quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Suco de uvaia sem bicho


Minha uvaieira de vaso já esteve mais rala, já produziu mais que este ano, já viveu anos de uma só safra - neste ano teve duas,  e agora não consigo fotografá-la com uvaias maduras,  pois nem bem amarelam e Marcos colhe tudo para bater com kefir para o café da manhã, que fica uma delícia, especialmente se tiver também banana maçã. Mas consegui salvar algumas na semana passada porque estava com muita vontade de tomar suco. Antes, dei uma mordida em uma delas e, claro, encontrei uma larva branquinha e dançarina - se ainda fosse discreta, teria sua chance de ser engolida sem traumas. Dizem que melhor que encontrar uma é encontrar só a metade. Ainda não me aconteceu.


Ainda no vaso, mas logo vai pra Piracaia

De safras passadas mais fartas
Que bicho de uvaia uvaia é, todo mundo sabe. Afinal que mal podem fazer larvas cevadas, desde a geração quase espontânea, com o mais puro e delicioso néctar do mundo das frutas? Até hoje não vi nada sobre o efeito colateral do consumo de pitangas e uvaias com larvas a não ser um certo nojinho e, quem sabe, um aporte maior e involuntário de proteínas, o que não é de todo ruim. 


Agora, que moscas das frutas e suas larvas, sejam da espécie Anastrepha fraterculus ou Ceratitis capitata, causam grandes prejuízos para produtores comerciais, isto é verdade. Não é o caso de quem tem uma uvaieira no quintal, que acaba se acostumando ao inconveniente e dando jeitos de separar e descartar as larvas quando é possível. 


Uma forma é congelar os frutos antes de fazer sucos. Depois, basta partir as uvaias ao meio, que fica fácil visualizar e tirar as larvas - geralmente uma turminha. Outra técnica que uso, antes de fazer geleias, por exemplo, é lavar bem, colocar numa panela com água e ferver. As larvas ficam mais firmes, se desprendem da polpa e você pode tirar com colher. E também pode coar todo o conteúdo sem apertar, que elas ficam na peneira. O caldo você usa pra fazer a geleia. Se quiser bater tudo no liquidificador o que vai acontecer é que vai ter uma geleia mais proteica imprópria para vegetarianos.


Coloque as uvais bem molinhas dentro de um vidro de boca larga com água


Chacoalhe bem e coe
Se eu como o bicho e não vejo, tudo bem. Mas, de um modo geral, me enquadro entre aqueles que tem como efeito colateral um certo nojo. Então, prefiro abrir os frutos e tirar as larvas, sempre que posso. Mas esta produção da foto usei para fazer um suco cem por cento livre de larvas usando um outro improviso que me veio na hora.  Os frutos tem que estar bem molinhos, afinal quanto mais maduros os frutos, mais saborosos e perfumados. E tem que estar bem lavados, é lógico. Você coloca dentro de um vidro de boca larga, junta água gelada e chacoalha bastante como se estivesse fazendo um drinque. Pode até usar coqueteleira se quiser. Mude de braço para exercitar os dois - isto não significa que demora muito, mas quanto mais chacoalhar mais polpa vai conseguir extrair. O importante é que a fruta se esmigalhe toda - por isto também tem que estar bem molinha. Aí, basta coar em peneira fina, sem apertar. Você vai perder umas fibras das frutas, mas em compensação as larvas não serão esmagadas e ficarão retidas na malha da peneira. Talvez ficarão um pouco tontas, mas só isto. Se quiser acabar com toda a geração delas, afervente-as. Quanto ao suco, adoce ao seu gosto - o meu, com pouco açúcar, por favor, e glupt! - glupts, sempre em homenagem ao amigo Luiz Horta que nem gosta tanto assim de frutas.

17 comentários:

Beth disse...

Não dá para por saquinhos nelas, como fazem com os pêssegos? Adoro uvaia! Devo ter comido muito bicho quando criança pois minha viziha tinha um pé...

Neide Rigo disse...

