segunda-feira, 14 de abril de 2008

Ora-pro-nóbis



Basta uma temporada de chuva para o meu pé de ora-pro-nóbis ficar exuberante e, se deixar, indomável. Mas alguém tem que ter bom senso nesta casa. Felizmente o Marcos tem. Do contrário, sem podas periódicas, meu sobradinho pequeno já estaria sufocado por galhos trepadores e espinhos maus. Eu tenho dó de podar. Neste fim de semana Marcos meteu a tesoura e recolheu as folhas. E haja folhas. Fiz uma salada com o ingredientes que tinha na geladeira e no quintal, mas poderia ter cozido as folhas com frango, feito uma quiche, uma sopa, uma pizza e tantas outras coisas.

Não parece, mas esta planta, Pereskia aculeata, é um cacto e dos bem espinhentos. Nativo da América tropical, pertence ao gênero das Pereskias, o mais primitivo dos cactos, único com folhas desenvolvidas. E é aí que a gente entra. Estas folhas brilhantes, gorduchinhas, crocantes, verde-escuras e nutritivas são também deliciosas. Diferente dos cactos modernos, com caules grossos e altamente suculentos, ele é mais fino e fibroso, com grandes espinhos na base das folhas, ou melhor, falsos espinhos chamados de acúleos, daí seu nome P. aculeata, para diferenciar das Pereskias sem acúleos. Mas já aviso que pinica e machuca igualzinho a um espinho verdadeiro e dos bem afiados. Em Tiradentes, Sabará e cidades mineiras vizinhas é comum encontrar as folhinhas em pratos com carne de porco ou frango. Mas já perguntei pra muita gente em Gonçalves, que fica no Sul de Minas, e ninguém a conhece. No Nordeste também é comum, mas nesta região perde as folhas periodicamente e produz mais flores (apreciadas pelas abelhas) e frutos, ambos comestíveis.

Hoje ele está presente em muitos países, quer como planta ornamental, por seus frutos comestíveis (barbados gooseberry
) ou por suas flores melíferas - Israel a cultiva com este fim.

Esta era a do sítio - embaixo dela havia uma pitangueira
Já plantei no sítio e tive que acabar com a ladainha porque, como passamos algum tempo sem ir lá, um dia chegamos e a planta tinha encoberto uma palmeira grande, sufocado um pé de pitanga e esganado vários pés de café. E quem chegava perto com aquele tanto de espinho? Tivemos que cortar na base e esperar secar para depois puxar os galhos.

Por isto, apesar de todo mundo por aqui louvar suas virtudes, e eu faço coro, em lugares como Austrália e África do Sul ela é considerada uma planta exótica invasora, danosa para o meio ambiente e que deve ser ferozmente combatida. Se, por um lado, é ótimo que ela seja vigorosa, perene, que nos dá alimento o ano todo, por outro, forma touceiras intransponíveis, que vão se alastrando e sufocando a flora nativa. Em compensação, aqui no seu habitat, é útil para cerca viva, para as abelhas e como alimento. É só não perder o controle. Basta dizer novamente que a tenho plantada aqui num quintal minúsculo.

Está certo que se costuma exagerar em suas virtudes nutricionais em relação às proteínas, a ponto de ser chamada carne dos pobres. Na verdade, as folhas frescas têm teores parecidos com outras folhas que costumamos comer, como o espinafre, um pouco mais talvez. O fato é que as folhas podem ser desidratadas, concentrando as proteínas e outros nutrientes e esta farinha poderia ser usada para aumentar o valor nutricional de pão, macarrão e alimentos infantis. O mesmo aconteceria com outras folhas, com a diferença de que ela é uma planta rústica e produz folhas com fartura. O que não pode é comparar a proteína de 100 g de pó (imaginem quanto de folha fresca é necessário para obter esta quantidade!) com 100 g de carne fresca ou 100 g de espinafre fresco. E muitos trabalhos fazem isto. Aí é covardia com o comparado. De qualquer forma, embora não substituam a carne, as folhas frescas são muito saudáveis (têm mucilagens, betacaroteno, folacina, cálcio, fósforo e ferro) e combinam com tudo nos pratos salgados. Não é amarga ou ardida, nem tem sabor forte. Qualquer criança come sem reclamar.
Para usar, coloque-as inteiras ou picadas diretamente sobre um caldo já quente e espere que amoleçam. Ou ainda, refogue-as rapidamente em azeite ou óleo com alho e cebola, antes de juntar ao prato que está preparando. As folhinhas mais novas podem ser usadas para enrolar pedaços de queijo ou kani temperados com azeite e sal e presas com palito. Viram um tira-gosto de festa. Como substituto do espinafre, faz suflês, bolos salgados, panquecas, recheio de lasanhas ou entra em massas de macarrão e pão, dando coloração esverdeada.
Quem quiser uma muda, que venha buscar, pois na feira você não vai achar.

Para a salada de ora-pro-nobis, usei:
Folhas de ora-pro-nobis
Folhas de azedinha
Folhas de jambu (a florzinha amarela que faz a língua tremelicar)
Tomate
Cebola roxa temperada com um pouco de açúcar
Bolinhas de mussarela de búfala (podia ficar sem)
Temperei com vinagrete de limão rosa com alfavaca picada e pimenta-do-reino.

123 comentários:

Wine Broker disse...

Incrível! Eu não conhecia esta planta. (qual o seu nome popular, se é que tem outro)E pelo visto, você aproveita tudo...Parabéns!!! mais uma vez.
Um abraço

Rubén

Laurinha disse...

Que aula...!adorei aprender!
Beijinhos,

Neide Rigo disse...

Rubén,
não conheço outro nome para esta planta. Pelo menos por aqui e, em Minas, todos a chamam por este nome mesmo.

Obrigada, Laurinha!

um abraço,
Neide

carlinhos de lima disse...

Menina!
Já houve época em que andava que nem doido atrás de uma mudinha dela pra colocar num vaso na minha varandinha...
Pedi a tanta gente de Minas e não consegui. Não digo que cansei de procurar mas me desanimei um pouco.
Agora você reacendeu essa chama...
Existe alguma forma de você me mandar uma mudinha, caso seja conveniente e adequado mantê-la em vaso?

Neide Rigo disse...

Carlinhos, assim que tiver portador para o Rio - e de vez em quando tenho - posso lhe mandar. Nunca vi no vaso, mas imagino que vá bem e cresça bem domadinha.
bjs, n

Elena sem H disse...

Eu também a conheço como trepadeira-limão e há um produtor no CEASA (box 146A coluna 59) que vende belas mudas com mais de metro. E depois de 3 meses de plantada já requer que alguém a conduza ou então ela toma conta do pedaço! Ainda não a provei, mas sexta pretendo fazer uma colheita e salada experimental.

