sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Bolinho de arroz goiano, com coalhada e fermentação natural

A massa cozida na frigideira pequena de fundo arredondado
Achei esta receita num site (www.receitaculo.com/receita/20233) dizendo que era da Cora Coralina. Dizia que foi baseada numa outra registrada no sitedegoias (nem dava o link, só tinha o nome do site - "referência: receita de Cora Coralina retirada do meu caderno de receitas e verificada no site: sitedegoias.com.br). Fui lá, busquei a receita e a que encontrei, igualzinha,  era uma tendo como fonte a revista Prazeres da Mesa. Fui lá e copiei a receita que aqui está com crédito. 

Pois bem, tinha um litro de coalhada na geladeira e resolvi usá-lo nesta receita, afinal tinha comido bolinhos de arroz em Goiânia e Goiás Velho bem fofinhos, dourados, inesquecíveis. Fiz a receita e não resisti, diminuí o açúcar. Também não quis colocar fermento em pó, já que deixei fermentando. Mas coloquei em uma parte pra ver como ficava. Você está vendo nas fotos. Com fermento a massa ficou muito fofa e a crosta dourada. De qualquer forma, o sabor é muito bom. Ah, também não fiz com fubá, mas deixei o arroz de molho e bati no liquidificador com a coalhada - descontando na coalhada a água que foi absorvida. Mas, faça o seu com a farinha de arroz que vai dar muito certo. Eu não tinha a farinha no momento. Você encontra hoje facilmente nos mercados. De qualquer forma, ficou muito gostoso e eu fiquei brincando com a massa - fazendo bolinhos em diferentes formatos, com a forminha só untada com óleo e assado a 200 graus. E também cozinhei na frigideira, fritei como panqueca fina e panqueca grossa. Só não fiz em forma grande, mas aventure-se! 

Vou deixar aqui a receita original e você também mexe ao seu bel prazer. Originalmente registrada no site da revista Prazeres da Mesa - Gosto de Interior.  Vá lá que tem outras delícias goianas.  Aqui a receita da Dona Ritinha,  tal qual está lá, cedida pelo neto Aloísio (ei, acho que conheço o Aloísio!!). Simples assim: 

Só as do canto inferior esquerdo com fermento 
Olhe a belezura que ficaram as com fermento 



BOLO DE ARROZ DE D. RITINHA DO BRÁULIO

20 unidades pequenas
½ quilo de fubá de arroz
3 copos (americano) de açúcar
3 copos (americano) de coalhada
3 copos (americano) de queijo ralado
½ copo (americano) de óleo
2 colheres (sopa) de fermento em pó
4 ovos
Erva doce a gosto

1 Em uma bacia, junte todos os ingredientes e bata bem. 
2 Deixe a massa descansar de um dia para o outro. 
3 Asse em forminhas untadas.
Receita cedida por seu neto Aloísio Godinho

Na frigideira, em camada grossa
Massa de outro dia - igual, só que mais fermentada 

Na frigideira - sem fermento 
Dendezoca: se ela bobear eu roubo isto tudo aí 

Massa de outro dia, mais fermentada, com fermento químico também 

8 comentários:

Elaine pereira disse...

O arroz que vc deixou de molho foi arroz cru? De molho em água mesmo, de um dia para o outro ?

Guilherme Ranieri disse...

Neide, fubá de arroz = farinha de arroz?

Unknown disse...

Se assemelha muito ao bolinho tipico do maranhão chamado de orelha,sempre servido nos cafés da manhã,uma delicia!

Unknown disse...

http://rosicleiasnmelo.blogspot.com/2014/02/bolo-de-arroz-ou-orelha-de-macaco-frito.html?m=1

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Neide Rigo disse...

Guilherme, sim, a mesma coisa.

João, que legal saber. Vou ver o link.

Um abraço,n

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fridinha disse...

Bom dia Neide!
Primeiro queria parabenizar pelo blog! Muito legal mesmo.
Nessa receita voce acha que posso colocar kefir? Ele e um pouco mais liquido que a coalhada entao nao sei se seria idea.

Obrigada e uma vez parabens pelo blog!!!

Joyce