terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Jaca verde pra moqueca e jaca-louca



Jacas verdes são consideradas legumes e tratadas como tal, especialmente em países do Sudeste Asiático. Uma pena que no Brasil só se dê atenção a elas quando estão no ponto de cair, sendo que poderiam ser aproveitadas em todos os estágios de maturação. A ponto de a árvore asiática tão bem adaptada por aqui ser tratada como invasora em alguns locais como no Recôncavo Baiano onde pode ser cortada pra fazer de gamelas a mesas de jantar, camas e sofás. Sei lá se isto é certo ou não, deve haver algum estudo de impacto ambiental para que a atividade seja feita à luz do dia, na beira da rodovia, mas que jacas são desperdiçadas no Brasil, ah, isto são.


A primeira, a jaqueira da minha rua, mais encardidinha por causa da poluição, talvez. A segunda, mais viçosa, no nosso sítio de Fartura
Jaqueiras são derrubadas no Recôncavo Baiano para fazer móveis e gamelas
Para saber mais sobre as jacas e como preparar os frutos verdes ou maduros, veja este outro post. Mas repito também aqui. Sobre grude etc, melhor ir mesmo ao outro post, bem mais completo.
Antes de cozinhar - parta a jaca em quatro. A minha tinha 1,2 kg. Se fosse menor, seria melhor cozinhar inteira. Cubra com água e leve ao fogo. Deixe cozinhar por cerca de 1 hora ou até que fique bem macia (ou menos tempo se for menor).
Tire primeiro a casca e depois o miolo e descarte-os.

1 jaca verde com cerca de 1,2 kg rende aproximadamente a metade do peso em polpa cozida e limpa, para usar em moquecas, refogados, recheios etc.
Resolvi picar a jaca cozida no processador, porque ando com mania de processador, mas você pode também fatiar bem fininho na faca se preferir. E como ficou com aparência de frango desfiado, achei que ficaria boa na forma de carne-louca, que a gente costuma servir com pão. Achei que ficou. Levei ao piquenique de domingo e mesmo quem não suporta jaca comeu, não reconheceu a fruta, e gostou. O restante da jaca cozida e picada dei a Eliane para que fizesse uma moqueca do jeito que quisesse. Ficou uma delícia que comemos com arroz quentinho e mais pimenta.

Receita de jaca louca ou jaca verde para comer com pão
4 colheres (sopa) de óleo de urucum - ou use azeite comum + 1 colher (sopa) de colorau
4 dentes de alho fatiados
250 g de pimentão (1/3 de pimentão amarelo, 1/3 do vermelho e 1/3 do verde), fatiado
1 pimenta dedo-de-moça picada
1 cebola média fatiada
4 xícaras de polpa de jaca cozida e fatiada (450 g)
1 colher (chá) de sal ou a gosto
Pimenta-do-reino a gosto
4 colheres (sopa) de azeite
1/4 de xícara de vinagre
1 xícara de cheiro verde picado
Coloque o óleo de urucum numa frigideira e leve ao fogo. Junte o alho e deixe começar a dourar. Acrescente o pimentão, a pimenta e a cebola e refogue até que a cebola comece a ficar macia. Coloque a jaca, tempere com sal e pimenta-do-reino e misture. Deixe no fogo, mexendo, até a jaca ficar bem quente. Prove o sal e corrija, se necessário. Deixe esfriar e tempere com azeite, vinagre e cheiro-verde-picado. Sirva com pão. No outro dia estará ainda melhor.
Rende: de 8 a 10 porções


Moqueca de jaca verde. De Eliana Santiago
2 colheres (sopa) de óleo de dendê
2 dentes de alho picados
1/2 cebola picada
3 colheres (sopa) de pimentão verde picado em cubinhos
3 colheres (sopa) de pimentão vermelho picado em cubinhos
1 tomate picado em cubinhos
2 colheres (sopa) de coentro picado
1 pimenta dedo-de-moça vermelha picada
1 colher (chá) de sal ou a gosto
2 xícaras de jaca verde cozida e fatiada
1 xícara de leite de coco
Suco e limão e coentro a gosto para finalizar (ela usou coentro-de-pasto ou chicória-do-pará, mas com qualquer um ficará bom)
Numa panela de barro, coloque o óleo de dendê e doure o alho e a cebola. Junte o pimentão e o tomate e mexa. Em seguida, junte o coentro, a pimenta, o sal e a jaca verde cozida. Misture bem e deixe cozinhar brevemente ou até que fique bem quente. Junte o leite de coco e deixe ferver. Prove e corrija o sal e corrija se necessário. Junte umas gotas de limão e mais um pouco de coentro picado para finalizar. Sirva com arroz
Rende: 4 porções

Veja tambem

17 comentários:

Anônimo disse...

Menina esta jaca ficou danada de bonita, e com certeza gostosa.Quanto a chuva de SP meu marido costuma chegar em casa, meia noite e meia ou uma da manha esta madrugada o pobre brasileiro paulistano chegou as 3 da manha. Mas assim caminha o paulistano beijos Denise.

