terça-feira, 26 de abril de 2022

Palmito de bananeira

 


Da bananeira tudo se aproveita. Ainda não descobri uso para aquele talo que segura as bananas, mas todo o resto tem serventia. Seja para artesanato seja para comer. São comestíveis as bananas em todas as fases, as cascas dos frutos, os palmitos e as batatas, além das flores e coração.  Com as folhas a gente faz invólucros para embalar comida e com a parte externa do caule se faz cestaria e até tecido. 


Outro dia tive que podar a bananeira Musa velutina, uma espécie bastante ornamental, com bananas de casca cor de rosa e polpa gostosa, docinha, macia, mas com muitas sementes - também comestíveis. 

Como as bananas já tinham se auto descascado (elas se abrem sozinhas quando maduras, atraindo pássaros), cortei o caule e não tive coragem de dispensar o palmito. 

Basta extrair as camadas externas, deixando apenas 
este cerne coeso 

Faça um corte longitudinal e abra deixando o palmito 

Os palmitos - diferente das outras bananas, 
tem película rosada que praticamente 
desaparece com a cocção 

Vá deixando em água acidificada com limão 
(1 litro de água, suco de meio limão) para não escurecer. 
Cozinhe nesta mesma água e um pouco de sal por cerca
de 5 minutos ou até amaciar 

Qualquer espécie de banana tem o palmito comestível. Não é difícil de chegar a ele. Porém, há espécies que apresentam muitos fiapos.  Neste caso, enquanto ainda estão na água, pegue dois palitos de churrasco ou hashi e vá mexendo na água, fazendo movimentos giratórios. Os fiapos vão se grudando e assim pode tirar quase tudo.  Use tantem as mãos para puxar esses fiapos. A vantagem dessa espécie ornamental é que quase não têm esses fiapos. Pelo menos não tinham. Eu usei o caule já maduro e tudo bem também. Mas, quanto mais jovem (sem as bananas), mais macios são. Só muda o tempo de cocção.  

Se entre nós, o palmito de bananeira é quase um desconhecido, em vários países asiáticos, é um legume que se vende em feiras e mercados. No Sul da Índia, por exemplo, onde é conhecido como vazhathandu, há várias formas de prepará-lo. Em chutneys, curries, com lentilha e até como doces. Experimente dar um google e verá. 

Com minhas fatias já cozidas, fiz salada e um ensopado com leite de coco e temperos tailandeses. Ficou bem bom. Juntei também cubinhos de abóboras pra completar pois tinha pouco. 

Tudo picado: palmito de bananeira, abóbora quase 
madura e cebola branca e roxa . Ao lado, folhas
de chaplu, erva da família da pimenta do reino, muito 
usada na Tailândia - usei os frutinhos

Com abóbora e leite de coco 


O temperos bem triturados no pilão

O tempero: galanga, pimenta, talo de capim santo, 
folhas de limão kafir e frutinhos de chaplu

Como fiz: triturei os temperos, refoguei em óleo, despejei meia xícara de leite de coco e sal e juntei os legumes picados. Deixei cozinhar por cerca de 5 minutos até a abóbora amaciar, juntei mais leite de coco e deixei ferver. Conferi o sal e pronto. Sirva com pimenta e folhas de limão kafir com arroz. 

Fiz também salada com as rodelas. 


Agora, é só soltar a imaginação caso se depare com um palmito de bananeira por aí.