Neide Rigo disse...

Rúben, veja aí outro nome popular, no comentário da Elena: TREPADEIRA-LIMÃO. Não sabia.

Obrigada, Helena, pela dica do vendedor do Ceasa.

Um abraço,
Neide

Daniela disse...

Neide, que delícia. Me deu umas saudades de MInas Gerais, de comer um frango com canjiquinha e ora-pro-nóbis. Me deu vontade de plantar uma mudinha no jardim da casa da minha mãe, pois moro em apartamento.
Ah, esqueci de falar que adoro este blog.
Beijos

Neide Rigo disse...

"E"lena, desculpe ter grafado seu como com H!! (de tanto eu ficar pensando: não tem h, não tem h...)

Daniela, quando quiser mudinha... E por que não tenta plantar num vasinho? Adoro o Fouet também. Obrigada.
Beijos,n

Goreti disse...

Neide , que demais!! Tbm não conhecia...mais uma pra minha enciclopédia, adorei a versatilidade..agora resta descobrir onde encontrar por aqui..

Beijos!!!

Ana disse...

Preofessora Neide:
Também só conhecia de ouvir falar sobre as comidas tradicionais mineiras.
Nunca havia visto um pé sequer e nem sabia destas características todas. Fiquei com vontade de ter um pezinho no meu quintal também. Quem sabe um dia eu vou pra São Paulo ou vc vem pra Curi, ou....esse mundo é mesmo tão pequeno né ...há inúmeras outras possibilidades.

um abraço pra você, obrigada sempre por tudo o que nos conta e ensina.

Neide Rigo disse...

Ana,
minha irmã mora em São José dos Pinhais. Algum dia há de dar certo de eu te mandar uma mudinha. Se soubesse, meus pais estão por aí.
bjs, n

Maria Luiza Pedrosa disse...

Ei Neide,

Em alguns lugares de MG o ora-pro-nóbis também é conhecido como "lobrobrô". Talvez lá no Sul de Minas se não conhecem esse tal de ora-pro-nóbis, o lobrobrô eles devem conhecer...

Em Sabará acontece todo ano o Festival do Ora-pro-nóbis, entre maio e junho, com cada receita maluca! Tem até sorvete de ora-pro-nóbis, uma loucura... a cidade inteira se prepara e os moradores fazem mutirão para colher as folhas e tirar os espinhos. É uma coisa gostosa de se ver!

Abraço,
Maria Luiza

Maria Luiza Pedrosa disse...

Ah esqueci de contar: tenho um pezinho em um vaso e dá certo. Tomando cuidado para o danado não se espalhar, dá para ter folhas frescas o ano todo! Gosto de fazer suco de laranja e bater algumas folhas no liquidificador. O suco fica verde com um gostinho especial!

Neide Rigo disse...

Maria Luiz, você tem razão: já tive uma empregada que usava este nome: lobrobrô (que para uma amiga baiana é outra coisa). Dei uma mudinha pra minha amiga que tem casa em Gonçalves e nenhum dos vizinhos conhece com este ou qualquer outro nome.

Quanto ao Festival, eu já o citei uma vez no site Basílico. Morro de vontade de ir experimentar as receitas inusitadas.

obrigada pela colaboração. Um abraço,
neide

Eduardo Luz disse...

Eu também tenho no vaso e ela dá umas flores rosa muito bonitas. Nunca comi as flores ! Dá pra comer ?

Neide Rigo disse...

Maria Luiza, desculpe a falta do A quando escrevi seu nome.

Eduardo, tudo o que dizem é que a ora-pro-nobis comestível (incluindo flores e frutos) é a que tem flores com pétalas brancas e miolo amarelo. Mas nunca vi nenhuma literatura sobre toxicidade nas outras variedades. Um abraço, Neide

Cecília disse...

Estou há meses procurando mudas de ora-pro-nobis, mas só encontrei fornecedores em grande escala.
Eu e uma amiga temos cada qual um espaço não muito grande, mas razoável, e gostaríamos de saber se é possível vc fornecer mudas para cultivo doméstico, o preço (estamos em Ourinhos/SP), forma de pagamento e de envio, ou se você pode indicar alguém que o faça. O que vc acha de fazermos depósito bancário do valor das mudas mais a taxa de SEDEX?
Grata pela atenção,
Cecília

Cecília disse...

Estou há meses procurando mudas de ora-pro-nobis, mas só encontrei fornecedores em grande escala.
Eu e uma amiga temos cada qual um espaço não muito grande, mas razoável, e gostaríamos de saber se é possível vc fornecer mudas para cultivo doméstico, o preço (estamos em Ourinhos/SP), forma de pagamento e de envio, ou se você pode indicar alguém que o faça. O que vc acha de fazermos depósito bancário do valor das mudas mais a taxa de SEDEX?
Grata pela atenção,
Cecília

Neide Rigo disse...

Cecília,
imagine, eu não vendo, não. Posso te arrumar uma mudinha. Só não tenho como ir ao correio, porque é longe, tem fila e tal. E ando sem tempo. Mas hoje vem aqui uma amiga que tem família em Ourinhos (Ana Monzillo). Posso mandar uma mudinha com ela e te aviso quando ela levar. Que tal? Ou você vai buscar em Fartura, onde moram meus pais. Escreva no meu email e a gente combina: neide.rigo@gmail.com.
Um abraço,
Neide

Edilaine de Cassia disse...

neide gostaria de saber como posso adquirir ima muda de ora pro nobis... obrigada edilaine

Neide Rigo disse...

Oi, Edilaine,
escreva no meu email, que a gente combina de você vir buscar - no caso de morar em são paulo.
Um abraço, N (neide.rigo@gmail.com)

Anônimo disse...

Carta 'a Dra NEIDE em 2006
Piracicaba,25 de Marco de 2006

Att. Nutricionista Dra NEIDE RIGO

Ass: ORA PRO NOBIS UAI !!!

Prezada Sra.

Quando hà algum tempo atrás li sua carta à Sra. NINA HORTA exclamei
-Nossa !!! tem alguém que entende de ORA PRO NOBIS mais que eu.

Em fins de 2004,decidi enviar a alguns pesquisadores,que isoladamente
fizeram trabalhos envolvendo a planta, uma compilação de trabalhos publicados sobre a planta e outras com características inferiores mas que deram “ibope”.

O objetivo era uma tentativa de persuadir para a realizacão de algo pratico.

Na ocasião pensei em enviar uma cópia à Sra., e não o fiz ,aguardando que alguma coisa acontecesse, quando então o faria.

