quarta-feira, 14 de julho de 2010

Dilênia 3: Curry de jaca verde com dilênia

Esta receita fará mais sentido se você vir os posts anteriores:
Curry de Jaca verde com dilênia
2 colheres (chá) de manteiga
2 colheres (chá) de sementes de mostarda
2 galhos de folhas de curry (neem doce) - opcional
1 cebola branca picada em quadrados
½ pimentão verde picado
2 pimentas dedo-de-moça sem sementes, cortadas em quadradinhos
350 g de cubos de jaca verde cozida - cerca de 2,5 xícaras (veja aqui como preparar)
2 colheres (chá) de pó de curry
1 colher (chá) de cúrcuma em pó (açafrão-da-terra)
1 colher (chá) de sal ou a gosto
1 colher (chá) de açúcar
1 xícara de suco de dilênia (cozida, batida no liquidificador e peneirada)
1 colher (chá) de grãos de coentro tostados e triturados na hora
1 colher (chá) de cuminho tostado e triturado na hora
Leite de coco a gosto, opcional
Salsinha ou folhas de coentro a gosto
Numa panela, aqueça a manteiga e coloque a mostarda e as folhas de curry. Quando os grãos começarem a pipocar, junte a cebola, o pimentão e as pimentas. Deixe amolecer. Junte, então, a jaca e refogue por 1 minuto. Acrescente os outros ingredientes, menos a salsinha, e mexa delicadamente. Tampe a panela e cozinhe por 10 minutos. Se precisar, junte mais água quente ou suco de dilênia. Ou leite de coco, caso decida usar (aconselho!). Prove o sal e corrija, se necessário.
Rende: 6 porções
Nota: esta receita também ficará boa se acrescentar cubinhos de carne de porco ou de frango temperadas com sal e pimenta e previamente dourados em alguma gordura.
Comi com arroz integral. A uma parte juntei leite de coco - aconselho! Marcos sugeriu uns cubinhos de carne de porco ou frango e eu tenho certeza de que ficará ainda melhor.
Assim como a dilênia, jaca verde não se acha nas feiras e supermercados, portanto fique de olho nas jaqueiras, como esta da minha rua que está carregada de jaquinhas imaturas.

3 comentários:

Apicio disse...

Outra fruta muito comum em Ásia que eu ainda não vi no Caribe e em Brasil é frutapão com sementes (artocarpus altilis). Parece que quando Capitão Bligh trouxe essas plantas novas às Antilhas, todas elas eram o tipo sem semente (artocarpus communis). Adivinho que a mesma coisa aconteceu com seu Senhor Luiz de Abreu Vieira e Silva. De qualquer jeito, eu só mencionei este porque a frutapão com semente é usado na cozinha como jaca verde exceto que sai muito melhor porque suas sementes têm melhor gosto e textura e a polpa mesmo não libera tanta seiva. .

Naturalmente tudo isto depende da cozinheira também. Seus posts e quadros contam-me que você é uma cozinheira creativa e aventurosa que aproveita de todos os recursos perto e desponivel.

david era uma vez... disse...

Ja estou pensando em sair pra trabalhar com sacolas herméticas, roupas de 'trepar' em arvores, faca, etc.. ou seja, com um kit sobrevivência.
Depois da postagem da Dilênia.. ando olhando muito para elas... e olha que por aqui, me parece que da frutos o ano todo.. o mesmo com a jaca. Até as folhas de curry eu andei provando... tinha uma mudinha sendo vendida lá no Frango Assado da Bandeirantes!!

Agora a dúvida é como tratar a jaca verde... descascar como se fosse outro legume qualquer e cozinhar? e aquele leite colento todo?
E antes que me esqueça... Te reverêncio 10mil vezes minha cara mestra... cada dia me surpreendo mais com seus ingredientes!!


Abraços Fêssora Magnânima!

Neide Rigo disse...

Apício, também já ouvi falar da fruta-pão com sementes, mas ainda não vi por aqui. Seguimos a procura, pois agora fiquei ainda mais curiosa. Obrigada pelo comentário, um abraço, N

David, eu saio sempre preparada para aventuras, com sacola e canivete.
Quanto à jaca, veja lá em cima no post que peço pra clicar nos links sobre jaca verde. Lá em ensino como lidar com ela. A substância visgenta sai facilmente com óleo. Mas tá tudo lá. Veja: http://come-se.blogspot.com/2007/11/j-que-falei-de-jaca-verde.html

Um abraço, N (sem-graça pra elogios)