sexta-feira, 22 de maio de 2009

Vídeo da visita ao Ceagesp



Só para completar o post anterior, um vídeo da visita. E falando em jenipapo, outro dia a Eliana me falou assim: Ô, Dona Neide, eu sei que a senhora gosta destas coisas estranhas e muito do que a senhora faz eu gosto também, agora vai me desculpar, viu, mas genipapo é esquisito e quem gosta é esquisito igualmente a ele. Na verdade, eu nem gosto muito. Sinto um pouco gosto de plástico, mas melhor ela acreditar mesmo que sou esquisita. Porque vai que eu simplesmente não comi um bom até hoje. Ou, o que é pior, não soube preparar corretamente. E isto é bem possível.

Esclarecimento: a caixa de pitaia branca está entre R$ 30,00 e 35,00 e vem com cerca de 3 quilos (só pra lembrar: no mercado, elas custam de R$ 70,00 a R$ 120,00 o quilo, dependendo da cor). E os fornecedores são estes mesmos do Ceagesp. Agradeço o livro vendido fiado pelo Seu Makoto.

2 comentários:

Silvia - BH disse...

Eu não me conformo de você não gostar do jenipapo. Tem muito aqui, quando levo no carro para os apreciadores, gostam muito. Mandava sempre pelo correio para uma amiga, senhora alemã que veio para o Brasil e chegou na Bahia bem jovem onde, como eu, conheceu o jenipapo.

Modos de preparo:

- suco de jenipapo gelado em dia de muito calor. Bater a polpa sem sementes com açúcar cristal e água, coar. Fica espesso e dura alguns dias na geladeira

- cortado em pedacinhos, polvilhar com açúcar cristal e colocar numa peneira para secara por alguns dias. Guardar em vidro(o modo como ela preparava)

- doce de jenipapo aferventar algumas vezes e jogar fora a água. Depois adoçar com açucar cristal por para cozinhar até dar ponto e acrescentar canela em pau, se quiser, cravo.

- pudim de jenipapo
1 lata de leite condensado
1 vez a mesma medida da polpa
1 vez a mesma medida de água
3 ovos
Bater todos os ingredientes no liquidificador. Despejar em forma caramelizada e assar em banho-maria por 1 hora e 30 min. Quando esfriar levar à geladeira.
(Experimentei e gostei).


- como conservar a fruta: descascar, tirar a polpa e a ppelícula que a envolve. Guardar no freezer para sucos ou doces.

- licor - não sei fazer mas ganhei este ano um bolo feito com o licor. Delicioso!
...

Os daqui (e os que comi na Bahia) são bem mais bonitos do que os que vi numa foto no seu blog. A árvore que só dá flor fica cheia de beija-flores, a outra fica carregada de frutos o ano inteiro. Colhemos os que caem do chão. E a geladeira está cheia deles, final de produção, preciso prepará-los logo pois senão ficam com o cheiro muito forte.

As sementes também podem ser ingeridas e aqui em casa, na época, come-se a fruta descascada com açúcar por cima.

umconceicao@gmail.com disse...

Neide
Você já tomou um licor de genipapo depois da janta e acompanhado por um cafézinho honesto é tudo de bom! Bem eu sou uma bahiana na diáspora, adoro o cheiro do genipapo cheiro de minha terra.
Afro Abraço
Maria Conceição