Não aconteceu nada Dra NEIDE.

Era uma esperança como a sua quando na carta ã Sra. NINA a sra. Disse

“...acho que agora vai. “

Não vai doutora, são as forcas ocultas que não deixam,as mesmas que operaram no caso do CONCENTRADO PROTEICO de FOLHAS de TABACO “, leia no CD.

Ao vê-la mencionada, na Ed. de MARCO/2006 da revista SAÚDE é VITAL
da editora Abril, versando sobre a ORA PRO NOBIS, achei um bom momento
enviar sua cópia,na qual acrescentei trabalhos realizados na ASIA uma região
onde me parecem ser mais sensíveis ao potencial da ORA PRO NOBIS.

Faço isto, acompanhado de uma sugestão (na realidade uma tarefa que uma autoridade como a Sra.pode realizar) para que ajude o CLUBE das MÃES de
BELO HORIZONTE a reeditar o livreto ORA PRO NOBIS mais atualizado,
com informacões relevantes agora conhecidas.

Não tenho dúvida que se a Sra. chamar o eminente nutrólogo Dr. ENIO CARDILLLO (Belo Horizonte) (autor de Leaf Protein Concentrate of the Cactácea PERESKIA ACULEATA ) para acompanha-la ele não se furtará a este mistér.

Para subsidiar esta publicação ninguém melhor que a bem sucedida restauranteur Dona LUCINHA.

A publicação deverá ser em duas edições: uma luxuosa que será vendido também nos restaurantes Dona LUCINHA e que pagará a edição tipo “gibi”para ser vendida por R$ 0,50 em qualquer banca para os menos favorecidos.

Cordialmente

OLETE MAIA
Piracicaba oletemaia@uol.com.br

olete maia disse...

Evaluation of the antitumor and trypanocidal activities of ORA PRO NOBIS (UFRJ) http://phcog.net/phcogmag/issue11/10.pdf
olete maia

Michele disse...

boa tarde , moro em Petrópolis vc sabe se consigo comprar a muda em algum lugar do Rio de Janeiro? Sou vegetariana e estou muito interessada em adquirir uma muda.
Obrigada
Michele

Neide Rigo disse...

Oi, Michele!
Infelizmente não conheço quem venda mudas no Rio. Mas se vier a são paulo ou tiver um portador, posso te arrumar uma mudinha.
Um abraço,
Neide

Anônimo disse...

O Marquinho, amigo meu de São João del rey, trouxe dois maços: um dei pro meus pais que como velhos mineiros, radicados em Bauru, comeram de encher o bucho. o outro misturei no frango cozido com alho e colorau, fiz meu prato com um super angu, daqueles que minha mãe fazia quando eu era criança!!!! Bem vocês nem imaginam!!!Ah! esqueci da cachacinha que tomei antes de saborear!!!

Patti disse...

Olá Neide!

Minha sogra está lendo um livro e nele tem um comentário sobre essa plantinha... buscando no google achei seu blog... vc ainda tem mudas? teria como de repente vc me arrumar 2? uma pra mim e uma pra ela!?

Sou de SP Capital. Meu email patricia.jollenbeck@gmail.com

Obrigada!

carlinhos de lima disse...

Já estuase na hora de fazer meu frango. O pé (que recebi em muda) já mostra um belo viço.

Tenho percebido que ela gosta muito de água...

Assim que colher as primeira folhas, vou preparar meu frango. Por enquanto daria apenas para um galeto... (hummm boa idéia, não?)

Anônimo disse...

amei a matéria sobre a ora pois aqui na minha região ninguém a conhece nem as nutricionistas!eu faço com frango e adoro!um abraço!evelise eveliseli@hotmail.com

Anônimo disse...

eu nao conhecia esta planta, passando ferias em BH, comi e adorei, troxe, mudas sera que aqui no Parana vou conseguir cultivar, é tudo que eu quero é muito gostosa. beijos
Cidinha
03.03.09

Neide Rigo disse...

Oi, Cidinha,
esta planta é super rústica, cresce em qualquer lugar. Logo logo você terá suas folhinhas. E durante o ano todo, isto é que é bom.
beijos,
N

Henrique disse...

Olá Neide. Me chamo Enrico. Moro em Santos-SP e tenho um sítio na região da Rodovia Castelo Branco, perto de Sorocaba-SP. Há muito tempo que ouço falar da ora pro nóbis e que tento achar (comprar, ganhar etc.) sementes ou mudas pra plantá-la no meu sítio. Sou alucinado por culinária e ficaria muito feliz se vc me ajudasse a encontrar um link com esta planta tão admirável. Abraço.

Neide Rigo disse...

Oi, Enrico,
se puder passar algum dia aqui, eu lhe dou uma mudinha. Me escreva no neide.rigo@gmail.com

Um abraço,
N

Henrique disse...

Me esqueci de mandar o e-mail: ricorosa@gmail.com.

Outro abraço,

Enrico

katia disse...

Neide
Sou mineira apaixonada por esta planta!
Nunca imaginei que uma paulistana soubesse tanto e apreciasse a mesma!
E por incrível q pareça...vc a tem em casa e eu não.......buaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
Amei seu blog e seu post. Ja o adcionei nos meus favoritos!
Bjos!

Silvia - BH disse...

Um link de referencia é este
http://www.melissotroficas.com.br

e aqui novamente a história dos marrecos
http://www.brasilsabor.com.br/por/roteiros/artigo/136

Em Sabará, há o Festival de ora-pro-nóbis.

Silvia - BH

Anônimo disse...

Olá,
Fiquei sabendo recentemente sobre essa planta (ora-pro-nobis) em uma receita na televisão. Fiquei curiosa, mas não sei onde comprar. Nunca vi em feiras livres. Sabe de algum lugar para comprar em S.Paulo?
Obrigada,abraços
Antonia
e-mail: antoniagmo@ig.com.br

Anônimo disse...

oi neide gostaria de saber; tenho uma mudinha e ela tem um metro daqui quanto tempo posso começar a comer?,pois sou louca para esperimentar esta planta meu imeil valeriacardosobarros@hotmail.com sou de goiania e estou feliz da vida por ter ganhado uma muda bjs obrigada

Neide Rigo disse...

Antonia,
mudinhas podem ser encontradas no Ceagesp - na feira de plantas, às sextas-feiras.

Valéria, em qualquer momento da planta, você poderá comer suas folhas.

