terça-feira, 16 de outubro de 2007

Cubeta de dentista para manteiga de ervas finas


Deve haver muita gente como eu, que enxerga o quer encontrar nos lugares mais improváveis. Por isto gosto de fuçar em lojas de produtos agropecuários ou de material para construção em cidades pequenas. Ou em qualquer loja de itens farmacêuticos ou para cabeleireiros. Sempre encontro uma utilidade diferente daquela proposta para determinado produto. E, é claro, quase sempre para uso na cozinha. Às vezes sei do potencial da quinquilharia, mas não consigo descobrir em pouco tempo e ela fica guardada anos até que eu encontre uma utilidade. Ah, sabia que isto iria servir um dia! Quando vou ao dentista, em vez de ficar de olhos fechados para evitar olho-a-olho com quem cutuca a bocarra, passeio com eles bem abertos por cada canto do consultório, até que encontre algum mimoso almofariz de vidro, uma marmitinha de inox, um medidor charmoso ou uma simples espátula. Fazia tempo que eu vinha namorando esta cubeta de silicone flexível da minha dentista e vizinha Yara, que usa para homogeneizar alginatos e gessos. Perfeita para misturar manteigas, dissolver um cubinho de fermento ou diluir farinhas, pensei. Pedi que acrescentasse uma ao seu próximo pedido à Dental. Não foi preciso. Hoje, logo cedinho, quando cheguei para a consulta, ganhei de presente com direito a escolha de cor e voltei correndo para testar com manteiga, que ficou para a carne do almoço.

Para a manteiga: é só misturar ervas picadas (usei alfavaca, segurelha, manjerona, manjericão e estragão) à manteiga em ponto de pomada. Depois pode enrolar e congelar, se não quiser usar no dia. Na hora de servir, basta cortar uma fatia e colocar sobre o alimento quente (batata, mandioca, pão, peixe, carnes).

Para mais opções de cubeta,
veja aqui

3 comentários:

fezoca disse...

Neide, sou dessa turma tambem. Ia muito a uma loja de material para fazendeiros e me esbaldava. faz tempo que nao faco essas tours inusitadas! ;-)

amei essa foto, que esta gritando--PRIMAVERA! ;-)

um beijo,

Anônimo disse...

Neide, tenho um convite carinhoso e sincero para fazer a você. Estou lhe convidando para unir-se a uma "turma do barulho" para produzir uma rede/comunidade/site/portal supimpa. Dá uma olhada aqui: http://opensadorselvagem.org/images/pre/carta_convite.pdf
Você poderia participar dentro da Seção de Gastronomia e também em qualquer outra que lhe aprouver. Aguardo seu contato!

Agdah disse...

Minha avó já dizia: "Tudo tem serventia e quem güarda sempre tem." Aprendi com ela a "enxergar", como diz você, a "serventia" de muita coisa corriqueira.