quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Pãozinho de beiju de tapioca amanhecida. Ou quinta sem trigo 38

Tentei adaptar aquela receita de pãezinhos de tapioca usando beijus de tapioca amanhecidos em vez da farinha bijuzada tapioca. Está certo, devo ser mesmo lunática, afinal, quem diabos vai ter tapiocas amanhecidas em casa?  E se alguém faz tapiocas, porque diabos deixaria sobrar os beijus que devem ser comidos quentes?  Mas, vai que.  Vai que você resolva aprender a fazer tapiocas, descubra que é super fácil, você vê inchada sua auto-estima e se empolgue de tal modo na empreitada que não se dá conta de que ninguém aguenta mais suas tais tapiocas. Aí, sim, você terá sobras de beijus de tapiocas duros e borrachentos sem saber o que fazer com eles. Pronto, já vai saber.

Então, a primeira coisa é aprender a fazer tapiocas e isto é tarefa das mais simples. Já mostrei no Come-se algumas vezes e de jeitos diferentes. Escolha o que prefere:  a partir da raiz da mandioca, umedecendo a goma/ polvilho - aqui tem um vídeo onde mostro passo-a-passo, encharcando e secando a goma/ polvilho. Agora, vamos à receita:

Os beijus picados e a massa

Polvilhei alguns com polvilho doce e outros,  com castanha amazônica 



Pãezinhos de beiju de tapioca amanhecido 

400 g de beiju de tapioca amanhecido finamente picado
1,5  xícara de leite
3 ovos pequenos ou 2 grandes
3 colheres (chá) de açúcar
1 colher (chá) de sal
25 g de manteiga em ponto de pomada
Polvilho doce ou castanhas para enfeitar

Para picar os beijus de tapiocas, enrole-os como rocambole, corte tirinhas e depois pique em quadradinhos. Cada xícara padronizada de 240 ml comportou 100 g de quadradinhos.  Coloque numa tigela. À parte, bata bem  o leite com os ovos, o açúcar, o sal e a manteiga. Despeje sobre a tapioca e deixe hidratar por meia hora. Agora amasse bem com as mãos ou use um mixer (foi o que fiz). Se a massa estiver muito dura, junte mais um pouco de leite. A massa deve ficar bem grudenta, mas se você umedecer as mãos com água, poderá enrolar em bolas. Para modelar, retire as porções, com colheres de sopa, de mais ou menos 35 g. Coloque em forma untada com manteiga e polvilhada com polvilho doce.  Espalhe por cima polvilho doce peneirado ou castanhas do pará picadas, só pra enfeitar. Leve ao forno bem quente e deixe assar até que os pãezinhos fiquem com a crosta dourada. Quando estão quentes devem ser comidos sem recheio, pois são bem cremosos por dentro e ficaram deliciosos assim. Quando esfriam, podem ser cortados e recheados, aproveitando o grande oco que se forma. O gostoso dele é isto - crosta bem crocante e firme, sem ser dura, e miolo bem cremoso, meio liguento (ruim de ser cortado quente). Se quiser, coloque na massa sementes de linhaça, gergelim, flocos de quinua, castanhas etc.  Rende: cerca de 25 pãezinhos

Ficam ocos, bons para rechear 


Corte os pãezinhos quando já estiverem frios, recheie e nhac! 

11 comentários:

vpaulics disse...

não acredito!!!!!! sábado, abandonei tres tapiocas amanhecidas, sem coragem de jogar fora e sem coragem de carregar comigo: serviriam pra quê? agora eu sei...
adoro comida sustentável - além das quintas sem trigo, pode incluir aí um do tipo dia 10 do mês com comida reciclada. arroz de forno, estes bolinhos, sopas, tortas, há vários restês na sua cabeça e você poderia partilhá-los. conheço um bolo de banana que usa a casca e pão ralado. não é sustentável? pois.
beijo.

Neide Rigo disse...

Sério, Veronika? Só você mesmo pra ter tapiocas sobrando (e eu, claro!).
Vou pensar na sua ideia. O que mais faço aqui em casa é isto. bj,n

Neide Rigo disse...

Veronika,
quinta que vem tem outra ideia pra reciclar as tapiocas.

angela disse...

Joia! estou pra receber um celíaco um dia desses..Valeu!

Marcinéia disse...

Sou fã deste seu espaço e adoro suas receitas e dicas.
Se você sabe fazer laranjinhas (kinkan) desidratadas me passe a receita? ficaria muito grata.
Abraços.

Anônimo disse...

Amo seu blog. É uma pena que você não seja muito chegada em queijo. Já eu, como boa mineira, sou capaz de descer uma ladeira atrás de algum queijo rolando. Acho interessante e instrutivo suas receitas com farinhas e até já experimentei algumas, mas, definitivamente, não gosto de farinhas, especialmente, de mandioca. Fazer o quê, né! de qualquer forma, continuo amando seu blog. Izabel

KANTUTA - LLUVIA DE SABORES Y AROMA DE CAFÉ DE CHARITO disse...

Adorei esta receita e vou faze-la hoje, deposi te falo o resultado aproveito para te dar os parabéns pelo teu blogue

lukas disse...

Estou conseguindo fazer algo próximo a tortilla mexicana misturando 1 c farinha de milho pŕe cozida, 1 c farinha mandioca flocada , 1/2 c de polvilho azedo ou doce para dar liga ,fio de azeite, sal e agua.

Da uma liga boa para abrir entre plásticos e fica com um gosto bom. A textura ainda precisa melhorar mas tá perto. Se tiver dicas agradeço. Tá me salvando o café da manha junto com a tapioca.

.

Lais Castro disse...

Boa noite, Neide. Experimentei fazer hoje essa receita, só que usei a própria goma de mandioca.. quando misturei tudo, fiquei na dúvida se aquilo ia dar certo... pois não é que deu! Acabamos de comê-los. Valeu a dica!
Abraço.

Neide Rigo disse...

Laís, bom saber. Obrigada por compartilhar o resultado. Um abraço, N

Eneida disse...

ola, estava em casa com uns beijus secos de coco, rolando, queria reutilizar para não jogar fora, ai encontrei seu blog, acabei de fazer os paezinhos, o meu ficou um pouco mole, eu deveria ter colocado menos leite, mas o gosto ficou otimo. Parabéns