Um abraço, N

Anônimo disse...

muito obrigada pela resposta rapida,neide voce e um amor deus lhe abençoe

Anônimo disse...

boa tarde. bom é o ora pro nobis que nem pecatoribus. gostaria de plantar para consumo em casa. quer o saber como adquiri-la. grato. milagres

joão augusto disse...

olá,sou acadêmico do Curso de Farmácia aqui na Bahia, estou fazendo um trabalho na materia de Farmacobotânica. Escolhi fazer sobre a planta Ora-por-nobis, mas tenho uma dúvida e espero q possa me ajudar, quero saber se há diferença entre a ora-por-nobis que da flor branca,para a que da flor rosa, pois tenho apenas a rosa em minha casa,e se há algum maleficio na de flor rosa ou beneficio,quais são??
desde ja agradeço a atenção.

Neide Rigo disse...

Oi, João Augusto. O que dizem é que a melhor é a de flor branca. Mas, sinceramente, nunca ouvi nada contra a que tem flor rosa. De qualquer forma, não sou especialista e talvez fosse melhor você falar com um botânico. Ou com o Sr. Olete Maia (oletemaia@uol.com.br), estudioso desta planta. Um abraço, N

Anônimo disse...

Oi Neide, adorei o blog. Sou mineira, criada com Ora-pro-nóbis, quando era criança falava-se na minha casa lobrobô. Bom, Moro em Natal/RN e estou começando a montar uma horta, já importei de Minas mudas de taioba e Ora-pró-nóbis, vieram pelo correio, numa caixinha de sapato com um pouco de terra, nada de sedex, foi encomenda normal, já chegaram aqui brotando. Meu filho é estudante de gastronomia, e, como "ser mãe não tem cura", estou montando a horta com plantas diferentes para a participação dele em festivais aqui. Claro que vou aproveitar e incrementar o meu cardápio diárioe matar a saudade da comida mineira. Grande abraço,
Terezinha Barreto, mineira de Alvinópolis

Neide Rigo disse...

Oi, Terezinha!
Que sorte do seu filho ter uma mãe assim, tão precavida. Obrigada por dar a dica de envio de mudas em caixa de sapato.
Um beijo,
N

Leandro disse...

Quero uma muda. Urgênte!!!!

Anônimo disse...

Aqui em minha cidade uso muito o or-pro-nobis como medicina alternativa além de ser comestível.. é um poderoso anti -enflamatorio tenho receitado muito para as pesoas e obtido resultados satisfatórios.

Nadir disse...

Ora-pro-nobis é um anti-inflamatório poderosíssimo.... muitas pessoas tem usado para combater inflamação na próstata muito usado na medicina alternativa... tenho receitado para muitas pessoas com resultados satisfatórios.

Anônimo disse...

Amiga, parabéns pelos seus ensinamentos!

Agora diga-me, como posso conseguir mudas ou sementes para plantar aqui em Recife.

Aguardo seu contato: gelsonmattana@hotmail.com

susana sarmento disse...

ola, Sou a Susana de Portugal, e gostava muito de ter a planta. Já pedi a 2 amigas que foram ao Brasil, mas não encontraram sementes para plantar. Estava a pesquisar na internet e encontrei o blog! Parabéns! Se puder me enviar seria muitíssimo bom... meu contacto é: su_sarmento@hotmail.com, obrigada

Roberto disse...

Ola , tenho uma rede de pastelarias , a Croc 30 , e gostaria de criar um sabor de pastel , o " carne moida com ora-pro-nobis " , para isso preciso de um fornecedor aqui para Sao Paulo , capita , voce saberia me informar algum ? Aproveito tambem para pedir , se possivel o envio de uma mudinha , para eu plantar em minha casa .

Certo de sua atenção ,

Roberto Magalhaes

robertodemagalhaesjunior@hotmail.com

pIMENTAnOzOIO disse...

Nunca comi. Mas está na hora de provar. A touceira que um dia foi uma muda dada por uma amiga já está prestes a render uma bela porção.
Acho que vou de "Galinha com ora pro nobis".
Gostei das informações.

Anônimo disse...

Olá meu nome é Isabel moro em Bauru (SP), sou bióloga e farmaceutica, estou montando uma horta de medicinais e não tinha esperança de conseguir mudas de ora-pro-nobis por aqui, mas qual não foi minha surpresa quando encontrei mudas lindas e vigorosas à venda na CATI de Bauru, fica na Av. Rodrigues Alves em frente ao Horto Florestal.Fica a dica para quem mora na região.
abraços

Neide Rigo disse...

Oi, Isabel,
obrigada por dividir a dica com os leitores. Um abraço, n

Anônimo disse...

Oi adoreiler os comentários sobre ora-pro-nobis...aqui na minha região é utilizado na medicina alternativa... é um antibiótico natural poderosíssimo principalmente pra inflamações da próstata... tenho experiencias fantásticas com essa planta,sou do norte de mato grosso e aqui ela se desenvolv e muito bem.

Anônimo disse...

Neide, bom dia!!

Tenho um filho de 6 anos que esta com anemia profunda, adoraria conseguir uma muda para ajudar na alimentação dele. Moro em SP na regiao da Saude. Se puder me ajudar, ficarei muito agradecida. Abraços. Adriana adribranco@ig.com.br

Festa Junina Cruz e Sousa disse...

Oi...Conheci orapronobis a 5 anos atras.Meu marido estava com líquido prostático em 8 o normal é 4,começamos a fazer uso desta planta indicada por um amigo,como chá.Hoje usamos para combater o colesterol e como digestório.Agora em fevereiro dá flores brancas ,lindas e perfumadas.Seus frutos amarelos são gostosos...............

Anônimo disse...

Que espetáculo !!!
Me chamo Rodrigo e moro no Sul de Minas(Pouso Alegre),já havia tentado conseguir uma muda por diversas vezes aqui na região, qual foi minha surpresa quando uma tia lá de Betim me disse que possuía um exemplar da espécime em sua casa "que espetáculo", consegui, plantei num vaso e estou surpreso em ver como se desenvolve rápido. É claro todo cuidado é pouco. Felicidades !!!rodrigoleal@correios.net.br

Darkiane Santos Vieira disse...

Neide,
Adorei seus comentários sobre o ora-pro-nobis. Entrei no google e achei seu site.´Plantei o meu num coxinho de plástico pois tenho pouco espaço livre na minha casa. Trouxe a muda que a Chef Beth do restaurante Viradas do Lago de Tiradentes me deu quando estive lá há 04 anos atrás, mas ela só floriu essa semana. Fiquei em dúvida se era comentível. Vc tem alguma receita que se faz somente com as flores? Algum prato ou tempero? Sou amante da gastronomia, estudo gastronomia há anos, tenho vários livros importantes que sempre consulto para fazer meus pratos e atuo como Chef em alguns eventos menores. Parabéns pelo seu lindo site. Abraço. Darkiane Santos Vieira ( darkianegv@gmail.com

Anônimo disse...

