sexta-feira, 8 de maio de 2009

Não tive coragem de comer este camarão


Coloquei um sobre a massa de acarajé e fritei. A massa ficou tingida como se tivesse sido pincelada com k-suco. Coloquei na água para me certificar e o resultado é isto aí. Parece que tem tinta. Sabe-se lá algum amarelo crepúsculo, vermelho ponceau, bordeaux ou qualquer outro corante artificial que me cause danos renais ou hepáticos? Eu, hem? Se ainda for urucum, tudo bem. Mas e se for pó xadrez? Que controle tem a produção destes camarões artesanais? Gente inexcrupulosa circula em todas as esferas. Ou a ignorância. Não, não, melhor não arriscar. Na dúvida, pró rim, o meu. Eliana é baiana do interior e disse que no sertão não tem esta coisa de camarão seco como na capital. Mas também não comeu.

Pergunta aos baianos de plantão: camarão defumado solta tinta assim?

10 comentários:

Paloma Bianchi disse...

nossa!!!!!!!!!
onde vc comprou? pra ter certeza que não vou comprar nesse mesmo lugar...
Seu blog é incrível!

Neide Rigo disse...

Oi, Paloma,
comprei no Mercado da Lapa, que também tem destas coisas. Mas não me lembro o número do box.
Obrigada. Um abraço, N

Ana disse...

Neide...só você mesmo...ressuscitou o pó xadrez...ahahhaha...adorei.
Já o camarão...também pularia fora.

Beijos, bom final de semana.

Mariângela disse...

Nossa,me apavorei!

Daniel Brazil disse...

Já trouxe camarão seco de Salvador, comprado no Mercado Modelo, e não ficou desta cor... Estranho!
Os de lá vem espetadinhos em palitos, onde são defumados.

Maria das Graças disse...

Já aconteceu comigo aqui no Rio, e só de olhar desisti de comprar.

tita disse...

Vc já não comeu coisa muito mais estranha??? hahahahah
Olha que já, heim? Vejo nas fotos... rss...

Michel disse...

É esquisito mesmo. Na bahia têm disso não (pelo menos quando meus pais comprar em Feira de Santana ou na feira de São Joaquim...).
Se você for em Alagoas, na praia do Pontal do Peba, perto de Penedo, vai ver que é só cozinhar o camarão na água com sal e defumar com casca de coco. Corante???
Parabéns pelo Blog, Michel

gabimateus disse...

Uma pena tratarem a comida, e o consumidor dessa maneira.
Eu ja tive experiencias assim com carne de boi. Me lembro que varias vezes comprei carne e ao lava-la antes de preparar, saia uma tinta vermelha que revela-va uma carne velha ja com tons marrons.

dilton oliveira disse...

É assim mesmo, muita da Bahia já perdeu sua autenticidade, aprenderam com os chineses.
Aquela tinta é urucum, para ludibriar os consumidores pois o camarão seco verdadeiro é defumado e esse processo é trabalhoso.
O povão não atenta mais para qualidade, dai a fama do acarajé da Cira.