quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Moqueca de banana



Outro dia, li em algum blog (acho que do Luiz Horta – na lista de links) sobre uma moqueca de banana e fiquei com a boca aguada. Não vi a receita, mas procurei no google e são centenas de citações do prato capixaba feito com banana-da-terra. Pensei em prepará-lo com uma banana qualquer e do meu jeito. Aguardei a ocasião certa – muita fome, nada de tempo sobrando, nenhuma carne ou peixe por perto, preguiça absurda de lavar louçaiada, falta de repertório e, principalmente, de companhia. Situação perfeita para o prato suculento, reconfortante, nutritivo, econômico de sujeira e de trabalho e que se faz em menos de 20 minutos (o tempo de fazer um arroz branco bem básico). Embora tenha usado bananas pratas e figo, aposto que também dá certo com banana nanica (d´água) ou banana-ouro. O tomate ácido faz uma boa parceria com o docinho da fruta. E, para quem quer ressaltar ainda mais o aspecto agridoce, vale juntar umas gotinhas de suco de limão que, além disso, perfuma. Espero não ter ofendido capixabas puristas e amantes da banana-da-terra – com ela, a moqueca pode até ficar melhor que esta, mas a gente se vira com o que tem.

Moqueca de banana

1 colher (sopa) de óleo de urucum - e só aquecer em banho-maria um pouco de óleo ou azeite com sementes de urucum, à venda em lojas de tempero, até soltar o pigmento, e peneirar.
1 cebola grande picada
1 pimentão verde picado
1 pimenta dedo-de-moça sem sementes picada
3 tomates sem sementes ou pele, picados
Sal a gosto
4 bananas cortadas em pedaços (usei 3 pratas e 1 figo)
Coentro ou salsa picada a gosto (usei salsa, era o que tinha)

Aqueça o óleo numa panela de barro e refogue a cebola até amolecer. Junte a pimenta, o pimentão, o tomate e o sal. Quando o pimentão estiver macio, junte as bananas e cozinhe por 1 minuto ou só até aquecer. Prove e corrija o sal, se necessário. Junte a erva escolhida e sirva com arroz (se for integral, melhor ainda).


Para fazer mais rápido, refogue tudo junto e use uma panela de aço inoxidável. E se não tiver óleo de urucum, use o que tem em casa e, do mesmo jeito, vai fazer um belo refogado de banana.

Rende: 2 porções

18 comentários:

laila disse...

não creio q tenha ofendido ninguem...só nos tentou com essa delicia!!!

bjs

Laurinha disse...

Gostei!
Beijinhos,

Mariângela disse...

Neide,quando passei pelo ES devorei muita moqueca de banana da terra, é dos pratos mais saborosos que provei na viagem. Tanto que trouxe na mala uma dúzia de banana da terra verde(entre outras coisas,tipo rapadura,doce de jaca, cação congelado etc etc..a mala era pura comida!!) para repetir a dose aqui,beijo!

Rogério disse...

Neide, em primeiro lugar, parabéns! Adoro seu blog apesar de nunca ter postado. Foi ao meu blog que o Luiz se referiu quando falou da moqueca de banana. Dá uma passada lá, se quiser ver a receita (www.amuseblog.blogspot.com).
Abraços,
Rogério

Agdah disse...

Deve ser muito boa...

Bia disse...

uma amiga me deu uma receita parecida, com palmito, agora olhando esta foto deu vontade de preparar imediatamente, deve ser uma delicia ! bjs

Marizé disse...

Que prato original.
Um dia deste passei por perto de umas banana terra num mercado, e fiquei de boca aberta a olhar para o tamanho delas, nunca tinha visto nada assim.
Agora ao ver esta receita fico com pena de não as ter aqui,.

Beijocas e bom fim de semana

pipoka disse...

Amei esta sua receita! Aqui em Portugal deve ser impossível arranjar as sementes de urucum. Vc tem alguma sugestão para substituição?

bjs

Ana disse...

Olá...
Bem, você ofende mesmo, judia da gente com tanta coisa boa, tanta informação importante, nos deixa nocauteados de tanta vontade.
E a nossa gostosíssima banana, aquela que tem vitamina, engorda e faz crescer, quanto coisa mesmo que podemos fazer com ela não !!Costumo dizer que uma de suas grandes características é que já vem embalada pra viagem e é bem fácil de comer.
Índios macuxis costumam socá-la no pilão com carne e farinha. É muuuiito bom.
Sem contar que podemos nos orgulhar em termos tantas variedades no Brasil e que seu preço é razoávelmente pequeno podendo ser consumida por todas as classes. Se realmente lhes déssemos o valor que merecem inclusive nutricionalmente, não a rebaixaríamos quando nos referimos às coisas baratas como "a preço de banana".
Um abraço, bom dia pra você.

Carol disse...

Nossa Neide, deve ficar uma delicia. Vou testar. Grande beijo

Luciana Macêdo disse...

Adoro banana e sua versatilidade. Como disse a Ana a Paçoca de Carne com banana é tudo de bom.
Esse prato merece ser experimentado.
Bjs!

Nhanduti de Atibaia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nhanduti de Atibaia disse...

...quando vi tinha trazido uma monte de bananas-da-terra e bananas-figo do supermercado.
E não é que abro seu delicioso blog e tinha a receita da moqueca!
Não tinha urucum, usei um pouquinho de curry (vi que tem urucum na composição). Fiz sem coentro, estava chovendo e não dava pra ir comprar... mas não dispensei a panela capixaba.
O resultado é daqueles casos em que a gente não consegue imaginar. Tem que fazer ... e delirar.
elizabeth

andreia disse...

amei é uma delicia ja provei varias vezes sirvo de sobrimesa em minha casa é de mais
esta mais do que aprovado é muito gostoso pra uma sobremesa
é dez...

Gustavo disse...

Sou vegetariano, faço sempre essa moqueca... eu aconselharia nao esquecerem um pouco de Dendê hehe se não perde o gostinho da Bahia!

Kel disse...

Olá, teu blog é um espetáculo e essa receita de moqueca de banana parece ser divina. Beijos iluminados :-)K

Fernanda salles disse...

Estava em busca de uma receita de moqueca de banana, pois comi uma deliciosa na Alternativa (casa do natural) da Fradique Coutinho. Acontece que essa moqueca tinha um tempero indescritível, que não consegui decifrar. Dois dias depois, passando pela banca de plantas da feira, encontrei o cheiro do sabor da moqueca: arruda!! Então, estou em busca de receitas com essa erva, vc conhece alguma? obrigada, bj,
Fernanda

Neide Rigo disse...

Fernanda,
a arruda já foi muito usada como tempero na Idade Média. E deve ainda ser usada por aí. Em grande quantidade é tóxica, mas como tempero, tudo bem. Eu não conheço receitas com ela, não. Mas imagino que fique boa mesmo em cozidos e moquecas. Um abraço, N