Sou louca por ora pro nobis e tenho um pé marvilhoso aqui em casa. Amei a sua aula sobre o assunto e as receitas tambem, moro em Cascave,Paraná.
lennarezende@uol.cm.br

Zico Mota disse...

Ôi Neide!

Sou do Norte de Minas,conheço a plantinha sagrada,pois, por aqui não é tão rara.
Conheço quem recebeu indicação dessa saladinha,para recuperação de problema grave pelo qual está passando.(intestinal).
Gostaria de saber,qual melhor forma de usá-la,quando se tem intestino desarranjado(diarréia).Não há contra-indicações?
M. Obrigado! zicocostadamota@yahoo.com.br

dina.ci disse...

Não conhecia esta planta incrivel,gostaria de obter uma muda para fins comestiveis e medicinais,Sou de Paranaguá/Paraná e ficaria muito satisfeita em addquiri-la,meu email para contato dina.ci@hotmail.com .

Anônimo disse...

esta planta é maravilhosa,gostaria de adquirir uma muda p/ fins medicinais e comestível,ficaria muito feliz se recebesse uma resposta.Meu email é dina.ci@hotmail.com ,sou de Paranaguá/Paraná,desde lhes sou grata.

Anônimo disse...

gostaria de saber mais sobre esta planta,quanto ao uso medicinal.Para qual problema de saúde é bom?
Como devo usar?
meu nome é Neiva
sou do Rio Grande do Sul

Webier disse...

vi passando na televião, na globo, programa: alimente-se bem, mas foi rapidex e sem muitas descrição... me interessei porque falava no auto grau de proteína... como sou praticante de musculação e preciso de uma dieta rica em proteina, fui pesquisa... o nome dela é "ORA-PRO-NOBIS", mas conhecida como "carne de pobre"... otima para alimentação fraca em proteína... no Mercado Livre tem a muda para vender por R$ 6,00... agora tenho duvidas sobre o plantio, pois moro no Piaui e aqui é muito quente... media de 35graus... como devo fazer pra plantar no meu quintal?

Neide Rigo disse...

Webier,
A planta é um cacto é suporta bem o calor. É só enfiar na terra. Já em relação à proteina, ela tem um pouco mais que outras verduras (muitas vezes divulgam o valor por peso seco e ninguém fala). Mas se comer 100 g de ora-pro-nobis (que é bastante) vai ingerir bem pouco de proteína perto de outras fontes como carne. No seu caso, a proteina deste alimento vai te ajudar pouco. Em compensação, tem fibras, vitaminas,ferro, mucilagens que fazem bem para qualquer pessoa e é uma ótima ideia ter a planta em casa. Um abraço, N

Ana Reis disse...

Eu quero muito uma muda de ora-pro-nobis. Eu ´simplesmente adoro e aqui no Rio , capital, niguem sabe nem o que é. Pra mim tem gosto de casa de mãe, comida de vó... eu amo.
Posso mesmo buscar uma muda? Onde?
Ficarei muito agradecida se me ajudar. Eu estou procurando por esta planta a anos!

MARIA DA HORA disse...

Gostaria de conseguir uma muda para plantar em vaso. Adoraria sentir o sabor. Pois só a vejo em receitas do Globo rural.
Bjs
Maria da Hora
mariadahhora@hotmail.com

Ana Reis disse...

CONSEGUI! Consegui uma pessoa de Fernadópolis_SP que me mandou umas estacas por Sedex. Eu paguei o Sedex, claro e plantei. Quase 20 dias depois já estava desistindo quando começaram a brotar! Parece que em caso ela não cresce muito, mas mesmo assim vou tentar e ver o que acontece.

Anônimo disse...

Wine Broker
Um outro nome que esta planta recebe
Lá em Caeté, minha cidade natal, é LOBROBRÔ.
Moro em Rondônia a 22 anos e tenho difundido o uso dela por aqui.

Ducineia disse...

Comprei minhas mudinhas já formadas e as recebi pelo correio. O fornecedor é Sabor de Fazenda - Ervas e Temperos(Sao Paulo/SP)Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395
(11) 2631-4915 / 2955-9400
Horário de funcionamento de terça à sábado das 8h às 17h e segunda das 13h às 17h
www.sabordefazenda.com.br
Serviço e atendimento perfeitos.
Ducineia

Anônimo disse...

Tenho platado ora pro nobis em casa, consumo muito! Só tem um incoveniente: os espinhos, mas o que esperar de um cactus não é mesmo? Adorei conhecer e agora seguir seu blog.
Um abraço
Glaucia

Anônimo disse...

Tenho um pé de orapronobres na minha casa só que nunca floriu ,e também nunca deu frutos.Será que estou comendo algo a que não é orapronobres?

Neide Rigo disse...

Anônimo!
O meu, que tenho em São Paulo, também nunca floresceu nem floriu, embora seja da mesma muda do que tenho no sítio, que já deu frutos.
Então, pode ser o lugar, o clima.
Um abraço, N

Anônimo disse...

Oi, Neide.
Meu nome é Gilberto. Sou de Minas e lá na minha cidade, Ponte Nova (Zona da Mata) o Ora pro nobis tb é conhecido como "Lobrobô". Minha mãe está sempre fazendo refogada com lombinho de porco picadinho.
Hoje moro no Espírito Santo, no municío de Serra (Grande Vitória) e não é que consegui num cantinho de uma oficina mecânica um pezinho?! Tenho na frente de casa e espalhei alguns galhinhos no cinturão verde que margeia nosso bairro, que pretenciosamente chamamos de matinha. O bicho tem um ano de plantado e já está nas copas das mangueiras. Um abraço. Ah! Quem quiser muda é só vir buscar. Neide ... nunca vi o lobrobô florar.(betosaltarelli@yahoo.com.br)Tenho o gmail, mas tá tão lento que uso mais o yahoo (gilberto.saltarelli@gmail.com)

padeiro Gabriel disse...

Conheci o ora-pro-nobis através de uma publicação do governo de MG. Interessei-me por ela e solicitei a meu genro que trouxesse um pouco das folhas para experimentar. Os ramos excedentes plantei em meu quintal. Hoje já tornou-se uma moita razoável, tanto que distribuo ramos e folhas a quem necessita. Mas de algum tempo pra cá bateu-me uma dúvida: Nunca vi floração alguma em meu ora-pro-nobis, embora o mesmo já tenha algo em torno de seis anos de idade. Diante da dúvida, procurei informações através da internet. Fiz contato com a Srª Ioshiko, de Fernandópolis, que remeteu-me tanto mudas de ora-pro-nobis (já devidamente plantadas e germinadas) quanto sementes da moringa oleífera. Se alguém puder dirimir minhas dúvidas, agradeço imensamente.

