terça-feira, 28 de setembro de 2010

Sete-copas. As folhas

Depois de ter falado da planta, da utilidade da polpa dos frutos maduros e das amêndoas, só me restaram as folhas. Elas têm meio ou um ano, dependendo do clima, para ir do verde vivo ao amarelo, laranja e vermelho, quando, já com textura coreácea, são empurradas pelas novas folhinhas que despontam em duplas como uma borboleta pousada nos galhos nús. O amadurecimento das folhas acontece no tempo seco. Vários estudos mostram a composição das folhas, ricas em flavonóides (quercitina, canferol), taninos, saponinas e fitoesterois, além de pigmentos luteína, zeaxantina e violaxantina. Por isto, são muito apreciadas como medicamento caseiro e com potencial farmacológico por sua atividade como antioxidante, antiinflamatória etc.
Mas o uso mais popular das folhas de sete-copas não é como remédio e sim por sua função como diminuidor de Ph da água. Então, é comum encontrar "tropical almond leaves" vendidas em amarradinhos de 10 ou 20 folhas secas em sites de aquarismo por preços variáveis. Neste site, por exemplo, 20 folhas saem a 6 dólares, mas custava o dobro antes de estar em oferta. Aqui você pode ver muitas imagens destas folhas quase sempre relacionadas à criação de peixes. Se procurar também com seus outros nomes mundo afora, vai encontrar ainda mais.
Se eu conseguisse vender em dólar todas estas folhas que encontrei ontem amontoadas numa praça depois de uma poda radical de amendoeira, acho que conseguiria jantar num bom restaurante.
No mesmo amontoado havia folhas verdes e vermelhas, frutos verdes e maduros e espiguinhas de flor
Não tenho a mínima ideia se é verdade ou mito o que se diz a respeito da folha, mas o que se vende é que é um recurso natural muito utilizado por criadores asiáticos de peixes tropicais (aruanã, betta, disco etc) para estimular a procriação, aumentar a fertilidade e promover a saúde e vitalidade de peixes. As folhas podem servir também para simular as condições da água escura, ambiente natural destes peixes tropicais. Dizem que elas apresentam propriedades anti-bacterianas e anti-fúngicas. Além de tornarem a água mais ácida, parece que absorvem substâncias químicas prejudiciais aos peixes e ajudam a realçar a cor natural dos peixes. São ideias para o transporte de peixes em recipientes sem filtro. Basta uma folha por 10 a 16 galões de água e só depois de uma semana deve ser trocada. Deixo a pesquisa para aquaristas. Meu negócio com peixe é outro.
Comecei embrulhando sardinhas
Neste trabalho sobre a Terminalia catappa na agrofloresta, que além de fotos muito didáticas traz informações detalhadas sobre a planta e seus usos, como por exemplo que os frutos frescos são usados numa bebida fermentada nas Filipinas, encontrei a seguinte informação "The leaves are infrequently used to wrap and carry food".
A mesma dica, de servir como envólucro ou apoio biodegradável encontrei no livro de Cozinha Regional Japonesa, de Shizuko Yasumoto (olhe só, descobri agora que o
livro está todo aqui, com foto e tudo, em Pdf - veja a página 97). Ela sugere trocar a folha de ho (um tipo de magnólia) pela folha de chapéu-de-couro, outro nome para o sete-copas. E a foto parece mostrar uma folha da própria sete-copas e não de ho (mas podem ser muito parecidas, não sei).
Foto de Houba Miso, do livro de Shizuko Yasumoto
Veja o que diz a autora: "Houba miso - Grelhado de miso na folha de ho. É um prato típico da região de Hida, que utiliza as folhas cheirosas da árvore ho, que se espalham ao sopé das montanhas do nordeste até Gifu, e florescem no início do verão. As folhas que caem são colhidas e armazenadas. Antigamente, de todas as casas dos camponeses, emanava um cheiro agradável destas folhas sendo grelhadas. No Brasil, elas podem ser substituídas pela folha de chapéu de couro ou de ameixa"
Outra utilidade das folhas como embrulho é para fazer tempeh, à base de sojha fermentada. Veja aqui: "The inoculated beans are then placed on covered trays, in a layer no thicker than 2 inches, so that sufficient oxygen is available on the bean surfaces for mould growth. Small holes in the trays are also beneficial in ensuring sufficient oxygen supply. In addition to oxygen, the mould grows better in high humidity levels (75-78%). However, no liquid water should be in contact with the beans (Farnworth 2008). Traditionally, the inoculated beans would have been wrapped large leaves, such as wilted banana leaves or tropical almond leaves. Fonte: Tempeh: A Mold-Modified Indigenous Fermented Food Made from Soybeans and/or Cereal Grains, de Kathleen A. Hachmeister and Daniel Y. C. Fung - veja o trabalho completo aqui.
De minha parte, vou começar a usar para embrulhar peixes ou broinhas de fubá. Gostei também da experiência de intercalar as folhas bem limpas e secas nos potinhos empilháveis - para não colabar ou riscar. E como pratinhos para petiscos. Que mais?
Como separador de pratos e potes