Dricka disse...

Neide, sou fissurada por legumes/frutas transformadas em mistura. Nunca fiz de jaca, mas a banana verde sempre vira um curry na minha cozinha.
Tanto sua carne louca quanto a moqueca da Eliana, deixaram minhas bichas assanhadas.
bjs

Anônimo disse...

Legal, realmente desperdiçamos muitas coisas, manga e jaca é uma aberração.. só tinha visto jaca verde tratada como legume no Capão, chapada diamantina, onde o prato típico é pastel de jaca, fica ótimo, lembra palmito. Infelizmente pelo aspecto ambiental, a jaqueira é bem agressiva, não só por ser exótica, mas ela vai "contaminando" o solo ao redor para que só nasçam jaqueiras. Bjs, Daniel.

vinicius disse...

eu que não sou nada fã de jaca, fiquei com vontade de fazer essas receitas. so fiquei com uma dúvida, nelas podem ser utilizadas tanto da jaca mole cquanto da dura? parece que tem desses 2 tipos, não?

angela disse...

Deve ser bom! Por aqui compro uma compota de jaca gostosa,Não sei a marca. Deu saudade do meu pai. Se a palavra jaca aparecia na conversa ele dizia: só gosto de jaca mole, não gosto de jaca dura. SEMPRE.
Por aqui não tem jaca, se tem, nunca vi.

http://cafezinhocombiscoito.blogspot.com

Wanda disse...

Neide, querida, seu blog está uma delícia. Faz tempo que não vinha aqui. Agora, de férias, estou aproveitando para curtir seus posts. Trouxe uma jaca de Boiçucanga. Vou experimentar usar as sementes, como vc sugeriu. Um grande beijo e um grande ano pra vc, Wanda.

mari disse...

Oi Neide! Muito interessante esse negocio da jaca ...ficou parecendo frango mesmo...daí minha duvida:essa jaca verde tem uma quantidade de proteína razoável??? Obrigada!

Neide Rigo disse...

Daniel, obrigada pela informação.

Vinícius e Angela, desde que a jaca seja verde e ainda bem dura, qualquer uma serve.

Wanda, acho que vai gostar. Depois me conte.

Mari, infelizmente não. O conteúdo de proteínas não difere muito de outros legumes. Mas é rica em vitaminas, minerais e fibras. Você terá que conseguir proteínas de outras fontes - leite, ovos, queijos, carnes, ceral+leguminosa, por exemplo.

Um abraço, N

remall disse...

Já que o assunto é jaca, quem estiver para os lados de minha cidade BH - MG , o parque municipal esta cadastrando pessoas interessadas em ganhar a fruta, que tem vários pés no parque.
Para o deleite de quem gosta....

Pablo A. disse...

Adoro suas receitas!
Usei a base das suas receitas anteriores com jaca verde e fiz algo como um strogonff com ela. Só que aproveitei tdo, menos a casca. É a nova sensação...rs...
Tive que fazer pra família de uma amigo em Itatiba, e agora mãe de outro colega virá de Campinas pra comer... Eu jamais imaginei que pudéssmos apreciar a jaca salgada!

beijos

Anônimo disse...

Neide, já algum tempo ouvi falar sobre a jaca cozida que se faz passar por palmito, nunca tinha feito ou comido, mas ontem minha mãe ganhou da amiga Teresa um pouco já cozida e refogada , menina como parece refogado de frango, adorei e já estou a procura de jacas verdes. Realmente quem gosta de palmito não sabe o que está perdendo.

valdeci ponce disse...

olha, outro dia fui para o aniversário do meu irmão, cheguei muito cedo, nos reunimos no fundo da casa, debaixo de um pé de jaca que estava carregada de frutas verdes, e enquanto não começava o churrasco resolvi inventar de fazer uma jaca refolgadinha com coloral, cebola, alho e cheiro verde e pimenta, ficou uma delicia servi com arroz branco e farofinha de alho, experimenta pra vcs vê...amei

Anônimo disse...

neide meu imail é valdeciponce@hotmail.com

Angelica disse...

Fiz ficou muito bom ,parabéns pela receita!

Anônimo disse...

Neide, as vezes fico, desse lado aqui pensando o pq gosto tanto de vc. Evidentemente, inclui suas receitas maravilhosas. Essa da jaca louca, é simplesmente uma maravilha.
Depois, as receitas dão certo,e os seus textos são muito bons, mas os títulos são de arrasar, como esse da Jaca louca, tem o PAncs da periferia...de Curitiba e tantos outros.
Mais uma vez, Obrigadão!!! vc alimenta alma, aquece a barriga e estimula a criatividade.
Come-se faz bem para saúde.

bjos Ana
PS: O marido concordando com tudo, aqui do lado

Bei Lopes disse...

Verdade amigo também fiquei com essa duvida.

Bei Lopes disse...

Verdade amigo também fiquei com essa duvida.