Neide Rigo disse...

Gabriel,
tenho ora-pro-nobis da mesma origem aqui em casa e no sítio. Aqui nunca floresceu e lá, todo ano. Então, deve ser adaptação climática. De qualquer forma, aproveito mais as folhas. Um abraço, N

xereta disse...

moro em vicente pires Brasilia e tenho oro-pro-nobis em meu quintal, aqui as pessoas na sua maioria nao conhecem a planta,eu me alimento desde criança com essa delicia, tenho tambem taioba e muringa oleifera que tambem é muito interessante se alguemquiser muda entreem contato. nilzaventura@bol.com.br

Anônimo disse...

Moro em Viçosa MG e tenho um pé de Labrobrô no meu quintal, a gente faz suco de labrobrô com laranja e ihame, é uma delícia. Conheço uma pessoa que se curou de leucemia tomando o suco.

Anônimo disse...

Prezada Neide, tenho uma ora-pro-nobis em minha casa. Ela está completamente florida. Maravilhosa. Só não sei como lidar com uns bichinhos que apareceram. Eu não estou falando das abelhinhas e sim de uns filhotinhos nas folhas. eles entran na minha sala. não sei o que fazer. se vc puder me ajudar eu agradeço. Celi

Cléia disse...

Olá !!!
Meu nome é Cléia e resido numa cidade da região metropolitana aqui no Rio Grande do Sul, aqui na residência de meu namorado possui uma infinidade de Pés de orapronobis, claro que estes foram enviados de MG por uma amiga de sua mãe, eu também não conhecia esta planta,porém, depois que experimentei, aprovei. E nós aqui temos algumas mudas disponíveis, se alguém tiver interesse.
Meu email:cleia_poa@yahoo.com.br

padeiro Gabriel disse...

No inicio de janeiro de 2011 postei um comentário sobre meu pé de ora-pro-nobis que nunca havia florido. Pois bem, parece que a planta ouviu meus reclamos e resolveu comprovar-me o que é: Há alguns dias vejo as primeiras flores dela. E, ao que parece, novas flores irão abrir-se.

Anônimo disse...

Gente, aprendi, hoje, muita coisa sobre o ora-pro-nobis, que eu ainda não sabia. Conheci esta delícia, nos meus 25 anos de casada (em 1999), quando fomos pra Tiradentes. lá, comemos, em um delicioso restaurante, o famoso frango com ora-pro-nobis, colhido no quintal. A dona do restaurante nos contou que o nome é devido aos escravos que comiam a planta, pra substituir a carne e rezavam "rogai por nós - ora-pro-nobis", com medo de ser alguma planta venenosa. Trouxemos a mudinha de lá, plantamos, demos mudas pra vários amigos, inclusive a um casal que tem uma pousada no Espírito Santo, divisa com a Bahia (Itaunas - lugar lindoooooooooooooo). Todos os anos, aqui na chácara que moramos, em Espírito Santo do Dourado - sul de MG, meu marido planta uma mudinha em algum lugar diferente. Há cerca de um mês, pra nossa imensa alegria, uma muda plantada em uma cerca, na entrada de casa, floriu. Foram as primeiras flores, em todos estes anos e elas estão MARAVILHOSAS, cheias de abelhas. Portanto, quem ainda não viu a floração, não desista: vale a pena esperar. Obrigada por todasas dicas. Um abraço. Sônia Meu e-mail é smvjohansen@yahoo.com.br

antonio ricardo disse...

plantei hoje em casa este de ora pro nobis,fui ver a sua historia, mais uma vez enaltece a riqueza cultural da igreja catolica nos deixou atravez
dos seculos, pesquizem tambem do aas, grato antonio ricardo

Neusa disse...

Olá Neide,resido em Extrema MG e aqui em nosso Espaço Ambiental, eles fornecem mudas diversas ,inclusive de Ora-pro-nóbis, ja adquiri a minha e encontrei este site para pesquisar sobre a mesma.Muito bom

Abraços

Campos disse...

Parabéns pelo blog.
Esta planta é nativa também aqui em Florianópolis, onde é igualmente conhecida no interior da ilha como ora-pro-nobis. Pela foto e descrição deve ser a mesma (flores brancas com o centro amarelo; frutos, espinhos...).
Minha esposa usa algumas folhas para fazer suco, colocando no liquidificar com outras frutas.
Abraço

Roberto Fontoura Natal disse...

Que maravilha esta planta adorei ganhei um galho de uma amiga e já brotou pretendo fazer belas e gostosas receitas

bob fontoura disse...

Que maravilha esta planta adorei ganhei um galho de uma amiga e já brotou pretendo fazer belas e gostosas receitas

gian disse...

Olá Neide
Conheci essa planta no sítio no Rio de Janeiro, ela tem flores rosa e não é trepadeira, ela dá uns galhos retilíneos parecem canos de 1/2 polegada e chega a 3/4.Lí seu blog todo desde o início e muitos falam sobre os frutos, que são carnudos e o interior tem a aparencia da Babosa, pois bem minha pergunta é , como se come a fruta?? Grato gian.dessi@bol.com.br

Palmira disse...

Neide,
Uma amiga minha falou dessa verdura e disse que além de saborosa é muito nutritiva, aí eu fui procurar na Internet e descobri que é muito boa mesmo, mas aqui em São Vicente ninguém conhece. Vou comprar uma muda e plantar no sítio. É bom saber que ela cresce muito e precisa ser domada(podada)sempre. Espero ser mais uma fâ dessa delícia.
Beijos

Anônimo disse...

Neide,moro na Chapada Diamantina Meridional,em Macaúbas,Bahia, e aqui esta planta é chamada de Quiabento, e ninguem a come,de jeito nenhum,
só o gado.Abraços,Jarbas Antonio Defensor dos Anjos

Anônimo disse...

Oi Neide, adorei o assunto dessa planta e gostaria de ver como poderia obter de você uma muda para plantar aqui em Indaiatuba - SP (perto de Campinas).
Tem como você me arrumar? Obrigada.
Cida Motta.
Um grande abraço.

JB SANTOS disse...

JB SANTOS ITAJAI SC GANHEI UMA MUDINHA MAS NAO SABIA O NOME NEM AS PROPRIEDADE MEDICINAL QUE ELA CONTEM AO VISITAR ESTE SITY FIQUEI MARAVILHADO VOU COMER MUIIIIIIIITO ORA-PRO-NOBIS BEIJOS BATTIISTA-JOAO@HOTMAIL.COM

Ivanilde Nonis disse...

