sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Bolinho de arroz goiano, com coalhada e fermentação natural

A massa cozida na frigideira pequena de fundo arredondado
Achei esta receita num site (www.receitaculo.com/receita/20233) dizendo que era da Cora Coralina. Dizia que foi baseada numa outra registrada no sitedegoias (nem dava o link, só tinha o nome do site - "referência: receita de Cora Coralina retirada do meu caderno de receitas e verificada no site: sitedegoias.com.br). Fui lá, busquei a receita e a que encontrei, igualzinha,  era uma tendo como fonte a revista Prazeres da Mesa. Fui lá e copiei a receita que aqui está com crédito. 

Pois bem, tinha um litro de coalhada na geladeira e resolvi usá-lo nesta receita, afinal tinha comido bolinhos de arroz em Goiânia e Goiás Velho bem fofinhos, dourados, inesquecíveis. Fiz a receita e não resisti, diminuí o açúcar. Também não quis colocar fermento em pó, já que deixei fermentando. Mas coloquei em uma parte pra ver como ficava. Você está vendo nas fotos. Com fermento a massa ficou muito fofa e a crosta dourada. De qualquer forma, o sabor é muito bom. Ah, também não fiz com fubá, mas deixei o arroz de molho e bati no liquidificador com a coalhada - descontando na coalhada a água que foi absorvida. Mas, faça o seu com a farinha de arroz que vai dar muito certo. Eu não tinha a farinha no momento. Você encontra hoje facilmente nos mercados. De qualquer forma, ficou muito gostoso e eu fiquei brincando com a massa - fazendo bolinhos em diferentes formatos, com a forminha só untada com óleo e assado a 200 graus. E também cozinhei na frigideira, fritei como panqueca fina e panqueca grossa. Só não fiz em forma grande, mas aventure-se! 

Vou deixar aqui a receita original e você também mexe ao seu bel prazer. Originalmente registrada no site da revista Prazeres da Mesa - Gosto de Interior.  Vá lá que tem outras delícias goianas.  Aqui a receita da Dona Ritinha,  tal qual está lá, cedida pelo neto Aloísio (ei, acho que conheço o Aloísio!!). Simples assim: 

Só as do canto inferior esquerdo com fermento 
Olhe a belezura que ficaram as com fermento 



BOLO DE ARROZ DE D. RITINHA DO BRÁULIO

20 unidades pequenas
½ quilo de fubá de arroz
3 copos (americano) de açúcar
3 copos (americano) de coalhada
3 copos (americano) de queijo ralado
½ copo (americano) de óleo
2 colheres (sopa) de fermento em pó
4 ovos
Erva doce a gosto

1 Em uma bacia, junte todos os ingredientes e bata bem. 
2 Deixe a massa descansar de um dia para o outro. 
3 Asse em forminhas untadas.
Receita cedida por seu neto Aloísio Godinho

Na frigideira, em camada grossa
Massa de outro dia - igual, só que mais fermentada 

Na frigideira - sem fermento 
Dendezoca: se ela bobear eu roubo isto tudo aí 

Massa de outro dia, mais fermentada, com fermento químico também 

8 comentários:

Elaine pereira disse...

O arroz que vc deixou de molho foi arroz cru? De molho em água mesmo, de um dia para o outro ?

Guilherme Ranieri disse...

Neide, fubá de arroz = farinha de arroz?

João Gregorio Saraiva Pinto Junior disse...

Se assemelha muito ao bolinho tipico do maranhão chamado de orelha,sempre servido nos cafés da manhã,uma delicia!

João Gregorio Saraiva Pinto Junior disse...

http://rosicleiasnmelo.blogspot.com/2014/02/bolo-de-arroz-ou-orelha-de-macaco-frito.html?m=1

João Gregorio Saraiva Pinto Junior disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Neide Rigo disse...

Guilherme, sim, a mesma coisa.

João, que legal saber. Vou ver o link.

Um abraço,n

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fridinha disse...

Bom dia Neide!
Primeiro queria parabenizar pelo blog! Muito legal mesmo.
Nessa receita voce acha que posso colocar kefir? Ele e um pouco mais liquido que a coalhada entao nao sei se seria idea.

Obrigada e uma vez parabens pelo blog!!!

Joyce