quinta-feira, 24 de julho de 2008

Florença - os peixes e frutos do mar do Mercado San Lorenzo



O desejo era de comprar muitos destes peixes e frutos do mar e preparar para o jantar, mas os peixes só estavam frescos pela manhã. E no Mercado de San Lorenzo sempre estávamos de passagem, rumo a algum passeio de dia inteiro. E o peixe a cozinhar no bafo da mochila quente, sob o sacolejo do trem, não ia dar muito certo. Portanto o jantar, quando pudemos prepará-lo no apartamento, era composto de pratos rápidos e quase completamente vegetarianos: saladas, risotos ou massas com abobrinhas, tomates, queijos, figos, flores de abobrinha e cogumelos porcini. Não vi camarões muito bonitos e frescos, mas, em compensação, a pescatrice (ou rana pescatrice, rospo), conhecida aqui como tamboril ou peixe-sapo, parecia muito apetitosa. Fiquei imaginando aquela cauda carnuda com sabor de lagosta. E as trilhas, que sabem a camarão? Pior foi não saber que gosto tem a sépia branquinha. Mas um dia eu volto, ah, se volto.

Vejam as fotos. Não havia muito mais além destas espécies que fotografei. Clique & Amplie

Triglie (Mullus surmeletus). Iguais às nossas trilhas.

Trote (são várias espécies - não sei se esta é a Salmo gairdnerii)



Totane - um tipo de lula


Pesce-pavone (Alopias vulpinus ou Symphodus tinca) e tonno (Thunnus sp): um tipo de cação e atum


Spigola - várias espécies, robalo



Sogliola (Solea solea) - linguados


Seppia - um molusco como a lula.

Ombrina ou ombrina leccia - Umbrina cirrosa - de carne firme, parecida com o robalo

Polpo (Octopus tehuelchus ou outra)


Polpeti (polipetti, moscardini ou fragoline di mare) e calamari - polvinhos e calamares (lulas).

Pesce spada (várias espécies): grande, de carne branca e gordas, muito diferente dos nossos espadas, mais delgados.

Palombo (Galeorhinus galeus), uma espécie de tubarão (tubarão perna-de-moça)

Orata (Sparus aurata): a daurade da Provance. Mas não é dourada, é prateada.


Ombrina (Umbrina cirrosa), um tipo de corvina. E calamari

Moscardini, polpetti ou polipetti ou fragoline di mare - polvinhos.

Cozze - mexilhões


Coda de rospo - cauda de tamboril ou peixe-sapo (Lophius gastrophysus e outras espécies). O peixe de cara medonha e carne deliciosa como a de lagosta é também chamado de pescatrice ou rana pescatrice ou rospo.

Cernia (Epinephelus marginatus) - um tipo de cherne ou mero.

Arselle ou vongoles

Acciughe (Engraulis encrasicolus) - anchovinhas

2 comentários:

Mariângela disse...

Neide,a sépia branquinha o marido fazia recheada,um recheio a base de migalhas de pão,tempero verde,especiarias,posso sentir o gosto até hoje,já fez cozida em vinho,de leve, ulalá! e este polvinho fica uma delícia de tira-gosto.Putz,agora me deu vontade de comer a sépia..beijo!

Valentina disse...

Estou amando ler sobre a tua viagem.