segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Fritada de pão, queijo e dente-de-leão

É batata! Quero dizer, é pão. Quando estou sozinha, meu almoço é um prato único que reúne entrada, prato principal e acompanhamento. Pode ser um arroz de ontem incrementado, uma minestrone ou um sanduíche caprichado, mas é tudo em um e nada que exija tempo e panelas. Na sexta não tinha arroz para requentar, nem sobras de carne nem feijão e macarrão pra virar minestra nem pão suficiente para fazer duas fatias. 


Mas tinha ovo caipira e mussarela defumada de Joanópolis, ambos comprados em Piracaia, como prato principal, boas fontes proteicas.  E um pedaço de pão que eu mesma fiz, como acompanhamento, fonte de carboidratos. Além de dente-de-leão, capuchinha e temperos do quintal, como entrada, provendo fibras, vitaminas, minerais. Mais uma fruta de sobremesa e pronto, almoço bom garantido e light - menos de quinhentas calorias, se quer saber.  Se ficou gostoso? Não está sentindo o cheiro bom que diz tudo? E as variações são infinitas. Anotei o que usei e você pode se guiar pelas minhas medidas se quiser inventar sua própria fórmula. 




Fritada de pão, queijo e dente-de-leão  


1 fatia de pão duro (30 g) 
1/4 de xícara de leite 
1 pedaço de queijo duro (30 g) - usei mussarela defumada
1/2 xícara de dente-de-leão (ou a folha que tenha em mãos) grosseiramente picado 
4 flores de capuchinha 
1 pedaço de cebola picada (30 g)
3 cebolinhas e uns galhos de salsinha picados 
Umas folhinhas de manjericão 
Sal e pimenta-do-reino a gosto 
1 ovo ligeiramente batido 
1 colher (sopa) de azeite 


Coloque numa tigela o pão cortado em cubinhos. Despeje o leite e deixe o pão absorvê-lo enquanto prepara os outros ingredientes. Junte o queijo, as verduras, as flores, a cebola, o cheiro-verde, o manjericão, o sal e o ovo. Misture com delicadeza. Coloque metade do azeite numa frigideira antiaredente e despeje a mistura. Abaixe o fogo e deixe cozinhar até a parte de cima ficar cremosa. Vire com a ajuda de um prato ou uma tampa de panela - para que a fritada escorregue e volte para a frigideira para fritar do outro lado. Antes, junte o azeite restante. Se quiser, use uma frigideira própria para omeletes. Neste caso não precisa de ajuda de prato ou tampa.  Devidamente dourados os dois lados, nhac!



9 comentários:

Sandra Batista disse...

Ficou exelente!
Beijinho

Lilian, a mãe do Gabriel. disse...

Hum! Deu uma vontade...ficou perfeito e com certeza saborosíssimo!!!

Artesanato feito a mão disse...

meu deus mais o q é isso...nossa me deu água na boca.....parece estar deliciosoooooooooo....qdo puder me visite tbm....vou adorar receber sua visitinha......bjoooooooooooooo

Chris disse...

Neide, amo estar te visitando e aprendendo mil coisas. Estou querendo aprender sobre broto de bambu. É que na minha região tem muito bambuzal só não sei se todos os tipos são comestiveis. Obrigado ebjs

J P Diniz disse...

nhac pois

Anônimo disse...

Afe e eu nem sabia que dava pra fazer fritada com pão! Tenho muito o que aprender e PRECISO plantar capuchinha em um vaso na varanda :) Parece ter ficado ótimo!
Bjs Leticia

Neide Rigo disse...

Chris, espere até eu me deparar com um bambuzal e eu faço um post a respeito.

João Pedro, ora pois nhac!

Letícia, nem eu. A necessidade faz a gente descobrir coisas interessantes.

Um abraço, N

Claudio Oliver disse...

OI Neide
OUtra das nossas coincidências. Faço sempre destas que chamo minhas omeletes de vida. No sábado transcendi o comer sózinho e uma dessas virou o almoço da família... linda, com os ovos do quintal, os vegetais e uns queijos que sobraram do último encontro de queijos gostosos ..... minha filha adora.

maria luisa disse...

Adoro as dicas das suas fritadas!