quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Saca-rolhas natural na capa do Paladar

Hoje estou no Paladar por um motivo diferente do que costumo estar. Desta vez não foi para falar de comida e sim por causa de uma montagem de saca-rolhas que fiz a pedido da editora Patrícia Ferraz, para ilustrar a matéria de capa do caderno que é sobre novos determinantes de escolha de vinhos. Orgânicos, biodinâmicos, naturais (artificiais?). Luiz Horta discorre com maestria e graça sobre o assunto. O tema também é discutido pelo Eric Asimov, crítico de vinhos da New York Times: "Se o seu é natural, o meu é artificial?". Não perca. Já o meu Paladar será certamente enquadrado, afinal não é toda hora que uma "obra de arte" efêmera como esta é eternizada na capa de um jornal do porte do Estadão.
A princípio pensei que queriam um saca-rolhas de verdade e já me vi esculpindo o tronco seco. Mas logo entendi que a brincadeira era apenas escolher um galho da videira que tivesse a forma natural de um saca-rolhas em T. Tratei de procurar o design entre as folhinhas novas que haviam acabado de brotar. Mas nada. Então tive a ideia de furar uma rolha e passar o galho por dentro dela. Ainda faltava um farafuso para ganhar a cara do utensílio, pois os da uva ainda são jovens lisos sem caracois, quando pensei em improvisá-lo com a gavinha do chuchuzeiro. Tudo isto pedido numa noite para ser fotografado no outro dia, mas foi uma delícia rever rolhas velhas, observar a planta que renasce de um galho seco - nome mais apropriado este de videira, e entrar no espírito.


Clique & Amplie para ver o crédito
Depois de sacrificadas em jovens galhos e gavinhas, ambas as plantas se recuperam bem, obrigada

5 comentários:

Luiz Claudio Lins disse...

Hai Kai visual que deixa o leitor mais feliz e os amigos orgulhosos como sempre. Pois, o que todos vêem agora, é o que nossos sentidos se acostumaram na convivência breve ou não.

Neide Rigo é um aroma que chega, alegra e passa. Mas que a gente nunca esquece.

Daniel Brazil disse...

Boa sacada! Ou sacarrolhada?

georgia disse...

genial como sempre!!!.... ai, ai a simplicidade ......

clau disse...

Ah...entao aquela idéia era sua: veja sò!
Pois mm sem saber, eu tinha achado GE-NI-AL!!
Parabéns pelo resultado, Neide.
Pq fala muito mais que palavras!
Bjs!

Anônimo disse...

Em defesa das rolhas de cortiça. Preserve essa ideia.
No natal de 2009, durante uma de suas degustações, Alessandro Garcia, Sidney Garcia e Claudio Frazão (Respectivamente), incentivados pelos presentes, tiveram a ideia de criar uma instituição para defender, cuidar e discutir os assuntos relacionados as rolhas de cortiça, em especial as tradicionais rolhas de cortiça cuja fabricação tem sido ameaçada, pela crescente substituição por rolhas de plástico, em decorrência do intitulado desenvolvimento sustentável com a preservação da natureza. Mas como aceitar essa substituição com sensível prejuízo ao sabor do vinho e suas tradições? Então, por que não reciclar as rolhas de cortiça. Seria esse o caminho? Então se instituiu a ONG DA ROLHA - Ano I.
http://www.ongdarolha.com/
www.brasilviaweb.com.br/a/ong-da-rolha
http://ongdarolha.blogspot.com
Patrocínio:
www.importdelivery.com.br