quarta-feira, 27 de junho de 2012

Cogumelo de Piracaia. Scleroderma citrinum (?). Come-se não



Eles estavam num platô do nosso sítio em Piracaia já envelhecidos, quase rachados a espalhar esporos. Uma bola marrom, com pés cor de cúrcuma.  Quem sabe não é uma espécie comestível, pensei. Trufas aéreas, quem sabe? Mas não, não mordi, que pareço mas não sou louca (nem o cogumelo desta minha foto aí ao lado, de Gonçalves - MG, comi). Não me lembrava de ter visto nos guias nada parecido. Mas fui procurar.  Os guias estrangeiros falam bastante do Scleroderma citrinum, muito parecido no design e na descrição geral, mas como não vi a bola fresca, não sei com certeza. Só sei desconfiando. E também, com outros ares, a mesma espécie pode ter cara um pouco diferente. Alguns guias, como o Wild Edible Fungi: a global overview of their use and importance to people, de E. R. Boa, dão como comestíveis várias espécies deste gênero Scleroderma. Já o guia El Gran Libro de las Setas,  de Ettore Bielli, mostra apenas duas espécies: citrinum e o verrucosum, sendo que o segundo, menos parecido com o que tenho nas mãos, traz a informação "não apta para o consumo" e diz que alguns autores consideram suspeito de provocar transtornos gastrointestinais.  Já o primeiro, o citrunum, que eu desconfio ser a espécie que encontrei, é descrito como tóxico, pois sua ingestão provoca graves transtornos gastrointestinais. De qualquer forma, na dúvida, quando se trata de comer, nada do preceito jurídico pró réu. Na dúvida, condene o suspeito até que se prove o contrário. Engraçado que o livro traz a informação de odor e sabor. Isto quer dizer que pelo menos não mata de imediato o sujeito que por ventura ou falta de juízo venha a comer. Sabe a alho, é o que diz o livro.  Como o meu estava maduro, pouco atrativo, não senti sequer desejo de uma mordiscada. Mas sabores de alho sempre me interessam... 

Aqui, um guia português de cogumelos, bem interessante, com boas fotos. 

http://www.afn.min-agricultura.pt/portal/cogumelos/resource/ficheiros/guia-de-campo-cogumelos-silvestres

E também um bom método para se cultivas cogumelos seguramente comestíveis, de maneira sustentável
http://sitiocurupira.wordpress.com/cogumeloshobby/

Outros cogumelos de Piracaia






5 comentários:

Janice Adja disse...

Tenho medo de come cogumelo. Posso pegar o errado.
beijos !

Cris disse...

Agora que você começou essa série "cogumelística", pintou uma dúvida: devemos lavar os cogumelos que são vendidos in natura ou basta passar um papel toalha? Já li versões de que a água encharca os cogumelos, por isso eles não poderiam ser postos de molho. Outras, de que eles são cultivados em matéria orgânica decomposta e devem ficar de molho sim. Na dúvida, eu lavo. E vc, Neide, como faz? Obrigada pela atenção!

Léia disse...

Admiro muito quem conhece sobre plantas, ervas, leguminosas e tudo o mais.Parabéns.Que bom que você divide com quem não sabe.Obrigada.

Rui Giraldi disse...

Seria o "pó pa tapá taio"?

Anônimo disse...

Se não em engano esse é um Pisolithus e é muito venenoso. Deve-se evitar tocá-los.