quarta-feira, 27 de junho de 2007

Compota de toranja finalmente pronta


Depois de oito dias de molho, trocando a água a cada 12 horas, as cascas das toranjas que trouxe de Fartura estavam com sabor suave, prontas para a compota. Aqui vai a receita toda:

Compota de toranja

4 toranjas com cerca de 1,5 kg cada
2 quilos de açúcar
3 flores de anis estrelado
5 dentes de cravo
2 pedaços de pau de canela
2 pedaços de casca de tangerina seca

Com uma lixa d´água limpe bem a casca da toranja. Se quiser, descasque a superfície colorida com uma faquinha bem afiada.

Corte os frutos em cunhas, tire a polpa (guarde para fazer salada com abacate e folhas verdes ou geléia, cuja receita darei em alguns dias) e separe as cascas.

Aqui, já lixadas e separadas - a polpa vermelha fica ótima como geléia ou em saladas de folhas


Pique a casca e cubra com água fria dentro de uma bacia plástica – como são leves e tendem a boiar, coloque um prato pesado por cima para que fiquem bem cobertas com a água).
Escorra e coloque água limpa a cada 12 horas. Em 7 ou 8 dias todo o amargor já deverá ter saído. Experimente uma lasquinha para conferir.
Coloque os pedaços numa panela e cubra com água. Cozinhe por cerca de 1 hora ou até ficarem bem macios.
Enquanto isso, faça uma calda com os 2 quilos de açúcar (não se assustem, é compota para um batalhão), 2 litros de água e os temperos.
Quando estiver em ponto de xarope, junte os pedaços de toranja escorridos e bem espremidos para que possam absorver a calda (usei um amassador de batatas para extrair quase toda a água, mas cuidado para não machucar os pedaços).
Deixe ferver mais uns 15 minutos. Espere esfriar e coloque em vidros aferventados.
Use assim, como sobremesa, com um pedaço de queijo ou um pouco de creme. Mas é bom saber que os pedaços escorridos e picados são ótimas alternativas para as frutas cristalizadas em pães, bolos e pudins

Nenhum comentário: