sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Doce de maracujá doce

O fato é que não quis desperdiçar nada daqueles maracujás doces,  orgânicos e pequenos, que trouxe de Paraibuna, da feirinha da Suzana. Levei os cinco que comprei ao piquenique. A quem quis comer, pedi para que só tirasse a polpa e me devolvesse as cascas. Como esta variedade tem casca espessa, achei que poderia inventar um doce mais massudo que as geleias que faço com os maracujás azedos ou como esta feita com maracujá da caatinga (veja também geleia de maracujá roxo ou casca de maracujá roxo em compota ou orelhinhas). Mas como nada se cria, tudo se copia, pensei em imitar o doce yokan, da cozinha japonesa,  mudando o ingrediente principal. Outro dia a Marisa me deu um pedaço de yokan de favas e tem uma textura que me agrada, macia e gelatinosa, mas firme o suficiente para ser cortado em dadinhos perfeitos para acompanhar chá. Quase como aquelas marmeladas de lata, sem ser tão doce. Ele pode ser feito ainda com outros ingredientes: azuki, favas, castanhas, peras, maçãs etc. Então, pensei, se há tanta variação, por que não com casca de maracujá. E assim se fez. Achei uma delícia. A casca do maracujá doce tem menos sabor que a do maracujá azedo, mas incrementei com um pouco de suco de limão rosa e, com o crocante das sementes, ficou muito bom. Só não vou chamar de yokan, porque posso ofender puristas. Lá vai a receita super adaptada ao que tinha no momento.

Doce de maracujá doce 

220 g de polpa de maracujá doce cozida e escorrida 
200 g de açúcar
1/2 xícara de água
4 colheres (sopa) de suco de limão rosa
1/2 colher (sopa) de mel
1 colher (sopa) de gelatina vegetal agar-agar em pó (5 g)
A polpa de um dos maracujás pequenos (cerca de 1/4 de xícara)


Para conseguir a quantidade pedida de polpa cozida dos maracujás, use cerca de 4 frutas pequenas cortadas ao meio e sem as sementes e membranas (que podem deixar o doce amargo). Reserve a polpa de um deles. As outras, pode comer. Cubra as cascas bem lavadas com água e leve ao fogo médio. Deixe cozinhar por cerca de 1 hora ou até que a parte branca fique bem macia. Retire esta parte com uma colher, descartando a pele amarela (veja nas fotos do passo-a-passo). Escorra e pese. Para a quantidade de 220 g use os outros ingredientes nas quantidades indicadas. Se tiver mais ou menos polpa, ajuste as quantidades dos outros ingredientes, mantendo a proporção.
Bata a polpa no liquidificador com o açúcar (reserve 1 colher de sopa de açúcar para misturar com a gelatina), metade da água, o suco de limão e o mel. Coloque numa panela (não use ferro ou alumínio) e leve ao fogo médio. Deixe cozinhar, mexendo sempre, por cerca de 15 minutos ou até começar a se soltar do fundo da panela. À parte misture a gelatina com o açúcar reservado e dissolva tudo na água restante. Coloque na panela a polpa do maracujá e a gelatina dissolvida. Mexa bem e deixe cozinhar por mais 5 minutos em fogo baixo ou até a gelatina estar bem dissolvida e o doce, mais espesso. Despeje a mistura em molde molhado que tenha o formato quadrado ou retangular.  Usei uma forma de sushi forrada com plástico. Se quiser, coloque já em formas de cubinhos como vê nas fotos acima.   Deixe esfriar, desenforme, embrulhe e guarde na geladeira. Quando for servir, corte em fatias ou cubos.


6 comentários:

Anônimo disse...

Não poderia deixar de elogiar o seu BLOG, tudo muito escrito com muito carinho. PARABÉNS !!!
Ivan.
E-mail: ivanleyte@bol.com.br

Leticia disse...

Oi Neide! Gamei nesse doce e quero fazer, mas não entendi bem se funciona com as cascas do maracujá azedo também. Obrigada e bjs!

Anônimo disse...

Oi Neide, meus parabéns pelo blog. Amei esta receita de "doce de maracujá doce", apesar de não ter quintal conseguimos meu filho e eu,manter um pé desse maracujá que ele tanto gosta,sobre o pé de pinha num canteirinho á frente de casa, e na 1ª carga ficou carregadinho e já estão a madurar,vou fazer essa receita e tenho certeza que aprovaremos. Um gde abraço e obrigada , amei a sugestão.Cleusa. adoraria receber suas sugestões também(cleusabuque@hotmail.com)

Horacio Cesar disse...

O que é gelatina vegetal agar-agar em pó?

Aguardo resposta pelo e-mail
hcesar.email@gmail.com

No aguardo

Horacio

Sabedoria disse...

Neide estou amando seu Blogger, pena que moro em apartamento e não posso ter essas maravilhas cultivadas. Mas so em ler as receitas já fico satisfeita o dificil é conseguir certos ingredientes.
Vc quer me fazer uma doação de kevir, não consigo encontrar em Fortaleza.
Maria Amaral

Neide Rigo disse...

Maria, obrigada. Infelizmente não tenho como mandar kefir por correio (por impossibilidade minha).
Um abraço,n