quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Uma canja apimentada para espantar a gripe



Ananda anda gripada estes dias. Hoje acordou mal e ainda assim às 6 já estava pronta pro estágio no hospital. Mas nem conseguiu chegar. Doente atendendo enfermos não dá muito certo. Voltou do meio do caminho e ficou na cama até o meio dia, quando a chamei para uma canja. Porque continua valendo o método que nossas avós conheciam empiricamente e hoje a ciência comprovou ser realmente eficaz no combate à gripe. Não cura, mas alivia. Como ela, qualquer sopa quente pode ser útil. Mas a canja tem a vantagem da carne de frango que, quando cozida, libera cisteína, um aminoácido que ajuda a fluidificar o muco. E ainda tem a gordura que lubrifica a garganta. Sem falar na pimenta que eu sempro boto e que dá aquela subida na temperatura, aquele suadouro que parece expulsar qualquer espírito maléfico, leia-se vírus. Minha canja não tem fórmula fixa, coloco os legumes que tenho para enriquecer e jamais saberia dar uma receita deste prato a alguém. Tampouco consulto livro de receita para fazer uma. Afinal, quem não sabe fazer uma canja de olho? Se este é o seu caso, saiba fui anotando tudo na medida em que fazia e, como deu muito certo, tem aqui uma receita.
Canja de galinha com legumes
4 dentes de alho finamente picado
2 colheres (sopa) de azeite
600 g de coxinhas de galinha (12 coxinhas)
1,5 colher (chá) de sal
6 xícaras de água quente
2 folhas de louro
2 cenouras pequenas fatiadas
1 talo de salsão (aipo) fatiado
2 batatas médias descascadas e picadas
2 tomates pequenos ralados (cortados ao meio e ralados, de forma a deixar de fora a pele)
1/2 cebola média picada
1 pimenta dedo-de-moça vermelha picada (sem sementes se quiser um sabor menos picante)
1/2 xícara de arroz branco cateto (o cateto é mais cremoso, mas pode ser agulhinha)
4 colheres (sopa) de salsinha picada
Na panela de pressão, refogue o alho no azeite até dourar. Junte as coxinhas de frango e o sal e refogue até que fiquem sequinhas. Acrescente 4 xícaras de água quente e as folhas de louro. Tampe a panela e espere ganhar pressão. Abaixe o fogo e cozinhe por 30 minutos. Enquanto isto, prepare os outros ingredientes. Desligue o fogo, espere acabar a pressão e abra. A carne deve estar se soltando do osso. Escorra, reserve a carne, descarte o louro e volte o caldo para o fogo com todos os outros ingredientes, com exceção da salsa. Deixe cozinhar por cerca de 15 minutos, sem pressão, ou até o arroz estar cremoso e a cenoura, macia. Acrescente a água restante aos poucos para obter a densidade desejada (eu usei toda a água). Enquanto isto, separe a carne e descarte ossos, cartilagens e pele (chupe a cabecinha do osso e coma as cartilagens molinhas se gostar, mas resista às peles, pois já tem gordura demais no caldo da sopa). Junte a carne desfiada (cerca de 200 g) à sopa e deixe ferver. Prove o sal e corrija, se necessário. Espalhe por cima a salsinha picada na hora e sirva bem quente (na minha ainda polvilhei por cima umas rodadas de pimenta-do-reino - só pra prevenir!)
Rende
: 3 a 4 porções
Nota
: Para uma sopa mais leve e delicada, use peito de frango com osso e desengordure o caldo antes de juntar os legumes e o arroz.

13 comentários:

Janaina disse...

Ai que vontade que deu! Está muito apetitosa esta sua canjinha!
Abraço,
Janaina

Laurinha disse...

Canja de galinha, 'vitamina C e cama'. Ô coisas boas...!

Saudades de puxar a cadeira e ler e me deliciar com seus textos... já me atualizei - acho que fiquei mais de hora anteontem, outra ontem e outra hj no bloglines...

Fiquei encantada com as firulas no pão de banana... e adorei o 'faço o diabo com o santo pão', no básico/amendoim!!

Beijinhos

Marcia H disse...

Melhorar para a Ananda.

Canja é bom sempre, comida que aquece a alma é sempre bom

Nhanduti de Atibaia disse...

Neide, jamais entendi porque refogar - selar - a carne antes de colocar a água para fazer sopa. Sempre achei mais lógico deixar soltar o "suco" da carne fa água para fazer o caldo. Cê m'explica?
elizabeth

Neide Rigo disse...

Obrigada, Laurinha!

Márcia, hoje ela já está bem melhor. Depois de tanta canja e chá não tinha como..

Elizabeth, você tem toda a razão, para o caldo ficar mais saboroso, não se deve selar a carne. Eu faço isto quando quero só o caldo. Quando quero que a carne também fique com gosto bom, e quando quero ter prazer no feitio, douro alho, douro o frango, tudo o que tenho direito para me deliciar com os aromas enquanto cozinho. E o caldo ainda levaria cenouras, salsão, salsinha, que também conferem sabor. Só por isto.
Um beijo,

N

Ana disse...

Boa, muito boa essa canja.

Mariângela disse...

Neide, o meu mano sempre diz que "a mãe deveria fazer a canja dela,enlatar e depois vender na farmácia" rsrsrs,canja de mãe é mesmo um bálsamo,melhoras para a querida Ananda!

pipoka disse...

Essa canjinha com um toque de picante tem tudo a ver comigo! Este ano já estive engripada 2 vezes, devia-me ter lembrado de atacá-la com um picantezinho, talvez por isso a danada pegou-me 2vezes...

bjs

PS - adorei a reportagem sobre vc na Saveur!

coraçãodemaçã disse...

Neide,isso é canja?Desculpe,não sei se a gripe ficou espantada,eu fiquei!
Desde sempre associo à canja a imagem de uma águinha deslava,onde nadam alguns grãos ou massinhas várias e,para enganar o freguês, umas farripas de galinha a boiar.
Mas a s.u.a canja é outra cantiga.Dá até vontade de encomendar uma gripe bem virulenta só para poder sorver essa coisinha tãaaaaaaaaaaaaaaaao apetitosa.
Obrigada
Dri

Anônimo disse...

Neide.
Grande lance este de canja apimentada ! Tudo a ver conosco ! Claro que vou esperar um dia mais friozinho... mas, já aproveito para fazer uma sugestão [vamos usar a pimenta cumari - aquela vermelha... do meu interior - Franca !?? Deverá ficar uma delícia !
Além de tentar espantar a gripe, trará para perto de nós a lembrança gostosa de tempos idos onde as sopas servidas na hora do jantar... faziam parte de um saudável 'hábito' vespertino...!!
Vamos reTOMAR estas delícias...!?!?
Bjs
Chanel

Tati disse...

Que as festas de fim de ano lhe tragam paz e felicidade e
que o ano de 2011 seja o melhor ano de sua vida.
BOAS FESTAS!

Anônimo disse...

Muchas gracias por la receta, salió riquísima!!!

mariana disse...

obrigada!! foi a primeira canja que fiz na vida e, provavelmente, vai ser a receita que vou usar sempre. foi tambem a segunda vez que usei a panela de pressao... tudo muito facil. =D