Boa Noite! Meu nome é Ivanilde Nonis, sou de Arapongas-PR e lendo seu blog achei a solução dos meus problemas. Tive alguns problemas sérios de saúde e me recomendaram essa planta, mas aqui no Paraná não se acha em lugar nenhum, peço por gentileza que se for possível, se você pode entrar em contato através do email, ivanildenonis@yahoo.com.br, pois necessito muito dessa planta para meu tratamento. Gostaria de tratar nesse email como você poderia me enviar uma mudinha, arcarei com as despesas. Fico muito grata. Aguardo ansiosa por uma email seu. Deus te abençõe.

Anônimo disse...

Olá, meu nome é Nelbe, sou paranaense, mas resido em SC. Conheci o orapronobis ao fazer um curso de nutracêuticos, onde produzimos pães, biscoitos, pizzas etc. Suas propriedades são maravilhosas. Pode ser ingerida in natura para os males do estômago e gastrite, pois contém uma mucilágem preciosa. Já fiz muitas mudas e distribui aos amigos, pode-se fazer pequenas estacas e colocar na água, ela enraiza rapidinho. Dá no vaso sim, gosta de sol e água. Melhor, é de graça gente. Vamos consumir como prevenção e obter
qualidade de vida. Um beijo a todos. Saúde...

Anônimo disse...

Existe laudo cientifico comprovando que a ora-pro-nobis tem mais proteinas/aminoacidos essenciais que o ovo de galinha (padrão FAO). Lisina quatro vezes o milho, ferro assimilável mais que o dobro da carne. Se pesquisar vai confirmar.

A. G. Brito disse...

Bem, eu sou vegetariano, mas vejo que, mesmo sem o uso de carne, há muitas aplicações para essa plantinha que nasce no meu quintal e eu nunca valorizei. Creio que as picadas tomadas por acidente, ao tentar arrancá-las, me deixou preconceituoso contra a plantinha.

Vou passar a valorizá-la mais, principalmente depois que recebi um pacote de suas folhas de um chacareiro da região.

Grato, pois, pelas informações.

Abraços a todos

isaura disse...

Olá Neide,
Sou Isaura,
Moro em Caxias-MA.

Assisti hoje no Globo Rural tudo sobre a planta ora-pro-nobis. Muito me interessou pois, estou em fase de menorpausa, com deficiencia de alguns nutriente como ferro, sódio, calcio, etc. e caindo muito os cabelos. Por favor, envie alguma porção, mudas ou coisa assim para mim.
Cobre as despesas, sei que deve dar trabalho mas me ajude, por favor. isauralunga@hotmail.com.
end. 4ª trav. vila arias, 636- matadouro novo- 65602610 - Caxias-MA -tel 99 8122-8888 tim e 99-8810-4227. Por favor me ajude.
Um abraço cordial.

MORATO disse...

estou no parana, cidade de Cornelio Procopio gostaria de algumas sementes ou mudas para plantanr em minha chacara,como fazer
aparecido f morato
avenida alberto carazzai 327 86300000-cornelio procopio pr
tel 43 35232505 99101202

Neide Rigo disse...

Infelizmente não tenho como mandar ora-pro-nobis por correio. Mas conheço viveirista que o fazem, como o cipreste, cujo link está na coluna de de links "comércio legal".

Um abraço, N

Lins Mayer disse...

Parabéns Neide por tão importante iniciativa. Conheço esse arbusto ou trepadeira desde criança no Paraná mas nunca tinha atentado para o fato de ser algo tão importante para a alimentação humana. Recebi uma mudinha de uns amigos de Botucatu, e estou tentando difundir essa importante cactácea aqui 3em minha região, que é a borda do pantanal sul mato grossense. Aqui já tem várias pessoas vizinhas e amigas que manifestaram interesse nela. Agora é só torcer e ter os devidos cuidados no crescimento e proliferação da mesma. Vamos trocar idéias também sobre os possíveis pratos feitos com esse nobre vegetal...deixo meu e-mail para quem se interessar na troca de informações...ivolinsmeyer@gmail.com

Gilda disse...

Neide
Uma dica pra quem mora aqui por perto.
Moro em Curitiba e consegui uma muda de um palmo de Ora-pro-nobis ao lado do Mercado Municipal, numa loja chamada Companhia da Semente. (Rua General Carneiro 1484) Era a última, mas eles devem ter sempre. Boa sorte.
Gilda

Anônimo disse...

Bom dia,moro em Tijucas SC,próximo a uma plantação de ora-pro-nóbis,e esta semana recebi um Email de um pesquisador,que comer 3 a 5 folhas quando se faz dieta de emagrecimento é ótimo para amenizar a fome,estou tentando verei se vai funcionar.

Anônimo disse...

Moro em Jacareí-sp, quem morar aqui por perto é só passar em casa que tenho o ora pro nobis e me sentiria alegre em fornecer galho para mudas. chamo-me Glenio, sou um jovem de 70 anos.

Anônimo disse...

Moro em Jacareí-sp, quem morar aqui por perto é só passar em casa que tenho o ora pro nobis e me sentiria alegre em fornecer galho para mudas. chamo-me Glenio, sou um jovem de 70 anos.

Anônimo disse...

Moro em Jacareí-sp, quem morar aqui por perto é só passar em casa que tenho o ora pro nobis e me sentiria alegre em fornecer galho para mudas. chamo-me Glenio, sou um jovem de 70 anos.

Anônimo disse...

Oi Neide, Moro em Belo Horizonte e tenho um sítio em Rio Manso onde estou terminando de fazer a cerca de arame farpado (7 fios) e quero cultivar o "orai pro nobis" como cerca viva entrelaçado ao arame. Tem alguma restrição (poeira/pessoas passando, etc) por ser na beira da estrada? Alguém pode me responder?
Preciso também de mudas daquele que tem a flor cometível (beje c/miolo marrom?)angelamarcia@taskmail.com.br
Brigadão a todos vocês, inté.....

Anônimo disse...

Oi Neide

Gostaria de saber se no Rio Grande do Sul teria algum lugar para pegar
uma muda,pois adorei a planta pensei em fazer até com ovos mexidos.
bjos
Mari
Se possível responder no meu email
marigrossmann@hotmail.com

Anônimo disse...

