quarta-feira, 26 de maio de 2010

Pão de batata-doce



Aquela batatona doce de um quilo e meio que veio de Fartuta já virou pão. Com uma parte de farinha integral porque acabou a branca. Outra parte dela vai pra panela. A receita é praticamente a mesma do pãozinho de cará, pão de taro e pãozinho de mandioca.
Pão de batata-doce
1 envelope ou 1 colher (sopa) de fermento biológico seco
4 colheres (sopa) de água
1 ovo
1,5 colher (chá) de sal
2 xícaras de batata-doce cozida, espremida e fria
1 xícara de leite morno (240 ml)
150 g de farinha de trigo integral (se quiser, use apenas farinha branca)
Meio quilo, aproximadamente, de farinha de trigo branca
40 g de manteiga sem sal
Leite para pincelar e farinha para polvilhar (opcional)
Misture o fermento com a água e deixe hidratar por uns 5 minutos. Coloque no liquidificador o ovo, o fermento, o sal, a batata doce e o leite. Bata até virar um creme grosso. Coloque esta mistura numa bacia e junte a farinha de trigo integral. Vá juntando farinha de trigo branca aos poucos, mexendo sempre com uma colher de pau. Quando ficar difícil de mexer, comece a sovar com as mãos, juntando mais farinha até conseguir uma massa lisa que não grude mais nas mãos. Junte a manteiga em pedacinhos e sove para homogeneizar a massa. Se precisar, acrescente mais farinha. Cubra com plástico e deixe a massa crescer até dobrar de volume. Se tiver máquina de pão, pode fazer esta primeira fase no modo massa (ciclo de 1h30m). Passe a massa para uma superfície enfarinhada e divida em três porções. Modele os pães e coloque em assadeira untada e enfarinhada, deixando espaço entre eles. Deixe crescer novamente. Se quiser, pincele leite, polvilhe farinha de trigo branca ou integral e faça cortes na superfície. Leve ao forno pré-aquecido à temperatura alta e deixe assar por 10 minutos. Abaixe a temperatura e deixe assar por mais 50 minutos hora ou até que fiquem dourados.
Rende: 3 pães

8 comentários:

Mariângela disse...

Neide,os meus pães andam tão sem gracinha,cada vez que vejo os teus,me escondo embaixo da cama rsrsrs tenho que dar uma mudada urgente!Tu tens usado o fermento natural?beijo!

Neide Rigo disse...

Mari, dei um tempo do fermento natural, porque estou muito sem tempo e às vezes tenho 3 horas entre fazer o pão e comer. E o fermento biológico desidratado faz bem o seu papel. E você, como tem feito?
beijos, N

eduardo lopes disse...

maravilha de pães!!!Parabens, Neide!!

sueli disse...

Oi Neide, adorei a receita do pão de batata-doce ja fiz e ja comi ta uma delicia, obrigada por repartir bjs.

Anônimo disse...

Experimente cozinhar as batatas no vapor. Isso vai exigir menos farinha de trigo, além de mantê-las bem doces.
Geraldo Márcio / 31 9827 7360 (Vivo)

graziela disse...

oi neide, faz mais ou menos 1 ano que descobri o seu blog, e sempre passo aqui pra dar uma olhada, gosto muito do jeito como vc fala de comida, gosto das suas fotos etc. quero dizer: sempre gostei de ler e olhar, mas nunca tinha me aventurado com nenhuma receita -- sei lá por que achei que não levava jeito pra cozinha. recentemente resolvi pôr a mão na massa (literalmente): fiz seu pão de abóbora e deu super certo! fiquei tão contente! depois dele fiz esse aqui (de batata doce) e também fiz broas. tão gostoso fazer meu pão, depois comer o pão que fiz, ver os outros comendo (e gostando) do meu pão! puxa, obrigada. descobri um prazer novo. faz quase 1 mês que não passo na padaria :)
e parabéns pelo blog, ele é uma delícia!

graziela

Neide Rigo disse...

Graziela,
saber disto me faz tão bem (e um pouco envaidecida até!).
Continue assim. Um abraço,
N

graziela disse...

haha mas é pra ficar envaidecida mesmo! seu trabalho é muito legal -- as receitas e, principalmente, o jeito como você pensa a comida, os ingredientes, a natureza, o ato de comer, e ainda o fato de compartilhar tudo aqui.
um beijo grande!