sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Do meu lixo cuido eu


Veja que experiência interessante a ser replicada, senão na totalidade, ao menos em parte.  O Claudio Oliver é um leitor amigo, de Curitiba, que apareceu ontem no Paladar na matéria sobre roceiros urbanos (eu também!).

5 comentários:

Cela disse...

Muito, muito bom. Achei mais interessante ainda quando ele fala que não faz isso pra mudar o mundo ou coisa assim, mas porque é certo.

Indicarei. :)

Margot Carone disse...

Neide, muito bacana!!! Hoje, aqui em Trafalgar Square, ajudei num evento chamado "Feed 5000". Varios chefs, cozinheiros e voluntários se reuniram pra distribuir almoço de graça para 5000 mil pessoas. A comida foi feita com os legumes (batatas, cenouras, couve-flor etc) e outros ingredientes rejeitados e jogados fora pelos supermercados. O suco de maça era prensado na hora e os bagaços, e restos de comida, eram jogados no chiqueirinho ao lado. Também foram separadas centenas de sacolas, com os mesmos ingredientes, para serem doados `as instituicoes de caridades. É escandalosa a quantidade de alimentos desperdiçados!!! Mas aos poucos chegaremos lá... Será? Bj grande

Claudio Oliver disse...

Oi Neide
Um privilégio estar em lugar de tanta honra e que admiro tanto: O COME-SE.
POdendo somar, é para nós um privilégio, ainda mais somar a você, que para nós é uma inspiração.

ilza sgura disse...

simples, resulta do cuidado e carinho com a terra. materia bacana, bem feita. uma verdadeira aula.

Priscila Okino disse...

só de saber que tem gente neste movimento, já melhora o meu dia! Adorei a dica da borra de café. Vou usar com meus coelhos. Um abraço.