Olá,

Aqui no Paraná a Ora-Pro-Nobis também é conhecida como Groselha de Barbados ou Trepadeira-Limão ou Carne-Verde ou Carne-dos-Pobres. A minha planta eu consegui com o sr. Moacir, da Granja Paraíso, de Maringá; ele fornece gratuitamente, as sementes e cobra somente o valor do envio pelo correio. Quem quiser saber mais a respeito das propriedades vitamínicas, acessem o site: www.granjaparaiso.com.br (item: Plantas Supervitaminadas). Ah, se plantar em vaso, a planta acaba perecendo. Quanto à poda, o ideal é que ela seja feita a cada 01 metro de crescimento, até para ela ficar com a copa cheia.

Abraços,
Karina Karigyo

Marina disse...

olá Neide!

você ainda tem mudinhas de ora-pro-nobis? gostaria muito de adquirir algumas, ou mesmo galhinhos para produzir as mudas.
posso buscas em são paulo sem problema.
obrigada!

ninha disse...

oi neide,essa preciosidade eu tenho muito aqui no meu terreno,ja arranquei muitos,e tentei acabar com elas, mais ela é tão atrevida que nasce de novo.eu não sabia que podia comer, mais um dia minha cunhada veio me visitar e disse que eu tinha ouro plantado e não sabia eu comecei a rir dela e disse 'isso ai? é um mato que eu não consigo acabar com ele'!foi onde ela me informou as propriedades que a bela,epinhosa e invasora plantinha tinha,então comecei a pesquisar e acabei encontrando seu blog e realmente tenho muitas dela aqui e quanto mais eu uso mais ela cresce,adorei.moro no rio da prata cg rj.meu contato:silviacarla@hotmail.com

ninha disse...

ou valeriadesa@hotmail.com,é o mais usado.

ninha disse...

oi,neide eu gostaria se vc pudesse me da a informação de que o ora-por-noblis seria bom pra quem tem o colesterol ,ensinaram que sim mais eu gostaria muito de saber por uma pessoa que entende mais do assunto. bjos no seu coração.

Anônimo disse...

oi, neide! pois não é que crescia uma planta no meu jardim e a aurea, que trabalha comigo há 18 anos falou: "é daquela muda que você trouxe da aula de culinária..."
pois não é que assisti uma aula da filha da dona lucinha (como chama mesmo?) e do sansão, lá no paladar de 2010?! e tinha até me esquecido que finquei o galhinho no chão.
daí, outro dia, entrou um vizinho para ver um vazamento lá em casa e falou: "você tem ora-pro nobis!!!"
essa foi uma ótima surpresa. um presente. passei a incorporá-la no meu repertório gastronômico e o melhor de tudo é que ela está um monstro de grande, até já tive que podar..
e entrei no seu blog para pesquisar o que fazer com ela...estou adorando.
beijo, ruth klotzel (a neta da martha kardos, lembra?)

Neide Rigo disse...

Ruth, como vai? Agora que sua muda está vigorosa, vai ver, terá comida pro ano todo. Um abraço, n

Edson Nogueira disse...

Olá Neide, boa tarde. Eu tenho os dois pés de pereskia, a aculeata e a grandifolia. Dia desses fui experimentar a folha da grandifolia, e senti um sabor meio amargo, coisa que na aculeata não tem. Vejo em alguns lugares que a Grandifolia não é comestível, como no wikipédia, mas eu mesmo não senti muita diferença no gosto, a não ser um leve amargor. Você sabe de alguma pesquisa séria sobre os dois tipos? Grande abraço e parabéns pelo excelente trabalho que tem feito!!!

Ana Paula Franke disse...

Olá, você poderia me vender uma muda desta planta?

José Augusto disse...

Olá.Sou biólogo e já há algum tempo venho tendo relatos das maravilhas da ora-pro-nobis.Tenho uma muda enorme(resultante de um pequeno ramo) aqui em casa. Acho que dá pra consumir o resto da vida!!! Só que nada de flores! E fica agora depois de muito tempo, essa história de variedades: Pereskia aculeata e Pereskia grandiflora., que apresentam flores distintas(cores branca e rosa respectivamente).Estamos consumindo diariamente as folhas de n-maneiras(sucos verdes, saladas,no feijão, em farofas,tortas salgadas,etc...).
Pode ser que nossos corações fiquem verdes, muito mais ecológicos???? Se alguem souber alguma coisa sobre a P.grandiflora(de flores rosas) por favor me envie.A vida é isso: revelações da natureza!!!! Tudo muito legal. José Augusto(jacbiol@hotmail.com) Curitiba/Paraná.

Mary disse...

Olá,
Há 3 aos atrás ganhei uma pequena muda de orai pro nobilis e plantei no meu quintal.
Ela se alastrou rapidamente e em seu segundo ano floreceu mas timidamente.
Neste anos de 2014, levamos uma baita susto, de repente floresceu de uma maneira intensa.
É lindo com certeza, mas seu odor em uma quantidade grande é horrível.
A princípio pensamos que nosso vizinho havia dedetizado sua casa com alguma coisa muito forte, tipo aquela latinha mata-pulga, só após alguns dias é que percebemos que era o orai pro nobilis, fora que levamos outro susto quando pela manhã tipo 06:00 hs havia sobre ela uma enxame de abelhas e outros parentes destes, era bem variada a população de visitantes.
Como não sabíamos que estas abelhas não possuia ferrão, por medo fizemos uma poda mas apenas as que estavam próxima da entrada de nossa casa.
As que estavam acima dos muros, tipo trepadeira e que apresentava uma cascata de flores ficamos com dó, pois é muito chato interferir no processo natural.
Espero que não tenhamos prejudicado muito esta plantinha, pois além de nutritiva e bela, é melhor que cerca elétrica, pois afasta qualquer que tente pular os muros, homens e gatos (devido aos "espinhos".
Quanto a muda, todo mundo fica falando que é díficil, mas basta colocar uma pequeno galho novo em um copo de água que logo aparece os cabelinhos, ai é só plantar.
Para quem não quer que a planta se alastre, recomendo plantar em um vaso que vai do mesmo jeito, só que menor.
Ela gosta de muito sol.
abraços
Mary

Anônimo disse...

Olá, em que cidade voce esta? Gostaria de saber se voce pode me fornecer algumas estacas de ora pro nobis, é dificil encontrar aqui em minha região...
e-mail: fabiorchabregas@hotmail.com

Obrigado

Anônimo disse...

Olá, em que cidade voce esta? Gostaria de saber se voce pode me fornecer algumas estacas de ora pro nobis, é dificil encontrar aqui em minha região...
e-mail: fabiorchabregas@hotmail.com

Obrigado

Dani disse...

Posso colocar ora pro nobis na papinha do meu bebê de 6 meses e meio? tenho uma cerca viva desta planta que uso mais em suco verde...