terça-feira, 12 de junho de 2007

Sardinha na brasa


Em Portugal, no mês de junho, comem-se muitas sardinhas nas festas juninas. Cá em casa também. O cardápio do dia-a-dia por aqui quase sempre se inspira nos ingredientes frescos que encontro no mercado combinados com os que tenho na despensa e no jardim ou trago do sítio. Raramente busco itens específicos para determinado prato (embora esteja pensando em comprar queijo brie e berinjela para o ravioloni do chef Sauro - receita postada ontem). Se além de muito frescos estão baratos, é certo que descubro alguma coisa gostosa para fazer com eles. Na semana passada, a sardinha estava muito fresca no Mercado da Lapa. Firme, cheirava a maresia boa. Com R$ 4,50 comprei 15 sardinhas gordas (cheias de Omega-3, só para lembrar que sou nutricionista afinal). Já estando limpas e decapitadas, não pensei duas vezes em botá-las na brasa. Tudo rapidinho.


Este braseiro comprei num mercado popular em João Pessoa

Temperei os peixes com flor de sal de Guerrande - o sal grosso tinha acabado, era ele que eu queria – e um pouco de estragão picado para dar perfume e ligeira picância. Mas basta sal grosso. Se estivessem magrinhas besuntaria-as com azeite. Não era o caso. Enjaulei-as na grelha e deixei bem pertinho da brasa por 3 ou 4 minutos de cada lado. Servi com vagem e batatas cozidas no vapor e passados no azeite em que foram fritos alho, cebola, pimenta vermelha e grãos de coentro socados.

3 comentários:

Mariângela disse...

pois é, se eu fosse carnívora ia comprar as sardinhas tb...
Você está de parabéns... seu blog (ainda não sei a diferença entre o blog e o site...) além de bonito, tá super agardável de visitar.
Você escreve bem...
Bjs
Mari

Anônimo disse...

OLa neide bom dia muito boa a tua dica,espero que venha com mais receitas sobre peixe,de maneira de fazer tão praticas como esta.um abraço e tenho um bom fim de semana. Antonio

Edileuza disse...

Neide esse post tem quase dez anos e fui parar no mercado da Lapa e sentí o cheiro da sardinha. Sou como vc, o frescor dos ingredientes é que dirá qual será o cardápio, vamos seguir o ritmo da natureza. Adorei o blog e adorei você.