terça-feira, 18 de outubro de 2016

Jabuticaba de cabo a rabo. Pão de Jabuticaba

Há alguns anos, aqui no Come-se, publiquei o aproveitamento da mesma jabuticaba para fazer xarope, geleia e doce. Ficou faltando a polpa. Só ontem resolvi o que faria com ela.

Primeiro cozinhei as frutas, escorri o caldo, juntei a ele açúcar e fiz o xarope (veja o link aí em cima). Depois fiz a geleia usando ainda a mesma jabuticaba. Por fim, ainda aproveitei a polpa, bati, coei e fiz doce pastoso. Na peneira ainda ficaram sementes e casca cozidas e macias. Foi só bater tudo no processador, passar por peneira grossa pra evitar alguma semente inteira e juntar à massa do pão. Aqui vai a fórmula. O modo de fazer é igualzinho ao dos vários pães que tenho publicado aqui, como este.

A polpa pronta pra ir à massa 
Pão de polpa de jabuticaba

400 g de levain reformado
1 xícara de água (e mais, conforme for precisando)
1,5 xícara de polpa de jabuticaba
1 colher (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de mel
4 colheres (sopa) de manteiga
1 kg de farinha

Bata no liquidificador o levain com a água e a polpa. Passe para uma bacia, junte os outros ingredientes e vá misturando com as mãos, juntando mais água, se necessário, aos poucos, até formar uma massa bem macia, não dura. Deixe repousar meia hora dentro de uma vasilha com tampa e untada com óleo, mexa na massa dobrando-a para cima como se estivesse fechando um presente. Faça isto de novo depois de meia hora. Molde os pães, deixe crescer e asse - para estes passos sugiro ver a receita do link.

Espere esfriar antes de cortar e Nhac!

Este assei em forma de pão e ainda fiz umas frescuras por cima com farinha
com ajuda de um molde de mdf 



5 comentários:

analice disse...

Hum, deu vontade. Vou experimentar com um pouco do seu levain que ainda tenho e as jabuticabas do quintal (antes que os passarinhos devorem toda).

Marília Kelen disse...

Tu é demais! Seria maravilhoso se mais pessoas aproveitassem os alimentos como tu! Certamente o mundo andaria em outro ritmo!

Anônimo disse...

Seu blog é muito legal! Abraços.

Anabela Jardim disse...

Quanta coisa gostosa! Jabuticabas sempre fizeram parte da minha vida. Tenho uma tia que mora há mais de 40 anos numa chácara que possui dezenas de enormes pés da fruta. Aqui perto existe uma cidade chamada Sabará, que tanta jabuticaba a ponto de todos anos haver o festival de derivados no mês de novembro.

Ana Barbosa disse...

Faço brigadeiro com jabuticabas...além das geleias e sucos