quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Pedigree da salada 3. Mel de jataí

Se a  Michelle Obama extraí o mel para a cerveja da Casa Branca das caixas de abelha que mantém na horta, como se lê hoje lá no caderno Paladar,  aqui o mel das minhas jataís foi usado para fazer o vinagre daquela salada.

Tive a ideia depois de tomar aquele refresco de mel carregado de doçura e sabor feito pelo Jerônimo. Quando ele foi embora, diluí mel em água para ficar com aquele grau de doçura e coloquei para fermentar com um pouco de levedura de pão. O processo do vinagre foi parecido com aquele que usei para fazer o de maçã que já mostrei aqui. Formou uma mãe de vinagre linda e ficou ácido e perfumado. Na próxima semana eu conto direitinho como fazer.



Para a salada, foi só misturar 1 colher (sopa) de mel de jataí, 1 de vinagre de mel de jataí, 1 pitada de sal e 4 colheres (sopa) de azeite. Bati tudo, joguei sobre as folhas e nhac!

6 comentários:

lili disse...

Que ruindade...Ensina logo!

Valentina disse...

Que lindo o visual desta salada. Dá até gosto.Perdi as tuas dicas do vinagre de maça. vou olhar.

Maibrada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Neide,

Acompanho teu Blog na surdina, e sou fã. Vendo a foto da belíssima salada que vc postou me ocorreu uma coisa muito séria. Carambola pode ser extremamente perigosa, se não fatal para diabéticos, e talvez fosse interessante a sugestão da substituição dessa fruta para os que tem essa doença.
Muito mais sucesso prá vc.

Neide Rigo disse...

Lili, só semana que vem - e quinta-feira! Depois você entenderá o porque. Mas não tem segredo. É só seguir a receita do vinagre de maçã.

Valentina, está aí logo atrás.

Anônimo, obrigada. A carambola só é tóxica para quem tem doença renal crônica (que pode ser diabético ou não). Neste caso, é só excluir. De resto, é uma fruta bastante nutritiva e deliciosa.

Um abraço, N

Anônimo disse...

Olá Neide!
Mais uma vez me delicio com seu blog, parabéns!

Adorei a salada e aproveitei para passar pelo post do vinagre de maça. Muito interessante também.

Aquela mãe do vinagre parece muito com a Kombucha, talvez seja uma variação dela, quem sabe. Você conhece Kombucha?

Tenho aqui várias mudas de kombucha para doação, vou pegar uma delas e tentar fazer um vinagre de vinho. Depois te conto como foi.

Antonio
ahlr_2000@yahoo.com