaso descobri que pegar saco plático de supermercado e pressionar sobre a cola da jaca sai facilmente e completamente. Teu Blog é espetacular!
Fátima

Neide Rigo disse...

Boa dica, Fátima. Obrigada. Um abraço, N

Vanessa disse...

Gente, alguém dessas pessoas que tem pés de jaca mora em Sorocaba-SP?
Eu PRECISO experimentar isso (eu sempre odiei jaca, mas isso parece fantástico!)!
Muito obrigada pelas dicas, eu amei!

Alexandre Montenegro disse...

Neide, poderia me dar umas dicas de como fazer pra colher a jaca do pé, quando os frutos estão altos?

Alexandre Montenegro disse...

Se tiver um jeito mais fácil de colher a jaca do que subindo no pé...

Lilith disse...

Passando mal com seu blog. Moro a vinte anos na europa e jaca aqui é rarissíssimo! A última vez que estive no RJ,vi um pé enorme e carregado de frutos, em um parc, no alto da Lapa.Não resisti e levei uma "emprestado". Fui para BH de onibus e o cheiro incomodou muito as outras pessoas. Nem deu para fingir que não era eu, Rs.
Parabens pelas dicas (com água na boca,já...caaa). ☺