sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Pão de juçara

Como já disse, aproveitei o tema frutas na visita ao Sítio do Bello com os estudantes da Università degli Studi di Scienze Gastronomiche para levar o pão com juçara. Apenas usei a polpa no lugar de parte da água que usaria numa receita de pão branco comum, aquele que sempre faço com variações.
Aproveitei a polpa do Vale do Ribeira que havia sobrado daquelas receitas que desenvolvi há algum tempo (veja aqui frango com juçara, carne de panela e creme com banana). Naquela ocasião nem pensei em pão, mas agora o uso me pareceu tão óbvio. O pigmento antocianina dá uma cor incrível ao pão e o mesmo vale para o açaí. No próximo, juntarei azeitonas pretas pois sei que vai combinar. E vou usar azeite no lugar da manteiga. Se quiser, faça com açaí ou juçara antes de mim e me diga se não dá certo.
Pão com polpa de juçara
1 envelope ou 1 colher (sopa) de fermento biológico seco
2 xícaras de água morna (720 ml)
3 colheres (sopa) de açúcar
Mais ou menos 1,2 kg de farinha de trigo (ou até dar o ponto)
1 xícara de polpa de juçara (se não encontrar, use de açaí)
1 colher (sopa) de sal
1 ovo
1/2 xícara ou 100 g de manteiga sem sal em ponto de pomada
Farinha de trigo para polvilhar
Numa bacia, coloque o fermento e um pouquinho de água para diluir. Quando o fermento estiver derretido, junte a água restante e o açúcar. Mexa bem e junte um pouco de farinha, suficiente para formar um mingau grosso. Espere uns 15 minutos ou até que forme bolhas. Junte, então, o sal, a polpa. Acrescente o ovo e, os poucos, vá colocando a farinha de trigo restante e mexendo até que possa passar a massa para uma bancada enfarinhada e sovar com as mãos. Continue adicionando farinha de trigo aos poucos, até conseguir uma massa uniforme, elástica, que se solte das mãos. Junte a manteiga em pedacinhos e sove até homogeneizar. Se precisar, só mais um pouco de farinha. Cubra a massa com plástico e deixe levedar, até dobrar de volume. Divida a massa em quatro, modele o pães, umedeça-os com água e polvilhe farinha de trigo com uma peneirinha. Coloque os pães em assadeira untada com manteiga e polvilhada com farinha, cubra com o pano e espere crescer novamente. Antes de assar, faça cortes no pão e leve ao forno pré-aquecido, bem quente (cerca de 280 graus). Deixe assar por 10 minutos. Abaixe o fogo (cerca de 180 graus) e deixe assar por mais 50 minutos ou até dourar.
Rende: 4 pães
Nota: as medidas usadas são as padronizadas para cozinha, sempre rasadas: 1 xícara de 240 ml; 1 colher (sopa) de 15 ml
Se quiser, divida a massa em porções de 40 gramas e faça pãezinhos

3 comentários:

Juliana Valentini disse...

Neide,
como é polpa de juçara? É só o palmito desmanchado?
Beijo,
Juliana.

Neide Rigo disse...

Juliana, a juçara é nosso açaí da mata atlântica. Estou falando dos frutos. Veja aqui: http://come-se.blogspot.com.br/2010/05/polpa-de-jucara-no-vale-do-ribeira.html

beijos, N

Juliana Valentini disse...

Você é rápida, hein? Eu já ia comentar de novo dizendo que descobri, no Come-se mesmo, e que devia ter pesquisado antes de perguntar. É esse mesmo o post que acabei de ler. E devo confessar que não sabia que existia fazer "açaí de juçara". Colho sementes de juçara, planto juçara, vendo juçara, mas não sabia da polpa dos frutos.
Obrigada!
(mas o pão vai ser de açaí, porque onde vou achar isso pra comprar???)
Beijo,
Juliana.