Beth, dá pra por saquinhos, mas haja trabalho! E eu gosto é de ver a árvore colorida de frutos. Mas também há iscas para as moscas.
Bem, você comeu bichinhos certamente. E está aí firme e forte, não?

Um abraço, N

veronika paulics disse...

que colheita farta. a nossa, quem nem é de vaso, mas ficou na sombra da mangueira este ano, deu quatro frutos. um, apodreceu. dois estão no congelador esperando o terceiro madurar no pé. vão virar suco. com proteínas e um pouco de açúcar.
viva a orvalha. viva a uvaia.
beijo.

Adri disse...

Fico encantada com a diversidade de frutas daí! Dá uma vontade! hehehhe...Bjão

Priscila Silva disse...

Neide, uvaia é o mesmo que uvalha?

Neide Rigo disse...

Veronika, talvez a uvaieira da praça esteja mais carregada. Vamos ver?

Adri, aí não tem? Onde está?

Priscila, valem uvalha, orvalha ou coisa parecida que o valha.

Um abraço,
N

aguiar disse...

Neide,
no sítio de uma amiga ,que fica na serra(com clima frio) tem vários pés de uvaia, experimentei uma vez e estavam muito azêdas. É assim mesmo?
Outra dúvida, uvaia pode ser plantada no litoral?
Bjs querida

Neide Rigo disse...

Aguiar,
de fato a uvaia é um fruto azedo. Aliás, o nome uvaia ou ubaia deriva do tupi ybá-ia que significa fruto azedo. Às vezes está mais docinha, mas no geral é mais ácida que doce, por isto é melhor transformá-la em sucos, sorvetes etc. A planta é típica da Mata Atlântica e pode ser encontrada na Serra do mar. Acho que pode ser plantada no litoral, sim. Um abraço, N

Anônimo disse...

Seu blog é uma delícia, já experimentou bater essas frutinhas com leite?Faça e depois me conte.....Bjos

Anônimo disse...

Seu blog é uma delícia, já experimentou bater essas frutinhas com leite?Faça e depois me conte.....Bjos

Anônimo disse...

Seu blog é uma delícia, já experimentou bater essas frutinhas com leite?Faça e depois me conte.....Bjos

Dricka disse...

Neide,
eu tenho verdadeira neura com lagarta e bichinhos em comida, não dá, não desce. Como eu planto muitas coisas na horticula, demoro um tempão na higienização, porque realmente: como esses bichinhos gostam de um alimento limpinho de agrotóxicos!rsrs
Bjs

Dricka disse...

Neide,
eu tenho verdadeira neura com lagarta e bichinhos em comida, não dá, não desce. Como eu planto muitas coisas na horticula, demoro um tempão na higienização, porque realmente: como esses bichinhos gostam de um alimento limpinho de agrotóxicos!rsrs
Bjs

Anônimo disse...

Já comi muita goiaba/bicho pois meu irmão me dizia que para eu aprender a nadar (no córrego do fundo de casa) era só comer goiaba bichada. rsrsrs. Os de goiaba hoje não consigo, são muito grandes. Mas de uvaia nem enxergo e nem quem experimenta minha caipirinha de uvaia com vodka! rsrsrs.
Beijo. Izabel

Lidia disse...

Já ingeri muita proteína desse tipo durante a infância: goiabas, pitangas, carambolas, graviolas e acerolas...
Frutas do quintal de casa, sempre doces (sem pesticidas nem adubo químico), suculentas e com reforço protéico adequado às crianças em fase de crescimento... rsrsrsrs
Adoraria experimentar uvaias e cerejas do rio grande, mas ainda não tive a chance.
Abraço!

Luciana disse...

Hummmm parece ser uma frutinha muito gostosa, pena que por aqui nunca vi dela!! Será que não consigo umas sementinhas em algum lugar??
Bjos, e quero dizer que seu Blog foi um achado prá mim, amei!!!

Neide Rigo disse...

Luciana, você consegue mudas já formadas no Ceagesp ou em viveiros, como no Ciprest, listado aí na barra lateral - "comércio legal". Um abraço, N