quarta-feira, 4 de maio de 2011

Batata-doce com creme

Olá, Neide! Como você está sempre a fazer coisas simples e gostosas, tem uma que minha esposa faz, que talvez você já conheça, que eu acho muito gostosa. Ela aprendeu com a avó dela. É feita com batata doce.
Nós utilizamos uma variedade de batata doce de casca vermelha, que é amareladinha por dentro e é bem sequinha e bem doce. Uma delícia. Ela cozinha a batata doce na água, depois descasca, corta e fatias, coloca numa assadeira, coloca nata por cima, polvilha açúcar e coloca no forno para assar. Para mim fica uma delícia, tanto para acompanhar pratos salgados, como para comer como sobremesa, especialmente se a batata é de boa qualidade!  Anestor


A dica foi dada pelo leitor Anestor que tem uma das mais belas coleções de frutas de que já tive notícias (veja o album dele: https://picasaweb.google.com/anestor.mezzomo). E em Porto Alegre, onde se pode comprar batatas já cozidas ou assadas além de ótimos cremes e natas, já pude colocar em prática. Descasquei as batatas cozidas, cortei em rodelas e cobri, à olho, com creme de leite fresco. Polvilhei com açúcar cristal orgânica que Mariângela deixa perfumando com favas de baunilha e levei ao forno bem quente por uns 10  minutos. Foi nossa sobremesa de aleluia! 


Aproveitei também o passeio de Porto Alegre para comprar batatas doces coloridas e resolvi inovar cortando-as em cubinhos em vez de fatias e usando gengibre ralado e cascas de limão sobre a nata, que também veio de lá (Elegê).
E desta vez medi minimamente, embora é o tipo de receita que pode ser feita ao gosto do freguês. Nesta, usei 400 g de batatas cozidas de três cores, 60 g de nata e 2 colheres (sopa) de açúcar cristal para polvilhar. E raspas de meio limão rosa e uma fatia de gengibre ralado. No forno bem quente, só para dourar (quanto mais açúcar, mais dourado, claro) Tri-bom! 

Aqui, em rodelas, com nata, gengibre e açúcar mascavo. A partir de agora, minha sobremesa preferida. Agradecimentos ao Anestor e Nhac! 

Já falei de batatas doces aqui: 
Batata-doce roxa - pão, docinhos
Batata-doce amarela - farinha,  da Embrapa, pão

10 comentários:

Gabi disse...

Minha boca acabou de ser inundada!

e já é hora do almoço... a barriga se movimentou e até está ardendo... Ai credo! :P

Vou almoçar!

Sil disse...

Eu amo batata doce!!! Mas desse jeito é apelar! Vou ter que fazer, só vou precisar improvisar, não faço idéia de onde acho nata aqui em Campinas. Beijos...

Edna H. Bergan Born disse...

Parece ser uma delícia! Deu água na boca tb rsrsrsrs.. Ah que saudades da batata doce roxa, minha mãe fazia docinhos com ela(bolinhas com um cravo e açúcar cristal por fora). Aqui em SC nunca vi para vender... bjos

Anônimo disse...

Como posso substituir a nata nao tenho nata por aqui , o que e aquelas fotos do sito do Sr que vc falou entrei dei uma olhada e fiquei surpresa com tanta variedade de frutas. Beijos Denise

aguiar disse...

Hummmmmmmmm que delícia!
A batata faz a alegria de todos e nessa sobremesa então?
Simples, fácil e saboroso.
Òtima receita!
Bjs

Mariângela disse...

nossa Neide,as outras versões ficaram muito chiques.Esta sobremesa é algo de absolutamente simples e deliciosíssima.Beijão querida!

Ana disse...

Oi Professora Neide!

Coincidentemente aprendi a fazer e a gostar de batata doce assim, quando morei no RS.Aliás, aqui no Paraná e Rio Grande do Sul é onde facilmente encontramos a nata pasteurizada. Inclusive na capital ainda costumo achar fresca, direto do produtor em alguns locais e uso pra bater manteiga. Essa batata pra acompanhar pernil ou lombo suíno assados é infinitamente deliciosa também.

Meire disse...

Meu falecido sogro japonês fazia uma batata doce assada, da qual retirava o miolo e amassava obtendo um purê. A esse purê mistura-se leite condensado e creme de leite em partes iguais. Volta-se o purê para as cascas, pincela-se gema de ovo e forno.
Delícia como sobremesa ou acompanhamento de carne de porco ou frango!!!

Neide Rigo disse...

Sil, use creme de leite fresco.

Edna, eu já arrisquei os docinhos, mas o meu não tinha cravo. Veja o link no post.

Denise, pode substituir por creme de leite fresco. Quanto ao sítio do Anestor, é um encanto, não é?

Mari, fiquei feliz de testar a receita aí com vocês!

Ana, com pernil deve ficar bom mesmo.

Meire, outro dia mesmo vi esta receita num vídeo do you tube. Já está na listinha.

Um abraço, N

Judy disse...

Obrigada Neide e Sr. Anestor!
Adoramos a receita, acrescentei um bocadinho de gengibre raladinho no creme de leite, ficou maravilhoso!


Abraço,