quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Quinta sem trigo 10: macarrão com molho de tomate

Não é qualquer macarrão. Afinal, hoje é quinta-feira sem trigo. Sei que agora há muitas opções de massa no mercado, como o espaguete de quinua ou de arroz, por exemplo. Sei também que há aqueles transparentes orientais, os celofanes feitos com amidos de feijão mungo e outras féculas, mas o gostoso é poder fazer sua própria pasta em casa. Com farinha de trigo todo mundo sabe que não tem segredo, mas sem ele e seu fundamental glúten, a gente tem que rebolar.
Felizmente existe o fubá de canjica e é com ele que tenho feito muitas experiências, pois é um amido que forma massa flexível e modelável, embora não tenha a elasticidade. Para macarrão, a ausência pode ser contornada com o uso de ovos e é isto que já costumamos fazer para dar corpo a massas preparadas com a nossa farinha de trigo do mercado, mesmo a chamada especial, obtida do trigo mole, mais frágil (o macarrão italiano e mesmo alguns brasileiros usam apenas a farinha de grano duro, própria para pastas e ideal para conseguir o correto ponto al dente, e aí não é preciso usar ovos).
Joguei fora algumas tentativas, mas acho que cheguei a um macarrão bastante satisfatório. Não fossem os ovos caipiras, de gemas muito amarelas, eles teriam saído mais clarinhos, como os macarrões frescos comuns. A vantagem do fubá de canjica é que ele é muito mais claro que o comum e é polvilhado como uma farinha de trigo - não chega, é claro, perto de uma doppio zero, mas é uma boa alternativa a qualquer farinha de trigo quando não se tem muitas escolhas. Ele deixa a massa lisa e com aroma suave e discreto. Com o molho, mal se percebe que é fubá.
Então, mãos à obra. Se não encontrar fubá de canjica por aí, comece a pedir nas mercearias e supermercados. No Mercado da Lapa mesmo já pedi muito, mas dizem que não trazem porque não tem procura. O que você pode fazer ainda é reunir uma turma e pedir ao produtor, que manda pelo correio (5 quilos = 11 reais pra despesas de correio).



A massa: coloque os ovos e o fubá no processador até formar estas bolinhas. Se juntar com os dedos e não formar uma bola macia, junte mais umas gotas de água. O processo todo também pode ser feito manualmente, sem uso de nenhum aparelho, embora o processador ajude muito.


A massa deve ser aberta com rolo e cortada. Ela não é super-resistente, mas também não é tão frágil. Veja na foto como resiste ao ser suspensa, sem se quebrar. Ainda não testei em lasanhas, mas fica a dica.

Basta cortar em talharins com uma faca sobre uma superfície enfubazada. Não consegui cortar usando a maquina de macarrão. Consegui, mas é mais difícil manter as tiras intactas.

Vá deixando as tiras espalhadas para secar um pouco enquanto termina de abrir e cortar toda a massa. Veja na foto que dá pra fazer até um ninho com a massa. Mas, quando é seca fica mais frágil. E, como é feita com ovos frescos, o melhor é fazer e cozinhar em seguida. Se houver sobras, deixe na geladeira.

Macarrão de fubá de canjica
Coloque no processador 100 g de ovo (2 pequenos), 100 g de fubá de canjica, 1 colher (sopa) de azeite, 1 colher (sopa) de água e 1/2 colher (chá) de sal. Bata tudo até formarem umas bolinhas úmidas. Junte tudo com as mãos para formar uma bola macia. Se preferir misture tudo numa tigela e sove bem. Se a massa ainda ficar seca, junte, aos poucos, mais algumas gotas de água. Retire pedaços da massa, faça cilindros e abra com rolo em superfície enfubazada. Abra com cuidado para a massa não rachar. E mantenha o restante da massa coberto com pano úmido. Se ressecar, não conseguirá abrir a massa. Ela tem que está bem macia. Deixe a massa bem fina, coisa de um milímetro - ao ergue-la contra a luz, deve parecer translúcida. Corte em talharins usando faca e espalhe as tiras sobre peneira ou pano enfubazado. Se quiser, deixe secando um pouco. Mas não precisa (eu fiz dos dois jeitos e não mudou nada). Como o macarrão usa ovos frescos, o ideal é cozinhar logo em seguida. Para esta quantidade use 2 litros de água com 1 colher (chá) de sal. Cozinhe por cerca de 2 minutos ou até que as tiras subam à superfície e estejam ainda um pouco firmes à mordida. Escorra e sirva com molho de tomate ou com outro de sua preferência. Ou cozinhe direto na sopa, como esta.

Rende pouco mais que 200 gramas de macarrão - quantidade suficiente para 2 porções pequenas ou 1 generosa
Molho de tomate: refogue 2 dentes de alho em 2 colheres (sopa) de azeite, até começar a querer dourar. Se quiser, junte com o alho uns pedacinhos de bacon e diminua o azeite. Junte 1 cebola média picada e deixe murchar. Adicione 1 lata de tomate pelado, picado, com seu caldo, coloque sal a gosto e deixe cozinhar até engrossar um pouco. Junte folhas frescas de manjericão e nhac com o macarrão.
Veja aqui mais informações sobre este tipo de fubá, lembrando que nem todo fubá de moinho de pedra é fubá de canjica.
E, aqui, além da receita de broinha de fubá de canjica, sem trigo e sem glúten, você vai encontrar o contato do produtor mineiro que pode entregar por correio.
Ou amplie a foto e veja aí o contato.

8 comentários:

Leiliane disse...

Neide, que idéia genial! Eu uso fubá de canjica, mas nunca pensei que pudesse fazer macarrão com ele. Bacanérrima sua pesquisa! Obrigada por compartilhar essas descobertas conosco!

A Autora do blog disse...

Fantástica e irresitível.
Adorei a sugestão.

http://asvezescozinheira.blogspot.com/

arte da sadhia disse...

neide que delicia de receita noss estou babando aqui amiga
aqui em casa é dificil eu fazer pois com minha vida corrrida e com as crianças no pé não dá né ....mas amei
bjinhos
www.artesdasadhia.blogspot.com

Fernando disse...

Postei lá no Facebook, ficou super bonitinho!

Marmita disse...

Que bonito.. adorei a tua explicação e receita, tens muito jeito! beijocas da marmita

Liliane disse...

Simplesmente 10!! Já existe no mercado um macarrão de milho que é da TUI Alimentos, porém é muito dificil encontrar, pelo menos aqui no Rio. Com a sua receita vou poder comer macarrão sem glúten qdo eu quiser!! Obrigada!

Manuela disse...

ola Neide, to evitando farinha de trigo na minha dieta e gostei muito do seu blog, tem muita receita boa. Tentei fazer esse macarrão mas não deu certo, primeiro que não deu as bolinhas no processador deu logo uma bola de massa, e depois tentei sovar e abrir, grudou tudo, uma pena, mas não deu certo, o que será que fiz de errado? um abraço

Neide Rigo disse...

Manuela,
Você usou o fubá de canjica? De que marca? Polvilhou a superfície Será que foi o tamanho do ovo. Se foi maior que o meu, talvez devesse usar mais farinha.
Que pena que não deu.
Um abraço,n