Pratos biodegradáveis feitos com folhas de Terminalia catappa

12 comentários:

a. luz disse...

Tenho até vergonha de comentar, mas quando eu estava na 7a. série mais ou menos tinha uma árvore dessas enfrente a escola e esses frutos a gente brincava que era cacau...

Estranho tantos anos depois eu descobrir que são uma coisa totalmente diferente e que elas podem ser utilizadas na culinária né?

Enfim!rs...

BOM SABER!!

Beijokas!

Flávia Amaro disse...

Linda postagem. Adoro!

Rosalia disse...

como eu poderia fazer uma sardinha embrulhada na folha? Tempero e tempo?

Anônimo disse...

Quando eu era criança e morava no Paraná tinha uma arvore de sete copa no quintal dos meus bisavós.Além da sombra maravilhosa dava os frutos quando eles estavam amarelos eu e os meus primos comiam
a polpa e quando ficava seca nós quebrava a semente e dentro tinha a castanha. Tempo muito bom q fica na lembrança...também dos meus bisavós sentados embaixo da sombra da arvore nos dias quentes de verão...saudades. Regiani

Anônimo disse...

Bom Dia !
Descobrimos, neste post,uma nova nova faceta:que também és poetisa
"...são empurradas pelas novas folhinhas que despontam em duplas como uma borboleta pousada nos galhos nús..."
Conheces alguma receita para uso das suas amêndoas? (Na culinária da India eles usam as amendoas)

Santé!

JATeixeira

Neide Rigo disse...

JA, obrigada. Tenho este post sobre as amêndoas: http://come-se.blogspot.com.br/2010/09/sete-copas-amendoa.html

Um abraço,n

Anônimo disse...

Então pessoal já me disseram que o chá(da folha madura) ou seja aquela que cai amarelada, é bom pra quem tem problemas de coluna. Disseram-me que tem propriedades de recuperação das cartilagens no nosso corpo.Tô pensando em fazer chá e experimentar.

Dayana Ferreira disse...

Comi muito coquim da amêndoa quando criança; ficava debaixo da árvore quebrando com pedra p tirar. Maravilha!

edileusa disse...

Eu tbém fui pesquisar pq me disseram q tem poder curativo e recupera as cartilagens(joelho, coluna quadril etc...) Mas a quantidade de folhas para o cha e quantidade de agua?

Anônimo disse...



Eu tbém fui pesquisar pq me disseram q tem poder curativo e recupera as cartilagens(joelho, coluna quadril etc...) Mas a quantidade de folhas para o cha e quantidade de agua?

20 de outubro de 2015 12:08

Anônimo disse...

outra informação importante sobre essa planta...ela é usada para remissão da asma...vejam o vídeo... https://www.youtube.com/watch?v=cb5D0U2BUxY

Wesley de Morais disse...

Ouvi dizer que as folhas amarelas ajudam a controlar a pressão alta. É verdade???