segunda-feira, 27 de março de 2017

Curry de tomate com Garcinia cambogia ou tamarindo de Malabar

A esta hora era pra eu estar na Guiana Francesa - meu bilhete era pra ontem. Iria ficar 20 dias a convite do Ministério de Agricultura da Franca, pra participar de um seminário de Pancs - daria palestras e faria oficinas de culinária. Mas, diante dos conflitos sociais dos últimos dias e da greve geral por tempo indefinido marcada para hoje, os organizadores preferiram cancelar o evento.

Está certo que passei as duas últimas semanas em função dos preparativos, fora a burocracia do visto etc. Mas ainda bem que deu tempo de desmarcar. Pior seria ficar lá numa situação indefinida com acesso bloqueado ao aeroporto, estradas fechadas, sem serviços básicos. Enquanto isto, vamos trabalhando por aqui, que trabalho não falta.

Aliás, tive um trabalho de nada pra descobrir que o tamarindo que a Paola Carosella me deu, junto com macis (o arilo ou membrana que recobre a semente da noz moscada) e chuño, as batatas desidratadas (por congelamento, exposição ao sol e pisoteio) peruanas, não eram exatamente tamarindo, mas uma garcínia.

O nome "tamarindo de Malabar" deve ser porque adquire coloração preta quando seco ao sol ou na fumaça e porque é tão ácido quanto o tamarindo. Este veio do estado de Querala, Índia,  mas a fruta parece ser nativa da Indonésia.  De qualquer forma, é parente do bacupari, do achachairu e do mangostão, por exemplo, todos do gênero Garcinia.  Esta, de nome Garcinia cambogia,  tem o tamanho de um limão e formato de uma abóbora. As sementes são soltas e  a polpa é bem densa e amarelada. Tem mais reputação internacional como remédio para emagrecer (aquelas panaceias que a gente já conhece) que como tempero, mas na Índia é usado em curries, tanto o fruto seco seco quanto fresco. O que vi a respeito é que estudos duplo cegos com ratos mostraram que em dosagem segura ela não tem efeito nenhum. Combinada com uma erva, da qual não me lembro o nome, produz ligeira perda de peso, mas nada significativo que justifique pagar caro por cápsulas.  E, quando administrada em altas doses, tem sim efeito na perda de peso, mas também provocou atrofia testicular e toxicidade.  Então, o negócio é se exercitar, comer menos e comer melhor - isto inclui comer os pratos saudáveis feitos com o tamarindo de malabar como especiaria que acidifica e dá sabor.

Outros nomes que a delícia recebe: assam fruit, indian garcinia, pot tamarind, kudam puli, kudampuli.

Em Kerala é comum usar o tempero para peixes e frutos do mar, mas acabei encontrando um curry vegetariano que fiz antes do famoso curry de peixe - não tinha peixe no momento. Nem estava botando muita fé no curry de tomate, mas ficou tão delicioso e é tão rápido que vou querer fazer sempre - mesmo porque raramente usamos o tomate como ingrediente principal a não ser em molhos ou recheado. Se não tem a garcínia, use tamarindo comum que também deve funcionar. Veja a receita original aqui:

Curry de tomate com Garcínia (receita copiada daqui

2 colheres (sopa) de óleo
1 colher (chá) de grãos de mostarda
1/2 colher (chá) de sementes de feno grego
2 colheres (sopa) de cebolas picadas
1 colher (chá) de gengibre picado
1 dente de alho picado
1 raminho de folhas de curry  (karipata)
1 colher (chá) de pimenta vermelha em pó
1 colher (chá) de pimenta-do-reino triturada na hora
Sal a gosto
1 xícara de água misturada com 2 pedaços de tamarindo de Malabar (Garcinia)
4 tomates cortados em 4

Aqueça o óleo numa panela e coloque os grãos de mostarda. Assim que começarem a pipocar, junte as de feno grego e, em seguida, a cebola, o gengibre, o alho e as folhas de curry. Refogue por um minuto e junte as pimentas e o sal.  Junte a água com o tamarindo de Malabar, misture e deixe ferver. Junte os tomates e espere retomar a fervura. Desligue e fogo e está pronto para servir.  Servi o meu com arroz branco e ficou delicioso.

Rende: 4 porções





Um comentário:

Dricka disse...

Adoro curry de tomate, mas o meu diferente, sem garcinia que eu não conhecia e com mandioquinha, castanhas de caju e leite de coco.É bem bom, mas agora eu preciso provar o seu.